Por que ninguém diz a verdade sobre os cursos do Pronatec?

Sem fiscalização, Pronatec é uma peça de marketing político

Esmeraldo Lopes

É impressionante a incompetência da oposição – se é que existe – e da imprensa. Dilma transformou o Pronatec em vitrine de sua campanha e ninguém ousou verificar as condições de funcionamento dos cursos. Tirando os cursos ministrados pelo Sistema S (Senai, Sesc…), o restante, com exceções realmente excepcionais, é ministrado por instituições que não dispõem da menor condição para tal.

Os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs), que gozam de uma certa consideração da sociedade, não dispõem de estrutura adequada, conhecimento técnico e quadro para tal. Se implementaram os cursos, foi tão-somente como medida de captação de recursos e por interesse de professores e funcionários administrativos. Estes passaram a disputar a tapa uma vaga para ministrar disciplinas nos cursos, pois, no mesmo horário de trabalho no IF – às vezes em prejuízo às atividades normais para as quais estão contratados – pegam turmas do Pronatec e por cada aula recebem R$ 50,00.

TODOS GANHAM, MENOS OS ALUNOS

Como muitas disciplinas nesses cursos dispõem de uma carga horária de 20 aulas, aí já embolsam R$ 1.000,00 extras, caso peguem apenas uma turma. Funcionários administrativos agem pela mesma forma. Há os que dão aula e há os que recebem um extra pelo simples fato de desenvolverem atividades para o curso. Assim, se um funcionário tira cópias xerox para o Pronatec, exige e recebe pagamento extra.

O coordenador dos cursos recebe uma boa remuneração extra e a Instituição recebe por aluno. Quero dizer: ganha a Instituição, ganha o professor, ganha o funcionário, mas os alunos se lascam, pois os cursos, como regra, não capacitam ninguém a nada.

E os alunos? Bem, a maioria desiste, mas para garantir o faturamento a Instituição mantém o nome deles como se frequentando estivessem.

Como mecanismo de atração e manutenção dos alunos no curso, resolveu-se oferecer um bolsa a cada um deles, talvez a única vantagem que possam obter. No saldo do tudo, o Brasil se lasca. E o grave é que ninguém investiga. Quem duvidar procure um aluno que faça que tenha feito curso do Pronatec em algum IF e pergunte a ele.

4 thoughts on “Por que ninguém diz a verdade sobre os cursos do Pronatec?

  1. Prezado Sr Esmeraldo Lopes

    Em 2014, o PRONATEC estendeu suas aulas à Instituições privadas de ensino, que recrutaram professores para poderem aderir ao programa. Enviei currículo a uma conhecida Instituição do RJ e fui admitido no curso de Logística. Cheguei a ministrar aulas nas 2 primeiras semanas do curso, mas, por não me sentir motivado a prosseguir, solicitei meu desligamento.

    Gostaria de acrescentar, a título de esclarecimento, que o valor da hora/aula, naquela época, era de R$ 25,00. Não posso confirmar pois não fiz questão de receber pelas aulas ministradas, uma vez que iniciei as atividades sem que a formalização de minha contratação fosse concluída.

    Ratificando os aspectos negativos abordados por V.Sª, eu acrescento:

    As aulas iniciaram sem que a ementa da disciplina estivesse pronta, bem como a apostila que seria a base bibliográfica para o curso, ou seja, pelo menos nas 2 primeiras semanas de aulas, abordei assuntos considerados importantes de acordo com minha experiência de docente em cursos similares.

    A turma para a qual fui designado era composta por 50 alunos, com idade de 18 a 60 anos, uns com alguma experiência na área, outros que nunca tinham ouvido falar sobre logística, uns que haviam terminado o ensino médio recentemente, outros que não frequentavam uma sala de aula há muito tempo, enfim, uma diversidade de situações que muito dificultavam ministrar uma aula que não fosse enfadonha para uns e incompreensível para outros.

    Não resta dúvida que seja melhor que aquelas pessoas estejam em sala de aula do que vagando pelas ruas, mas, realmente, não é crível que sairão do curso aptos para exercerem atividades profissionais afetas.

    Esta é a “Pátria Educadora”.

  2. Hoje em todo Brasil o marketing político acontece em todos os seguimentos para proporcionar uma atração a todos os públicos que querem mudar de vida através de uma profissão técnica ou de graduação universitária.
    Primeiramente acontecem nos grandes centros, para depois proporcionar ao interior das cidades, a ideia do projeto para quem não vivencia na prática a vida de cidadãos é linda mas quando sai do papel para a prática ai sim a gente percebe que muitas vezes não dá certo.
    Hoje a escola pública de qualidade são poucas, a maioria não oferece um conhecimento para que o alunos possam ser aprovados em uma universidade pública ou federal, faltam com frequência professores de matemática,química, física e etc. Esses alunos oriundos dessa má formação educacional acabam concluindo o ensino médio sem aprender muito o necessário para o conhecimento.
    Onde surgem esses projetos meteóricos impregnados de marketing político, para um futuro brilhante por meios de curso como o Pronatec,o Via Rápida Emprego e etc.
    Muitos ainda conseguem com muita seriedade e dedicação se qualificar por meios desses cursos, principalmente nos grandes centros. Os investimentos que ganham com essas bolsas oferecidas através do governo federal ou estadual conseguem pagar a alimentação e o transporte para o deslocamento até o curso de qualificação, sem prejudicar o orçamento familiar que muitas vezes dependem do seguro desemprego para quitar o orçamento familiar mensal.
    A situação no interior quando chega esses cursos de qualificação são bem diferenciadas a maioria das pessoas que participam desses cursos estão interessados apenas na bolsa que irão receber e não na qualificação em si, pois a situação econômica e social dessas famílias são lastimáveis.Hoje a maioria dos projetos sociais que oferecem alguma qualificação se não for remunerada com bolsas não tem adesão, muitos cursos, o de solda por exemplo um curso riquíssimo em qualidade e aperfeiçoamento para quem está na área, muitas vezes o público feminino está em maior número não com intenção de se qualificar mas de adquirir a bolsa oferecida.
    Hoje o que precisamos é um trabalho mais efetivos, para que essas famílias não fiquem dependentes apenas do dinheiro fácil para se manterem, pois esses direitos são conseguidos através de muitas lutas e oferecidos a essa população que tanto almejam uma qualidade melhor de vida.
    Precisamos de uma política de monitoramento eficaz, para que essas famílias evoluem socialmente e não dependem especificamente do que está sendo oferecido. Há poucos dias saiu um resultado de uma pesquisa analisando as cidades com melhor qualidade de vida para se viver, importantíssimo esse análise, mas se determinada cidade está entre as melhores na qualidade de vida para se viver, mas tem um índice elevado de famílias dependentes de projeto de transferência de renda como o Bolsa família, renda cidadã entre outros esses dados são meramente marketing político.

  3. Posso garantir com a maior tranquilidade porque fiz um curso no Senai e é a maior MERDA. Existe troca de professor no meio do curso e o primeiro não podia avançar na “matéria” do professor seguinte. Ele passava “pegadinhas” pra turma no seu notebook. Metade da turma era tarja preta encostados no INSS e não queriam apreender nada, com medo de serem desligados da empresa e do amparo do instituto. Com razão porque não qualificou ninguém a nada. Tem muita distribuição de EPI, apostilhas em ótima impressão e péssimo conteúdo. Só mesmo pra garantir o salário do Meneguelli e do Gilberto Carvalho, mais nada.

  4. bem como hum brasilero duvido de que nao tem tranbique dos grandes nesse pronatec.
    para começa de graça de graça e o absurdo de imposto que me robao neste governo e falao que sou comtribuinte falao que dao passagem para o estudade mentira dao uma comtribuiçaopor explo moro em neves bhtrans bh passagem 310 der 390pego 4 onibuns para chega no curso fica no alto da afonso pena
    seja no comtrato vc assina vc tem 7 reais onibus cartao otimo e 5 reais cartao bhbus pego 2 onibus de 390 e dois de 310 ou seja o governo pago ou contribuil governo dilma o governo mais ladrao que ja existil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *