Por enquanto, no existe regime de governo ou sistema poltico que nos sirva

Resultado de imagem para esquerda charges

Charge do Lane (chargesdolane.blogspot.com)

Antonio Carlos Fallavena

No Brasil do sculo XXI. sobraram poucos pais e poucas mes. Hoje temos, na maioria, fazedores de crianas.Educao? Entregaram escola. Ensino? Entregaram escola. Orientao sexual, drogas, bebidas? Entregaram escola. Portanto, a famlia, uma instituio falida, entregou tudo outra instituio falida. Resultado? Uma gerao de idiotas!

Algum dir: no generalize! claro que h muitas excees, mas quando se analisa a sociedade em que vivemos, logo se constata que a maioria das famlias terceirizou s escolas no somente o ensino, mas tambm a educao de seus filhos. E no final, a maioria diz que a culpa dos governos que no investem em educao! Fazer o qu?

ENSINO E EDUCAO – Bem que sei o que precisaria ser feito. Ensino uma coisa, responsabilidade da escola, mas educao obra, deve ficar a cargo das famlias e complementada na escola. O diabo que no tem gente, em quantidade e qualidade, para faz-lo. Nem pais nem professores, porque um espera pelo outro, que espera pelo um. Fico pensando o que faro com seus filhos, nossos netos! Na verdade, as pessoas parecem ter medo de enfrentar as prprias falhas.

Na dcada de 90, quando participava de painel em um evento de prefeitos no Rio Grande do Sul, sob o tema educao, mostrei alguns problemas que tnhamos como nao, nesse particular. Em dado momento, um dos prefeitos questionou-me: O palestrante Fallavena s apresenta problemas. Ter alguma soluo a propor?. Respondi que sim, mas ressalvei que a resposta, certamente, no seria bem recebida.

UM CAMINHO – Naquela oportunidade, mostrei que educao no propriamente a soluo, mas representa o caminho para que muitos problemas sejam solucionados. E mais: queremos punio para os outros, porque s os outros cometem erros e crimes. Ou seja, no queremos mudanas em nossas vidas, mas nas vidas dos outros, e por a adiante.E conclui que, assim agindo, a nica sada seria trocar o povo, j que o pas parece ser muito bom.

Quando vejo aqui na Tribuna da Internet a opinio de comentaristas gabaritados como Carlos Frederico Alverga, dizendo que no existe regime de governo ou sistema poltico que nos sirva, isso refora a minha opinio. O que nos falta so pessoas, cidados qualificados. O resto o pas j tem.

15 thoughts on “Por enquanto, no existe regime de governo ou sistema poltico que nos sirva

  1. O pior que h inmeras ONGs , fundaes, etc querendo vender ao governo um sistema de educao americano que l j foi abandonado h 20 anos.
    Tudo a distncia… S interesses menores.

  2. Excelente artigo. O articulista chegou no Xis da questo, pais omissos versus escola pblica igual a gerao idiotizada, e a prova dos nove est a para quem quiser ver.

    • O Sr. j viu as avaliaes das universidades do Brasil ?
      Qual.a porcentagem de de universidades privadas ? Alis a maioria das privadas nem universidades so, so Faculdades ou Centros Universitrios segundo a LDB

  3. Claro tem outra sada, mas quem vai fazer? Quais os polticos e o presidente que vai privatizar o desnecessrio, cortar o prprio salrio e os benficios, cortar funcionrios pblicos aspones, ajuda a sindicatos, artistas, ONGS, etc…
    Fazendo isso a economia iria crescer, porque o Estado iria diminuir (isso coisa que ensinam no primeiro semestre de economia) mas como fazer isso num pas onde todos sonham ser com as mesmas mordomias de quem est no poder? Para um ganhar sem trabalhar, 10 precisam estar trabalhando e ainda fazendo hora extra.

  4. Artigo muito bom. Deixa no ar reflexes que no acabam mais, cada qual mais brasileira que a do outro…

    Sei no…

    Vai que, de repente, largado do jeito que est, nesse tamanho todo de gigante adormecido, aparece ideia, que poder grudar, de dividi-lo em diversas partes, como se nascendo um pas ao gosto de cada um…

  5. Caro leitor e comentarista Antonio Carlos Fallavena,
    Tocastes numa ferida ainda aberta!
    De fato, essa uma das mazelas de nossa sociedade, os pais empurrando para as escolas as criaes dos seus filhos.
    O papel preponderante das escolas propiciarem, de preferncia, um timo ensino aos nossos filhos, sejam elas pblicas ou privadas.
    Certamente, quem deve educar os seus filhos so os pais, sobretudo com timos exemplos.
    A escola complementa uma tima educao que o ideal que almejamos.
    Entendi perfeitamente a sua abordagem Fallavena , muito pertinente!
    Parabns!

    • Belem,
      o “diabo” que famlias hoje pouco existem. Nem nas chamadas “elites”, alvo do artigo, as famlias so raras. E quando existem, so mal constitudas. Vamos ser realistas. Como podemos falar em famlias constitudas, com meios e condies de dar boa educao aos filhos, nesta quadra da Histria que a humanidade vive?. Nesta quadra da Histria do Brasil pela qual atravessa o nosso pas?. So milhes de brasileiros sem emprego, sem casa para morar, sem comida para se alimentar, sem roupa para se vestir, sem servio mdico-hospitalar para socorr-los, sem bons exemplos vindos dos governantes para serem seguidos, sem segurana pblica para proteg-los, sem Justia para restabelecer seus direitos violados, porque Justia lenta e que retarda no Justia.
      O refgio est na escola. Mas a escola tambm no mais aquela de outrora, em que ns, articulistas —uns elitistas, outros no — frequentamos e estudamos anos seguidos. Ah! essas classes sociais formam castas, impiedosas, e distanciadas da realidade. Mas todos os comentrios, todos os artigos, todas as vises so muito bem-vindas, porque assinadas por pessoas de bem, de bonssima f e sem o propsito de criar mais conflito. So exposies da experincia de vida de cada um, de cada regio deste imenso pas, de cada bero. E que venham sempre neste espao bendito que a Tribuna da Internet.

  6. H tempos tem pensado, o sistema poltico no Brasil, no governa para o povo, existe um protecionismo de quem tem poder, a nica finalidade do povo pagar impostos, mas no revertido para o povo, para o contribuinte conceder poderes e privilgios, se assim fosse, no haveria tantos benefcios para quem detm o poder, deveriam utilizar os mesmos servios que so oferecidos para o povo como, sade pblica, educao pblica, no teriam direito a carros oficiais, esta a diviso que existe neste pas, no governam para o povo, mas para manter as benesses, este sistema de governo est falido, falo de todos os poderes, uma enorme distncia entre o poder e o povo.

  7. Nos comentrios a respeito da entrevista do Gal, um veio com “a tem coisa” ou coisa parecida. Pensei no assunto e realmente, parece que s se mexem com ordem da Matriz.
    Veja bem; se a clula mater da sociedade brasileira est toda destruda, precisa de um choque para se recompor e voltarmos ao caminho de nao que almejamos.
    Na poltica no vemos meios logo teria que vir um brao forte e uma mo amiga, para recomearmos do zero; pois agora estamos negativos.

  8. Meu caro Fallavena,

    Lamento no ter postado o meu comentrio ontem, mas eu viajei a Porto Alegre e voltei tarde da noite.

    Bom, parabns pelo texto, como sempre irrepreensvel.

    Comentrios desairosos e preconceituosos contra os gachos no devem ser levados em conta, pois estes que nos acusam deixaram o pas nesta joa que se encontra, portanto, um povo ruim, maldoso, burro, mal intencionado e vendido!!!

    SALVA a Unio o cidado TRABALHADOR, que no sectarista, que no tem ideologias frente do seu pas, que no endeusa criminosos e canalhas!!!

    A gentalha seguidora de Lula e sua quadrilha, que aceita os roubos, assaltos e exploraes dos petistas, e ainda defende esta corja, a responsvel pelo desemprego, inadimplncia, juros extorsivos, reforma da Previdncia, alteraes nas Leis Trabalhistas, pois votaram em traidores, na escria poltica, em pessoas nocivas, nefastas e perniciosas, e ainda enaltecem a impunidade!

    Brilhante artigo, Fallavena, e critica a mensagem que deixas aquele que no quer mudanas, que faz questo de o povo ser inculto e incauto, pois se estivesse preocupado com a populao, teria gritado, berrado, protestado contra os roubos na Petrobrs, fundos de penso, emprstimos consignados …. mas calaram-se, ficaram quietos, no disseram um “ai”.

    E vestem muito bem o chapu nas suas cabeas de vento, ocas, haja vista no aceitarem que parte dessa crise sem precedentes que vivemos o povo tem a sua culpa, portanto, o pas maravilhoso, porm o brasileiro …

    Um grande e forte abrao.
    Sade e paz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.