Portinari de tirar o flego

http://1.bp.blogspot.com/-KMYADV0HF38/Ty7sAEGEnTI/AAAAAAAAGPc/9EWKj92D-a4/s1600/Guerra+e+Paz.jpg

Jlio Assis

O primeiro impacto de visualizao cara a cara dos painis Guerra e Paz, de Candido Portinari, que encerra nesses dias sua histrica passagem por Belo Horizonte, meio de tirar o flego. Pelos detalhes da pintura em si e por sua grandiosidade que, ao se chegar muito prximo, exige tal exerccio de flexo do pescoo para olhar para cima que aos desavisados pode mesmo trazer a sensao de travar o flego.

Da a sugesto dar alguns passos para trs, respirar devagar e recuperar o prumo para que seus olhos percorram sem pressa os painis que tm, cada um, 14 por 10 metros. Tal imponncia e representatividade no cenrio da arte brasileira casa muito bem relevncia em termos de volta o Cine Theatro Brasil, um espao to caro memria belo-horizontina, agora como centro cultural.

Pelo caminho que tomei aps subir a rampa do Grande Teatro para chegar aos painis, me deparei diante de dois ps que ficam no canto final da tela Guerra. Na escala humana diante do mural, olhar apenas para a frente visualizar essa parte de baixo dos painis. So duas plantas de ps inteiras de uma mulher de costas, ajoelhada e com os braos levantados para cima. Nas plantas dos ps, os mnimos detalhes de rachaduras advindas de uma vida rude, signo em miniatura da arte de Portinari que tanto se voltou queles brasileiros que, descalos, pisam a terra e caminham para a sobrevivncia na rotina rdua.

Esse lado sofrido diante da realidade est presente em todo o painel Guerra, em que predomina o tom azul escuro, mas ele todo est construdo numa viso muito particular do artista em que no aparecem tanques de guerra, armas ou o vermelho do sangue. As expresses so de pavor, condenao aos conflitos e splica.

IMAGENS LDICAS

Ao lado, o painel Paz traz cores vivas, imagens ldicas de uma festa permanente unida a cenas cotidianas da vida popular brasileira. Pintando um conjunto de epifania coletiva, Portinari traduziu plasticamente em 1956 o que ele havia escrito em 1949, alertando que a militncia pela paz exige determinao e coragem. Devemos organizar a luta pela paz, ampliar cada vez mais a nossa frente antiguerreira, trazendo para ela todos os homens de boa vontade, sem distino de crenas ou de raas, (…) no somente com palavras mas com aes.

Como se sabe, ao aceitar em 1952 o convite para criar os painis que o governo brasileiro daria de presente para a sede da Organizao das Naes Unidas (ONU), em Nova York, Candido Portinari (1903-1962 ), o paulista de Brodowski que consolidou sua carreira no Rio de Janeiro, j havia sido alertado pelos mdicos de que deveria parar de pintar em razo de um processo de envenenamento pelas tintas. Mas ainda assim dedicou-se ao trabalho por quatro anos em galpes da TV Tupi, no Rio de Janeiro. E no pde participar da inaugurao, em Nova York, por no aceitar a exigncia do governo norte-americano: declarar o pintor que no mais pertencia ao Partido Comunista.

Esta a ltima semana para ver em Belo Horizonte e no Brasil, os painis que retornam sede da ONU no ano que vem, depois de uma ltima escala para exposio em Paris. Nos demais andares do Cine Theatro Brasil esto tambm expostos, estudos preparatrios de Portinari para Guerra e Paz, outras obras, objetos pessoais do pintor, documentos, correspondncias, fotografias recortes de jornais da poca, alm de filmes e reinterpretaes do trabalho do artista em instalao do escultor Srgio Campos e ainda em bordados de artesos de Pirapora.

Entre outras obras que podem ser vistas de Portinari, confira a graa especial de um pequeno desenho a pastel sobre carto, Menina com Trana, de 1955, um rosto de menina disforme, cabelo espetado, esboo que ele viria a burilar depois, cara de um momento de leveza, descontrao e liberdade de um artista imbudo da vida brasileira. (transcrito de O Tempo)

One thought on “Portinari de tirar o flego

  1. Arte para mim, pintura, escultura ou msica para interagir com o corpo.
    Enfim, para mim arte no para pensar e sim para o prazer.
    Quando vejo um lindo cartaz da Coca-Cola, para mim propaganda e no arte. Mesmo a ilustrao sendo bonita.
    Propaganda est ligada a interesses econmicos ou ideolgicos.
    mais um elemento de luta pelo poder e eu sei bem para o que ela serve: “nos salvar”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.