Por que Dilma não revela quais são os ‘inimigos externos’ da Petrobras?

Juan Arias
El Pais

A presidente Dilma Rousseff em seu discurso de posse perante o Congresso fez uma afirmação grave, uma das mais importantes de seus 40 minutos de discurso, e que causou perplexidade. Falou que existem “inimigos externos” que conspiram contra a Petrobras, a grande petroleira brasileira hoje sofrendo grande humilhação da Justiça e da Polícia Federal por ter sido descoberto em seu interior o maior escândalo de corrupção política e empresarial da democracia. E garantiu que está disposta a combatê-los.

Não revelou, no entanto, quem são esses famosos inimigos que decidiram causar a crise na importante petroleira. Por que esse silêncio?

Fez bem, Dilma, em tecer os elogios à que já foi a joia da coroa da indústria brasileira fora e dentro do país. Fez bem em prometer que deseja extirpar o câncer que corrói a Petrobras, que tem, entre os diretores e gestores nomeados por ela ou seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, alguns que estão na prisão acusados de ter subtraído da empresa bilhões de dólares para alimentar o partido do governo ou partidos aliados, além de terem enriquecido pessoalmente, como estão revelando os interrogatórios da Justiça.

POPULISMO

Ocorreu, porém, um lapso grave da presidente em seu discurso, como puseram em evidência os analistas políticos, no fato de ter mantido o silêncio e suspense em relação a esses misteriosos “inimigos externos” da Petrobras.

É estranho porque a tentativa de lançar sobre inimigos externos os males de um governo costuma ser patrimônio de democracias frágeis, inseguras, dominadas por populistas ou ditadores incapazes de fazer autocrítica de seus erros.

Não é o caso do Brasil, que, como a própria presidente destacou, goza de uma democracia onde funcionam com liberdade os três poderes e todas as instituições.

Os cidadãos brasileiros e todos os que têm ações da empresa, que perdeu 60% de seu valor, têm o direito, portanto, em respeito à democracia que desfrutam, de conhecer quem são esses inimigos de fora da Petrobras que os levaram a perder parte de seu patrimônio.

INIMIGOS INTERNOS

Pelo que até agora estão descobrindo tanto a Polícia Federal como os promotores e juízes federais por meio dos interrogatórios e das delações premiadas, esses inimigos ficaram aninhados durante anos dentro da empresa, foram escolhidos pelo governo, às vezes para agradar aos partidos aliados, e eles mesmos estão revelando que o demônio que tentou a Petrobras estava dentro, muito dentro, e não fora.

Nenhum deles, nem sequer os empresários opulentos que faziam seus cambalachos com a empresa para obter benefícios –altos dirigentes que continuam na cadeia –, acusou nenhum inimigo externo pelos males que prejudicaram a Petrobras e a levaram a perder valor e prestígio.

Já que a presidente preferiu o silêncio sobre esse enigma dos “inimigos externos”, cabe imaginar que poderia referir-se, por exemplo, aos meios de comunicação que trouxeram a públicos os escândalos hoje confirmados pelos juízes.

IMPRENSA LIVRE

A liberdade da mídia, porém, de trazer a público os escândalos do poder não só não pode ser vista como “inimiga” da Petrobras, mas, pelo contrário, como um estímulo a mais para ajudar o governo a corrigir os graves casos de corrupção, cada vez mais numerosos e graves.

Quantos desses escândalos teriam ficado ocultos para sempre, impunes, sem a colaboração dos meios de comunicação, cuja missão em uma democracia é a de ser uma das instituições que vigiam o poder? A experiência nos ensina que poucos, talvez nenhum, dos casos de corrupção denunciados pela imprensa brasileira nos últimos 20 anos eram falsos.

Teríamos conhecido o escândalo do mensalão sem a ajuda da imprensa? Ou o do metrô de São Paulo e, agora, o da Petrobras, sem as revelações da mídia?

Outra hipótese é que Dilma poderia estar se referindo à oposição, como se fosse ela que desejasse a privatização da Petrobras, para tirá-la do controle público. No entanto, a acusação da oposição foi que os governos do Partido dos Trabalhadores (PT) já estavam “privatizando” a Petrobras ao terem-na transformado em um tesouro político de família, para melhor poder usá-la por razões pouco republicanas em vez de ser uma empresa a serviço da nação.

INIMIGOS EXTERNOS?

Que países estariam, por exemplo, interessados em atentar contra a Petrobras se muitas empresas deles mesmos já trabalham ativamente com ela e, provavelmente, estão surpresos e incrédulos vendo a petroleira agitando-se em um mar de corrupção sem que nem sequer tenha sido substituída sua presidenta e seus responsáveis mais imediatos?

Dilma deve aos cidadãos que lhe depositaram sua confiança e aos que não o fizeram, já que todos são brasileiros, uma explicação plausível sobre esses inimigos que seriam responsáveis, do exterior, mais do que internamente pela catástrofe da Petrobras.

A presidente, ao estrear em seu novo mandato faria um grande bem à sociedade, e fora dela, se revelasse com nome e sobrenome esses que, segundo ela, estariam, de fora da Petrobras, tentando destruir a empresa da qual depende em boa parte a recuperação de nossa economia ferida. Não teriam os brasileiros o direito de saber?

(artigo enviado por Edson Elcelc)

49 thoughts on “Por que Dilma não revela quais são os ‘inimigos externos’ da Petrobras?

  1. Provavelmente os inimigos externos a que se refere a dita cuja são as Justiças dos países que estão nos seus calcanhares, tentando fazer com que ela pelo menos admita que mentiu também fora daqui, para defender aqueles a quem ela lesou.

    • Caro Roberto Mendonça,

      Essa história da refinaria da petrobras invadida na Bolívia NUNCA ficou clara.
      Não é difícil ter sido um ACORDO em OFF entre o Barba e o Cocaleiro.
      Quem pagou e quem recebeu quanto ??????

  2. Os inimigos da Petrobras todo mundo sabe quem são. Os nomes deles são conhecidos. Eles têm ódio de pobre e da Petrobras porque eles não acreditam no Brasil. Aécio do aeroporto, FHC da CIA e Agripino histrião.

  3. PS: Vale lembrar que FHC construiu 3000 km de gasoduto para importar gás da Bolívia. FHC nem ligou para as reservas do pré sal,construiu o gasoduto para importar um produto que temos em abundância no nosso território. Tudo para contribuir com as petroleiras internacionais, donas do gás boliviano. O primeiro diretor da ANP ( Agência nacional do petróleo) foi o genro de FHC, Davi Zylbersztajn. Todo mundo sabe que FHC criou as agências e pôs nas suas diretorias gente indicada pelos que deveriam ser fiscalizados pelas agências.

  4. PS1: Todo mundo sabe que FHC vendeu a Vale cheia ferro para contribuir com as mineradoras internacionais, já que a China crescia e precisava de ferro para construir suas infraestruturas. As mineradoras compraram a Vale subavaliada, e venderam o ferro brasileiro para a China a preços internacionais. Uma teta. O mesmo FHC tentou fazer com a Petrobras. O óleo e o gás do pré sal são conhecidas há tempos. FHC sabia que as reservas de óleo e gás da Petrobras eram imensas. FHC queria vender a Petrobras cheia de óleo e gás como vendeu a vale cheia de ferro. Só que com a Petrobras a resistência foi grande e o FHC Calabar não conseguiu criar a Petrobrax.

      • Eliana
        Agora entendo por que queriam desprivatizar a Vale. Privatizada não dá para ter conselho de administração como o da petrolama. Também não dá para superfaturamento e para passagem de recursos nos moldes do petrolão.
        os inimigos externos são muito menos perigosos que os “amigos do alheio internos”.
        Precisamos saber que medicamentos a presidente está ingerindo. Alem de não estar fazendo o efeito esperado, agora está afetando o seu “superconsicente”.

  5. “Os inimigos da Petrobras todo mundo sabe quem são. Os nomes deles são conhecidos. Eles têm ódio de pobre e da Petrobras porque eles não acreditam no Brasil. Aécio do aeroporto, FHC da CIA e Agripino histrião.”

    KKKKKkkkkkkk

  6. Argumento ”irrefutável ”de Gilson e Renato :
    Nós roubamos. Mas eles também roubaram.
    Bom, na visão desta dupla, os Irmãos Metralha,
    eram, foram, ou são ”fichinhas”.
    “É o tal negócio !!! “

  7. Não é nada disso, Camilo. Aécio, FHC e Agripino, ou seja, PDSD e DEM são muito piores que o PT para a maioria. O senhor esqueceu que a Dilma venceu a eleição ? O momento agora é de união para o Brasil avançar. Querem parar o Brasil, uma agressão ao resultado das urnas. A caneta é da Dilma quem vai tirar dela se ela a conquistou nas urnas, conforme manda a lei. Espere mais 4 anos, mas na próxima eleição, se vier de PSDB, vai perder de novo. Pode apostar.

  8. MAVs precisam entender que nem todos são analfabetos funcionais como são os eleitores dos petralhas, em maioria. Collor também venceu o pleito eleitoral e a Veja foi instrumento muito importante para a canalhada petista, principalmente para o Zé Dirceu, Mercadante e Suplicy. Que papo mole esse de parar o País! O Brasil está parado devido a péssima gestão petista e pela corrupção desenfreada e despudorada praticada pela bandidagem oficial. Impeachment é legítimo para governantes ilegítimos.
    MAVs, vão pro 247 ou PHA que lá há um sem número de analfabetos funcionais e de gente sem compromisso com a verdade. Aqui nesta trincheira de resistência contra a pilantragem MAVs não se criam.

  9. Renato, o momento agora teria que ser de união sim. Concordo.
    Deveria, mas, com esse ”time” que Dona Dilma convocou ?
    Quando digo time, me refiro antes de tudo, ao ministério.
    TRINTA E NOVE . Para que ?
    Pelo menos se fossem competentes. E honestos, aí sim!
    Exemplo gritante : Ministro do Esporte.
    Apesar de Dona Dilma falar em ficha, folha corrida …
    Não foi séria.

  10. Camilo, o que podemos fazer se o maior problema do Brasil é justamente o de recursos humanos. Observe o nosso universo política e diga-me quem merece confiança. As nossas grandes cabeças morreram e não foram substituídas, sobrou isso aí, o resto desumano da ditadura escalafobética e seus herdeiros. A ditadura perseguiu as boas cabeças e se aliou com gente sem escrúpulo, que em troca de apoiou usou e abusou do público, a herança está aí. Não adianta só recurso material o recurso humano é muito, mas muito mais importante. Como formar um time bom com o plantel que temos ? Renan , presidente do senado; Henrique Eduardo Alves, da câmara, uma oposição liderada por tucanalhas, que não ganham a eleição, e por ódio, estraçalham com o país. O PMBD em troca de apoio quer os ministérios que mais tem recursos para tirar proveito, e ameaça sabotar, se não for atendido. De qualquer forma, Camilo, não pense mal de mim, não. Podemos ser amigos virtuais, nos respeitar. Obrigado por ser educado comigo.

  11. Muito bem Renato, mas, de forma um erro justifica o outro.
    Entendo que temos no Brasil, muita gente boa, competente e honrada.
    Mesmo na classe política em seus vários partidos,como também no meio empresarial, que poderiam participar da vida pública.
    Mas como ?
    Os escolhidos são através de barganha e ”interesses” nem
    sempre legítimos e sérios. São os subservientes.

  12. Camilo
    Certamente um erro não justifica outro.
    Mas, nos tempos modernos, um erro tem levado a outro e sempre maior.
    O colega Renato argumenta com falta de qualidade.
    Se o governo necessitasse de milhares de assessores, bem, seria complicado.
    Mas são apenas uns míseros 40/50 nomes!
    Os partidos estão dominados (de muito tempo). As lideranças sumiram, por obra dos partidos, principalmente pelo PT.
    O povo, sem cultura e qualidade, termina escolhendo seus dignos representantes: um merece o outro.
    É claro que, numa análise sem paixonite, concluiremos que os ministérios do PT tem sido os piores: saqueadores, despreparados e desqualificados. É como na montagem de um time de futebol: vão as compras e adquirem só coisa vencida, fora de forma.
    E a chefia é do mesmo nível.
    estamos diante da fome e da falta de comida. Sem solução a vista.
    Abraço

  13. Me surpreende certas opiniões no blog. Até parece que estamos em outro país. Alô, acorde , se situe, você está no Brasil. Eu não tenho obrigação alguma de mostrar qualidade nos meus comentários. Eu apenas dou minha opinião, sem querer mostrar nada. Xingam a presidente, desqualificam quem venceu a eleição, depreciam seus eleitores. Nem defender a vencedora pode. Tudo bem. Vou continuar até que alguém que administre o blog me desqualifique. Se Aécio tivesse sido eleito ele formaria um baita ministério. Só rindo. Basta lembrar que FHC e Agripino Maia, do DEM, foram as mentes iluminadas da campanha do Aécio. Agripino contribuiria com grandes indicações. FHC então só escolheria gente culta, honesta , ética , com excelentes serviços prestados ao Brasil.

  14. PS1 :Para lembrar segue a conversa gravada de luiz Carlos mendonça de Barros , ministro de FHC, veiculada na folha on line.

    Segredos do Poder
    “No limite da nossa irresponsabilidade”

    25/05/1999
    Editoria: BRASIL
    Página: 1-11

    Mendonça de Barros liga para Ricardo Sérgio pedindo uma carta de fiança do Banco do Brasil para o consórcio liderado pelo Banco Opportunity. Ricardo Sérgio diz que acabou de dar. E afirma estar no “limite da nossa irresponsabilidade”.

    Ricardo Sérgio – Alô.
    Mendonça de Barros – Oi.
    Ricardo Sérgio – Fala, jovem.
    Mendonça – Não, o seguinte. ‘Tá tudo acertado, os dois consórcios, né? Agora, o de lá está com problema com carta de fiança, entende? Não dá para o Banco do Brasil dar, ô Ricardo?
    Ricardo Sérgio – Luiz Carlos, eu acabei de dar.
    Mendonça – Dá? Deu?
    Ricardo Sérgio – É o seguinte…
    Mendonça – ‘Tá vendo como eu conheço você? (Risos.) Não é Embratel? É Telemar, né?
    Ricardo Sérgio – Não, é o seguinte. O que que eu fiz? O Daniel (Dantas, do Opportunity) conversou comigo…
    Mendonça – ‘Tá…
    Ricardo Sérgio – Ele falou: “Eu tenho para a Stet pro Citibank e pros fundos”.
    Mendonça – Isso.
    Ricardo Sérgio – Então eu dei pra Embratel e dei R$ 874 milhões para a…
    Mendonça – ‘Tá perfeito.
    Ricardo Sérgio – … Para a…
    Mendonça – ‘Tá perfeito.
    Ricardo Sérgio – ‘Tô viabilizando tudo.
    Mendonça de Barros – Eu sei, meu filho. Por isso que eu conto com você.
    Ricardo Sérgio – Nós estamos indo no nosso limite de irresponsabilidade…
    Mendonça – Não, não…
    Ricardo Sérgio – (Ri alto.) Eu dei uns três bi de fiança aqui hoje.
    Mendonça – (Ri alto também.) Não, mas olha…
    Ricardo Sérgio – Se der 30, só vai valer um pouco.
    Mendonça – É lógico. Mas isso aí nós ‘tamos juntos, pô.
    Ricardo Sérgio – Não, a hora que der merda, a gente diz: “Estamos juntos desde o início”. Escuta, estou aqui no BB e vou ficar aqui até sete e meia, oito horas. O telefone, em vez de ela estar ligando no meu celular, o telefone direto é 532…
    Mendonça – 532?
    Ricardo Sérgio – 55.
    Mendonça – 55.
    Ricardo Sérgio – 31.
    Mendonça – 31
    Ricardo Sérgio – Que às vezes o celular…
    Mendonça – ‘Tá, ‘tá bem, eu ligo aí.
    Ricardo Sérgio – ‘Tá bom?
    Mendonça – ‘Tá bom.

  15. Boa tarde Antonio Fallavena.
    Concordo, e me sinto honrado com seu comentário.
    Estamos carentes de lideranças autênticas , atuando.
    Entendo que temos muita gente boa, competentes,
    bem intencionadas e honestas. Mas não conseguem chegar.
    Após a acensão do PT , quantos foram embora desestimulados.
    Inclusive vários fundadores do PT. Somente os bons, os melhores.
    Conheço alguns, aqui nas Minas Gerais. Mas, vamos em frente.
    Abraços e votos de Feliz 2015
    Fraternalmente.
    Camilo

  16. PS3: Fernando Bezerra foi ministro de FHC e de Dilma. Mas foi no governo dilma que os escândalos envolvendo-o foi largamente divulgado. Bezerra começou a roubar com a Dilma. Francamente vamos cair na real.

  17. PS4: Lembre-se da maldição do impeachment. Dizem que todos que condenaram o Collor morreram tragicamente porque condenaram e cometiam os mesmos pecados. Cito o Dr. Ulisses, que morreu num acidente de helicóptero , cujo dono era uma empreiteira. Inclusive a empreiteira é ré no processo lava jato. Sem contar que o Dr Ulisses apoiou o golpe de 64, enquanto Rubens Paiva foi brutalmente assassinado por não apoiar o golpe.

  18. PS5: Será que acontecerá o mesmo com a Petrobras ou com as empreiteiras ? A maldição da Petrobras, a maldição das empreiteiras. O PSDB e o DEM que se cuide porque hipócritas são castigados nessa e na outra vida.

  19. PS3: Fernando Bezerra foi ministro de FHC e de Dilma, mas foi no governo Dilma que os escândalos envolvendo-o foram largamente divulgados. Bezerra começou a roubar com a Dilma. Francamente vamos cair na real.

  20. PS6: Segue mais diálogo entre ministro de FHC e um jornalista da Globo. Ricupero é de bom nível, preparadíssimo. Olha a conversinha dele.

    Rubens Ricupero e o jornalista Carlos Monforte, da TV Globo, estavam conversando informalmente e não imaginavam que a antena parabólica, sintonizada no canal 23 por volta das 20h30 do dia 1º de setembro de 1994, transmitia a conversa. “Eu não tenho escrúpulos. O que é bom a gente fatura; o que é ruim, a gente esconde”, foi uma das frases mais contundentes do então ministro da Fazenda. A conversa quase acabou com as chances Fernando Henrique Cardoso, candidato à Presidência da República pela coligação PSDB/PFL (Partido da Frente Liberal, atual DEM). Além de provocar polêmica na sociedade, “parecia que o Plano Real tinha alguma coisa que ninguém sabia”, escreveu o Correio Brasiliense, que publicou toda a conversa em 02/09/1994.

  21. PS7: PFL é o DEM hoje. Aliados de Aécio e FHC mantêm o nordeste na pobreza. Exploram o povo nordestino, não deixam o povo ter água na bica. O mesmo o PSDB está fazendo com São Paulo. Falta água na bica. Quem é o senhor para me desqualificar se o que o senhor defende é o atraso.

    Responder

  22. É Renato !
    Só o PT é bom. Não é isto ?
    Dona Dilma, então ???
    E o ”sapo barbudo” ? Grande artista. Ele e seus mágicos pimpolhos.
    Gostou ?
    Fazer um agrado e alegrar um amigo não é difícil, razão deste comentário.
    Mostrar que também sou um pouco ”brincalhão”, inclusive com coisa séria.
    Um abraço do Camilo

  23. Camilo, o que eu quis dizer é que culpar o PT por tudo de ruim do Brasil é perseguição. Alguém tem que defender, meu caro. Ou tu achas que dos 53 milhões de eleitores da Dilma nenhum lê a tribuna da internet ?
    SDS.

  24. Renato.
    Não quero culpar o PT por tudo de ruim que acontece no Brasil.
    De forma alguma . Nem posso. Nem é lógico. Mas… mas…
    Só vou resumir o que penso ser irrefutável , pois sabemos bem, que
    UM ERRO NÃO JUSTIFICA OUTRO.
    O PT desde sua fundação fez uma pregação CORRETA.
    Só que, demagogicamente.
    Desde que chegou ao poder, está NEGANDO TUDO O QUE ,DEMAGOGICAMENTE PREGOU, E PRATICANDO TUDO O QUE HIPOCRITAMENTE CONDENOU.
    Estamos presenciando o maior escândalo em termos de desonestidade
    ocorrido no país.
    Vamos sim, olhar os ”aeroportos” também , que é sua maior preocupação, por ser
    do lado ”contrário”. Certo ? Ou não é ?
    Não estou defendendo A ou B . Temos que nos lembrar que dois + dois são quatro.
    E NÃO CINCO. Entendo também, que vida é até simples, NÓS É QUE EM ALGUNS CASOS, COMPLICAMOS.
    Temos que entender que não somos perfeitos, mas temos que nos esforçar para
    não errar. A PERFEIÇÃO ESTÁ LÁ EM CIMA. NO ALTO.
    Quantos fundadores do PT abandonaram o barco por não concordarem com a
    negação e desvios da proposta e motivos apresentados para o trabalho a ser desenvolvido pelo partido, que acreditavam sérios?
    Por isto, entendo que no PT estão fazendo tudo o que condenaram, negando o que pregavam.
    Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *