PRB, o partido de Crivella, confirma seu apoio à candidatura de Garotinho

Garotinho chegou à convenção junto com Crivella

Igor Mello
O Globo

O PRB do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, bateu o martelo e vai apoiar a candidatura do ex-governador Anthony Garotinho (PRP) ao Palácio Guanabara. A aliança foi oficializada na tarde deste sábado, durante a convenção do PRB, no Olaria Atlético Clube, na Zona Norte do Rio. Garotinho chegou ao local com Crivella e Eduardo Lopes, presidente estadual do PRB, que tenta reeleição ao Senado. Apesar do gesto, Garotinho e Crivella pouco interagiram.

Durante seu rápido discurso, o ex-governador fez um aceno ao prefeito, ao dizer que ele foi “covardemente atacado” durante a crise causada por uma reunião secreta, revelada pelo Globo, na qual o prefeito ofereceu vantagens para lideranças evangélicas. A denúncia levou a um pedido de impeachment, rejeitado pela Câmara dos Vereadores.

SEM CORRUPTOS – Após o evento, Crivella discursou novamente, mas saiu sem conversar com a imprensa. Ao lado de Garotinho e dos principais nomes do PRB, disse ter certeza que “aqui não existe nenhum corrupto”. Na semana passada, o ex-governador Garotinho teve os direitos políticos suspensos por oito anos pelo Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) em uma ação de improbidade. Garotinho e o PRB, porém, entendem que a condenação não o enquadra na Lei da Ficha Limpa. Eduardo Lopes admitiu que existe constrangimento em apoiar Garotinho, preso três vezes nos últimos anos e alvo de diversos processos.

— Constrangimento tem de todos os lados. O (Eduardo) Paes vai se constranger também, mas vai seguir a disputa e tem 16 partidos com ele — afirmou. — O cenário que temos é esse. Dentro desse cenário temos que tomar posição.

O acordo reata uma aliança quebrada este ano. O ex-governador apoiou no segundo turno o então candidato do PRB ao Palácio Guanabara na última eleição ao estado e também à prefeitura do Rio.

INDIO DA COSTA – A aproximação de Indio da Costa (PSD) com o partido da Universal levou a deputada federal e filha de Garotinho, Clarissa (PROS-RJ), a deixar o secretariado de Crivella e perder a indicação de cargos, desandando a relação da família com o prefeito. Porém, as declarações de Indio durante a crise envolvendo o governo Crivella levaram ao rompimento, como pontuou Lopes.

— Quando houve esse problema todo em relação a chamada reunião secreta, que para mim de secreta não tem nada, o Indio fez uma declaração que o próprio prefeito achou que devia esperar um pouquinho. Ele já foi logo dizendo que ele errou. Em uma aliança ou em um casamento tem que saber que vem o ônus e o bônus — confirmou.

CONSELHOS – Garotinho decidiu se candidatar ao governo do Rio, contrariando os conselhos da mulher Rosinha e da filha deputada federal Clarissa. As duas disseram, durante um ato partidário que lançou a pré-candidatura do ex-governador, em junho, que o aconselharam a não concorrer ao cargo, porque sofreria muitos ataques.

Os membros da coligação de Garotinho têm alinhamentos diferentes na eleição nacional: seu PRP vai apoiar Álvaro Dias (PODE), o PROS se aliou ao PT, enquanto o PRB está com Geraldo Alckmin (PSDB). Apesar disso, o ex-governador disse não estar discutindo a questão.

— Não estou focado na eleição presidencial. Na situação em que se encontra o estado, seja quem for o presidente vai ter que sentar com quem ganhar a eleição do Rio para renegociar esse pacote fiscal, que é um desastre.

5 thoughts on “PRB, o partido de Crivella, confirma seu apoio à candidatura de Garotinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *