Porta-voz do FMI faz advertência sobre a ‘terrível’ situação da economia do Egito

A agência France Presse informa que o porta-voz do Fundo Monetário Internacional (FMI), Gerry Rice, descreve a economia do Egito como “terrível”, acionando o alarme sobre a estagnação do crescimento no país e sobre a precipitação da queda das reservas estrangeiras do país.

“No Egito, a situação da economia ainda é desafiadora. O crescimento estagnou e está matando a economia egípcia e seu povo”, disse Rice.

O porta-voz também enfatizou o fato de as reservas terem recuado substancialmente, “reduzindo as margens de manobra para se manter a economia estável”.

O FMI tem discutido com o governo egípcio a possibilidade de empréstimos ao país.

Segundo o jornal egípcio Al-Ahram, o ministro das Finanças, Mumtaz al-Said, irá assinar um memorando de entendimento com o FMI em março para um empréstimo de US$ 3,2 bilhões, conforme afirmou a edição de domingo do jornal.

No ano passado, o Egito afirmou que não precisaria de empréstimos estrangeiros, mas reconsiderou a questão depois que sua situação econômica se deteriorou.

“As discussões com as autoridades egípcias estão encaminhadas e nós estamos preparados para ajudar a reativar a confiança no país e proteger famílias vulneráveis”, disse Rice.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Traduzindo tudo isso: A Primavera Árabe se transformou num inverno sufocante e abrasador. Não houve avanços democráticos e no Egito a perspectiva é de uma ditadura militar.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *