“Por ora”, Bolsonaro decidiu não recriar o Ministério da Cultura, anuncia ministro

A pasta, extinta no início do ano, está sob a aba do Turismo

Camila Mattoso
Folha

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, afirmou nesta segunda-feira, dia 20, que o presidente Jair Bolsonaro decidiu, por enquanto, não recriar o ministério da Cultura.

“A recriação do ministério da Cultura foi descartada, por ora. A decisão foi do presidente. Por mim, alteraria o status do ministério, para ser chamado de ministério do Turismo e da Cultura, levando a Cultura ao lugar que ela merece”, disse Álvaro Antônio ao Painel.

SOB A ABA – A pasta, extinta pelo governo no início do ano, ficou primeiramente vinculada ao ministério da Cidadania e, agora, está sob a aba do Turismo. A atriz Regina Duarte foi convidada para assumir a secretaria da Cultura após a exoneração de Roberto Alvim. Ela começa período de testes no órgão nesta terça-feira, dia 21.

“Achei excelente [a escolha do nome de Regina Duarte]. Acredito que ela vá contemplar a classe artística, descontente com [Roberto] Alvim. Tem uma sensibilidade muito grande para o assunto”, completou. Alvim foi exonerado após parafrasear um discurso de Joseph Goebbels, ministro da Propaganda da Alemanha nazista.

PERÍODO DE TESTE – A atriz Regina Duarte começa, nesta semana, um período de testes na Secretaria Especial da Cultura. Ela conversou com o presidente nesta segunda-feira, dia 20, no Rio de Janeiro.

“Nós vamos noivar, vou ficar noiva, vou lá conhecer onde eu vou habitar, com quem que eu vou conviver, quais são os guardas-chuvas que abrigam a pasta, enfim, a família. Noivo, noivinho”, afirmou a atriz.

PACIFICAÇÃO – “Quero que seja uma gestão para pacificar a relação da classe com o governo. Sou apoiadora deste governo desde sempre e pertenço a classe artística desde os 14 anos”, disse a atriz que não deixou claro se haverá nomeação no Diário Oficial durante esse período de testes e não quis confirmar se colocou condições para aceitar o cargo.

Regina Duarte já havia sido convidada para integrar o governo no início do ano passado, mas recusou. A atriz é uma das mais famosas apoiadoras do presidente Jair Bolsonaro e já elogiou a política do governo no setor.

9 thoughts on ““Por ora”, Bolsonaro decidiu não recriar o Ministério da Cultura, anuncia ministro

  1. O que é isso, agora ? Que tipo de servidora pública essa senhora quer ser, sem ser contratada e sem que o seu nome seja publicado no diário oficial, se isso não existe na administração pública ? Será que está querendo ser uma funcionária fantasma ? Bolsonaro até parece aquele jogador de futebol , perna de pau, que num dado momento da partida a torcida pede pelo amor de Deus para que ele peça pra ir cagar e sair do campo de jogo porque ele está matando o time, no caso o Brasil.

  2. Seria o presidente o Nunes da política? rsrs

    “Fiz que fui, não fui, e acabei fondo!” Nunes (ex-atacante do Flamengo).

    É sempre a mesma história, rsrs…

    Pergunta que não quer calar:

    presidente, quer trocar essa “Cruz pesada”, comigo?
    Ainda te dou uma grana se ficar com a minha.
    Topa?
    rsrs…

    Atenciosamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *