Por enquanto, CPI do BNDES não pretende convocar Lula

Se houver necessidade, convocaremos Lula, diz Rocha

Marcel Frota
iG Brasília

Quem anda ansioso para ver o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva numa Comissão Parlamentar de Inquérito pode ficar decepcionado com a opinião do deputado José Rocha (PR-BA), relator da CPI que investigará contratos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

Ao chegar ao seu gabinete na noite de quinta-feira passada, Rocha recebeu de sua assessoria uma lista com mais de cem requerimentos relativos à CPI, muitos deles pedindo a convocação de Lula e de Fábio Luís Lula da Silva, filho do ex-presidente. Entretanto, ele descarta a presença do petista nos bancos da CPI do BNDES, pelo menos por enquanto.

“É mesma coisa de querer trazer aqui o Fidel Castro ou o Nicolás Maduro. Não vejo nenhum sentido de você, neste momento, convidar pessoas como o ex-presidente Lula. Agora, no decorrer das investigações, se houver necessidade, um fato que determine isso, aí não tenha dúvida que a gente pode analisar essa convocação. No momento, no início do uma CPI em que não temos processo investigativo na área judicial em curso, não há nenhum embasamento para convocar essas pessoas. Vejo que isso é mais no sentido de politizar a comissão, e não é por aí. Temos de fazer um trabalho técnico”, diz Rocha.

 

8 thoughts on “Por enquanto, CPI do BNDES não pretende convocar Lula

  1. Toda esta demora e protelação é fruto dos maus representantes que foram eleitos para a Câmara dos Deputados. No total, a comissão será composta por 27 membros titulares e igual número de suplentes. O requerimento de criação da CPI do BNDES é do deputado Rubens Bueno (PPS-PR), que pede que sejam investigadas supostas irregularidades envolvendo o BNDES ocorridas entre os anos de 2003 e 2015 relacionadas à concessão de empréstimos, que até junho estavam sob sigilo, concedidos a países como Angola e Cuba. Bueno questiona a classificação desses contratos como sigilosos, o que fará com que o seu teor só seja conhecido em 2027. Dá-se a presidência da comissão para um membro do baixo clero do sujíssimo PMDB e a relatoria, que é a mais importante, a um deputado federal do PR-BA, partido que abriga os parlamentares que respondem processo na Justiça Inocêncio de Oliveira, e o Anthony Garotinho. O PR bem como o PMDB não tem compromisso com a ética, e só prosseguirão a investigação se notarem que levam vantagem nisso. Se foi Rubens Bueno (PPS-PR) que fez o requerimento e provocou a CPi do BNDES, até por merecimento, deveria ser ele o relator da CPI. Isto foi escolhido por Eduardo Cunha. Com o PPS na relatoria, Lula seria convocado rapidinho, rapidinho. Esperemos que tudo não seja um jogo de cena destes partidos sujos, e acabem numa pizza fedorenta !

  2. Lula não sera convoca nem nesta ou em qualquer outra CPI, assim como nunca sera acusado de nada. Motivo? O dito cujo detém o domínio de todos os fatos, e como os mal feitos estão esparramados por todo o
    território nacional, sua excelências preservam o princípio de não serem obrigados a produzir provas contra eles mesmos.
    Seria constrangedor algum deputado ou senador da tal base, fazer alguma pergunta indiscreta ao lula. Portanto o cacique petista, já esta condenado a uma perpétua inocência.
    O congresso nacional, esta se tornando uma casa de espetáculos circense. Tem palhaços, engolidores de espada, anões morais e principalmente trapezistas.

    • Jamais Lula será convocado! Jamais será investigado sobre o enriquecimento incrivel – nem ele nem o filho. Está escrito nas estrelas que ele “não sabia de nada” Está blindadissimo.

    • Bom, pelo menos o deputado igualou oficialmente o Lula ao Fidel Castro e ao Maduro – agora não vai dar mais para o PT esconder sua verdadeira cara…

  3. Não convocarão porque sabem que ele só iria se conduzido coercitivamente. Não terão coragem para isso, pois muitos, muitos parlamentares já nem mais sabem onde está o fim de seus rabos, tão presos em emaranhado estão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *