Por que algumas ideias colam e outras não? O livro dos irmãos Heath pode (e vai) responder

Ideias Que Colam: Por Que Algumas Ideias Pegam E Outras Não | Mercado LivreJúlia de Aquino
Instagram literário @juentreestantes

“Uma ideia que cola é uma ideia que tem mais chances de fazer diferença”

Como uma ideia cola? É essa pergunta que os autores de “Ideias que colam” tentam responder. Esse livro me foi recomendado num processo seletivo do qual participei em 2020, e assim que o citaram corri para procurar, pois achei o título bem interessante! Realmente é uma leitura que vale a pena e me surpreendeu por diversos motivos – que vou comentar na publicação de hoje.

Pelo fato de ele ser tão interessante, decidi dividir seu conteúdo em duas publicações – hoje vou falar sobre os pontos principais, os que mais chamam atenção. Na semana que vem, vou apresentar alguns trechos marcantes de cada capítulo (tem vários muito bacanas, que valem um espaço especial).

PREMISSA – A sinopse defende que “seja você CEO, pai ou mãe em tempo integral, certamente tem ideias que precisa transmitir”.

A partir disso, os autores identificaram seis pontos principais das ideias que pegam e analisaram cada um desses pontos, dando sugestões para quem lê e citando diversos casos como exemplo. Além disso, falam muito sobre comportamento humano e sobre como trilhar um caminho para impactar pessoas com alguma ideia.

Os autores são irmãos, estudiosos e professores de temas como inovação, tecnologia e comportamento humano e organizacional. Essa foi a primeira vez que li um livro escrito por irmãos, e achei bem interessante, principalmente pelo fato de os conhecimentos deles serem complementares.

RECEIO INICIALPessoalmente, no início da leitura estava com medo de a obra ser cansativa, porque fiquei “traumatizada” com o livro “Hit Makers”, que li em 2019. Este tinha uma premissa parecida, e quando o li achei a escrita prolixa e exaustiva – o conteúdo do livro é interessante, mas a forma como ele foi apresentado desanima e desencoraja o leitor a continuar.

Apesar disso, dei uma chance ao “Ideias que colam” – e que bom que fiz isso!

Diferentemente do “Hit Makers”, esse tem uma linguagem fluida, objetiva e interessante, que atiça nossa curiosidade e nos apresenta reflexões bem relevantes sobre nosso comportamento como consumidores e mesmo como “vendedores de ideias” (sejam elas quais forem).

OS 6 PRINCÍPIOS – Para falar das “ideias que colam”, os autores analisam seis princípios que, de acordo com eles, compõem a maior parte daquilo que se torna memorável ou viraliza (usando um termo atual) em todo o mundo. São eles.

1. SIMPLICIDADE;
2. SURPRESA;
3. CONCRETUDE;
4. CREDIBILIDADE;
5. SENTIMENTOS;
6. RELATOS.

Cada ponto desses é abordado em um capítulo, e um dos pontos positivos é que cada parte tem subcapítulos curtos, de 2 a 5 páginas, sendo que cada um deles é um exemplo/caso. Esse formato facilita as coisas e, quando vemos, já acabamos um trecho.

Antecipando a pergunta “Mas ele vai me ensinar a ser mais criativo(a)?”, a resposta é “não necessariamente”. Até porque não existe uma receita para isso: otimizar nossa criatividade é um exercício constante. Mas com toda certeza finalizamos a leitura com uma mente diferente de quando iniciamos.

Trata-se de um livro muito esclarecedor, inspirador e até divertido em alguns momentos. Ele apresenta situações e explica o porquê de elas terem “colado” na mente das pessoas ou não, ressaltando o que podemos imitar em nossas vidas e o que não devemos fazer.

EXEMPLOS E REFERÊNCIAS – Reforçando a questão dos exemplos – essenciais em livros técnicos, é uma leitura riquíssima em referências (de livros, pessoas, músicas e casos envolvendo marcas, instituições etc). Os autores apresentam, por exemplo, casos de anúncios de televisão que se tornaram famosos; ações de professores que realmente engajaram alunos em todo o mundo; exemplos de executivos que fecharam algum negócio usando a criatividade; e mais.

Todo esse material faz com que o leitor se sinta próximo do que eles estão expondo, e deixa a leitura “dinâmica” e nada cansativa. Para quem gosta de ler sobre temas relacionados à Comunicação, comportamento, inovação, tendências e criatividade, é um prato cheio! Recomendo muito!

Livro: Ideias que colam
Autores: Chip Heath e Dan Heath (irmãos)
Editora: Alta Books
Páginas: 258

8 thoughts on “Por que algumas ideias colam e outras não? O livro dos irmãos Heath pode (e vai) responder

    • Oi, Ricardo! Por incrível que pareça não.

      Está mais para “técnico”, um livro sobre Comunicação. Ele não foca em “mudar a nossa vida”, mas em analisar casos de sucesso no que se referem a IDEIAS.

      Eu não curto auto-ajuda, então se fosse eu nem acharia tão legal.

      Esse é bem intressante.
      Abraços!

      • Obrigado Júlia, pelo esclarecimento…
        Também não tenho nenhuma simpatia ou mesmo paciência para este gênero de literatura, por isto questionei…
        Interessantes as suas colocações sobre o livro e, curioso o fato de ter sido escrito por dois irmãos, á quatro mãos…
        Não me lembro de já ter viso algum livro, com esta peculiaridade…
        Sds.
        R.Lemos.

  1. Bom tema, sem dúvida. Entretanto, e ressalto que aqui vai uma opinião de um simples carpinteiro, qualidades apreciadas e que levam ao sucesso devem ser adquiridas dia a dia, repetidas a cada instante, de modo constante e desprendido – isso foi provado cientificamente.
    A virtuosidade vem após essa labuta intensa de aprendizam. É assim que nascem o poetas, os grandes músicos, os atletas, repito: com prática, amor intenso e dedicação desprendida.

  2. De modo empírico !
    Faz sentido. Mas conhecimentos antes vividos e repassados, não deixam de ter os seus valores também, Sr. Rue.
    Penso eu…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *