Por ser radical, Eduardo Bolsonaro escanteado da campanha do pai para evitar problemas

EDUARDO BOLSONARO VAI AO ESTADOS UNIDOS MOSTRAR ARMAS - YouTube

Eduardo Bolsonaro gosta de exibir sua coleo de armas

Camila Zarur
O Globo

Enquanto Flvio e Carlos j ocupam espao de destaque nos esforos para a reeleio do pai, o presidente Jair Bolsonaro, Eduardo est afastado das estratgias para reconduzir o mandatrio ao Palcio do Planalto e ainda no recebeu qualquer atribuio dentro do comit de campanha.

Segundo aliados do presidente, o motivo para isso no toa: o deputado federal visto como o mais radical dos irmos e pode inflamar Bolsonaro durante as eleies.

FLVIO E CARLOS – No grupo que concentra os esforos para a reeleio do presidente, o senador Flvio Bolsonaro (PL-RJ) apontado como o principal estrategista do pai e coordena os trabalhos junto ao presidente do PL, o ex-deputado Valdemar Costa Neto, e ao ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, do PP.

Vereador pelo Rio, Carlos Bolsonaro (Republicanos), por sua vez, continuar tomando conta das redes sociais do presidente durante toda a campanha, assim como fez em 2018. Mesmo que Bolsonaro contrate um marqueteiro, acatando o desejo de seu comit de campanha, a superviso de suas plataformas virtuais se manter sob responsabilidade do 02, como conhecido entre os irmos.

A Eduardo restou o papel de ser o grande puxador de votos de correligionrios do pai e de aliados. Ele disputar a reeleio Cmara por So Paulo e espera repetir o feito de 2018 de ser o deputado federal mais votado do pas. Na poca, o parlamentar se elegeu com 1,84 milho de votos.

MENOS EXTREMISMO – No entorno do presidente, h um receio de que a participao de Eduardo na campanha do pai inflame os discursos de Bolsonaro e aumente ainda mais sua rejeio com parte do eleitorado. Isso porque o deputado prximo do idelogo de direita Olavo de Carvalho e de aliados do ex-presidente americano Donald Trump, alm de outros membros da ala conservadora do governo.

Eduardo tinha uma relao prxima, por exemplo, com o ex-ministro Abraham Weintraub (Educao) e com seu irmo Arthur, ex-assessor da Presidncia. O deputado continuou interagindo com os dois mesmo aps a demisso de Abraham, motivada por atritos com o Supremo Tribunal Federal (STF).

Na ltima semana, no entanto, criticou os irmos, dizendo que engolia sapos para ver se ambos se corrigiam, mas que nada foi feito.

LIGAES RADICAIS – O deputado federal tambm prximo do ex-ministro Ernesto Arajo (Relaes Exteriores) e do assessor da Presidncia Filipe Martins. Os trs, juntos, foram responsveis por formular a poltica externa no incio do governo, com foco nas relaes com os Estados Unidos e outros pases com presidentes conservadores. Entretanto, Arajo foi demitido e Martins perdeu fora dentro do governo.

Apesar da perda de influncia, Eduardo apontado dentro do governo como um dos incentivadores da viagem que Bolsonaro far para a Hungria em fevereiro. O pas presidido pelo direitista Viktor Orbn. A viagem foi vista com estranheza porque ocorrer meses antes da eleio no pas; h o temor de que Bolsonaro seja vinculado a uma possvel derrota de Orbn.

Alm disso, foi Eduardo quem fez a ponte entre o pai e aliados do ex-chefe da Casa Branca, apresentando-o ao idelogo americano Steve Bannon, ex-assessor de Trump.

POSTURA BLICA – Essa proximidade com Bannon influenciou a postura blica de Bolsonaro em atacar instituies e jornalistas, disseminar notcias falsas, questionar a lisura das eleies e minimizar a gravidade da pandemia da Covid-19 assim como o ento presidente americano fez em sua fracassada tentativa de reeleio em 2020.

Eduardo tambm mantm contato com o empresrio americano Mike Lindell, adepto s teorias conspiratrias de que Trump s teria perdido as eleies por causa de uma fraude na votao o que foi provado falso pelos tribunais do pas, aps uma srie de aes judiciais movidas pelo republicano questionando o pleito. Na vspera da invaso ao Congresso americano, que pretendia impedir a sesso que certificava a eleio do democrata Joe Biden Presidncia, o deputado esteve com Lindell, segundo o prprio afirmou.

Segundo aliados de Bolsonaro, dessa postura blica que querem manter o presidente afastado para no prejudicar o caminho para ser reconduzido Presidncia.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
Em 2002, Lula conseguiu obedecer as ordens do marqueteiro Duda Mendona e abandonou a postura blica contra as zelites, mas fica difcil imaginar Bolsonaro tipo amor e ternura, defendendo a vacina, preservando a Amaznia e aceitando a galera LGBT+ etc. Vamos aguardar para ver. (C.N.)

5 thoughts on “Por ser radical, Eduardo Bolsonaro escanteado da campanha do pai para evitar problemas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.