Pouco a pouco, a quadrilha que atuou no caso de Pasadena vai sendo desmantelada

Carlos Newton

Por causa do escândalo de Pasadena, dois diretores do grupo Petrobrás já foram demitidos. O primeiro a sair, no dia 21 de março, foi Nestor Cerveró, funcionário de carreira e diretor da área Internacional na época da compra da refinaria e que atualmente era diretor financeiro da BR Distribuidora, cargo que ocupava desde 2012.

Cerveró é apontado como articulador da aquisição da refinaria de Pasadena e autor do “resumo executivo” apresentado ao Conselho de Administração da Petrobrás, em 2006, para embasar a avaliação da compra. Como se sabe, a presidente Dilma Rousseff classificou o relatório como “falho” e “incompleto” ao justificar o seu aval à compra da refinaria que custou, ao todo, US$ 1,2 bilhão à estatal. Na época, ela presidia o Conselho.

O segundo a ser demitido foi o engenheiro José Orlando Azevedo, também funcionário de carreira e ex-presidente da Petrobrás America entre 2008 e 2012, período em que a compra da refinaria foi questionada judicialmente. A demissão aconteceu a 27 de março, um dia depois de a imprensa revelar que ele era primo do ex-presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli. Atualmente, Azevedo ocupava o cargo de diretor comercial da Transportadora Associada de Gás (TAG).

Agora a fila vai andar, porque vão começar a aparecer os outros protagonistas da operação Pasadena, como os diretores das áreas de Engenharia e Jurídica. O diretor de Abastecimento (também diretamente envolvido por cuidar das refinarias) na época era Paulo Roberto Costa, que já está preso por outros crimes, desvendados pela Polícia Federal na Operação Lava-Jato.

Como diz o Código Penal, mais de três criminosos juntos já é formação de quadrilha.

10 thoughts on “Pouco a pouco, a quadrilha que atuou no caso de Pasadena vai sendo desmantelada

  1. Sr. Newton, quando se aprova alguma coisa, e ainda se assina, nossa responsabilidade está “ímplicita”, e a desculpa que ” mesmo sabendo que estava errado”, não exime de culpa e solidariedade com o erro, e agrava a situação, é o que diz o “bom senso”.
    Portanto a Srª Dilma, com a responsabilidade de “Chefe da Casa Civil e Presidente do Conselho”, mostrou no mínimo ser incompetente.
    Sª Dilma declarou aos demais Conselheiros, que estava assinando “algo indevido”, os demais Conselheiros assinaram com ela?, se assinaram, estão solidários, a não ser que são analfabetos de fato ou funcionais, mesmo assim passiveis de punição pelo “rombo no cofre”.
    Sr. Newton, sua última frase ´que informa sobre quadrilha, e seu significado respaldado no “Pai dos burros”, e constante no Código Penal, não vale para para os que estão no PODER ou ligado a ele, conforme foi declarado por meia dúzia da Suprema Corte nos fins de fevereiro/14, ao reformar uma condenação de “quadrilha”, afirmando que não tinha “quadrilha”, mas ou outros parceiros, não apadrinhados, continuaram formando quadrilha, recebendo inclusive penas altas.
    A que ponto chegamos, crime virou virtude, a mentira virou verdade, a hipocrisia virou sinceridade, e o cidadão virou PALHAÇO.
    Dá asco e nojo, olhar está politicagem que afunda o Brasil, no oceano de lama da corrupção.
    Conclusão: A Esperança, que está na UTI, de mudança, em 05/10/14; o voto obrigatório anti democrático, ou a retira da UTI, ou vai morrer, o problema, é indicar o médico (a) para a cura!? dos que aí estão, quem merece confiança!!?

  2. E O CONSELHO SÓ TEM O PRESIDENTE ? OS OUTROS MEMBROS SÃO CEGOS ? PAUS MANDADOS ? OU O CONSELHO SERVE SÓ DE CABIDE DE EMPREGO ? E OS REPRESENTANTES DA SOCIEDADE CIVIL QUE LÁ SE ENCONTRAM NÃO SABIAM DE NADA,COMO QUE SÓ QUEREM CONDENAR A PRESIDENTE DO CONSELHO ? ESSES CARAS DEVEM SIM SEREM MENCIONADOS OU SERÁ QUE NÃO SÃO POR TEREM UMA GRANDE VERBA DE PUBLICIDADE ? E A VENAL MÍDIA TEM MEDO DE PERDER ? OLHEM SE PARA APURAR VAMOS ATÉ O FIM DO POÇO COMO ASSIM , O NOME DE TODOS OS CONSELHEIROS QUE VOTARAM SIM.DAÍ NÃO SEI SE LÁ FUNCIONA ASSIM MAS NA MAIORIA DOS CONSELHOS A PROPOSTA QUE VENCE É A DA MAIORIA,POR TANTO DEIXEMOS O CORAÇÃO PARTIDÁRIO DE LADO E COLOQUEMOS A RAZÃO.

  3. Qual fato será mais grave, hein ? Vai ter copa no Brasil, ou não está tendo água em SP ? A “compra” de Pasadena, ou a venda da “Vale” ? E o instituto da reeleição, foi comprado ou não ? Não é sem razão que os balões de ensaio que aí estão não vingam, ou melhor, não sobem nem a pau juvenal. O povo quer mudanças de verdade, e o partidarismo-elleitoral, assim como o gollpismo-ditatorial, velhacos, continuam querendo apenas mais continuismo, raso e seco, que, segundo o Dr. Britto, ex-STF, é gollpe. E o conflito de interesses entre povo e partidarismo e gollpismo já é inescondível. Quid juris ?

  4. Não sei porque tenho uma ligeira lembrança do Ministro Celso STF…não havia crime de quadrilha…uau o que estamos presenciando gente? retirem as crianças da sala, pornografia da pior qualidade…

  5. Ora senhor Carlos, são demitidos e só.

    O que mais nos revolta, é que esses caras não vão em cana e em pouco tempo arrumam outra boquinha.

    E qdo acontece de serem presos ficam em celas individuais, com mordomias e ainda recorrem aos direitos humanos por estarem em desconforto e stressados.

    NÓS JÁ PERDEMOS A FÉ NA CLASSE POLÍTICA E A POUCO ESPERANÇA NO JUDICIÁRIO ESTÁ ESCORRENDO PELO RALO, ENTÃO…

  6. O Moderador voltou a explicitar, no contexto do “Caso Pasadena”, algo que alguns ministros do STF na Ação Penal 370, não conseguiram “entender”: o crime de quadrilha.
    C.N. lembrou, inclusive as vossas excelências, o entendimento do Código Penal, que estabelece que om trio criminoso, já equivale a quadrilha, com as penas adequadas.
    No mais, é mais um caso de polícia. Cabe a ela, Polícia Federal, investigar fundo o “malfeito” carregado de pistas, e trazer á quadrilha as barras da Justiça.
    Por fim, sem maiores delongas, cadeia para todos julgados como culpados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *