Praça da Bandeira: tormento do Rio

Helio Fernandes

Chuva é chuva, temporal é temporal, não se pode fazer nada. Mas os “administradores” podem cumprir suas obrigações. E fazer as obras necessárias para que o cidadão-contribuinte-eleitor não sofresse as consequências.

O Rio já deixou de ser Distrito Federal há mais de 50 anos, a Praça da Bandeira, um ponto chave do Rio para todos os lados, já inundava, matava, engarrafava, muito antes disso. O cidadão desesperado, pede paz, lhe dão apenas paes.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *