Preços dos imóveis já estão caindo, com “descontos” de 20% a 30%

Celso Serra

Por razões profissionais, acompanho rotineiramente o mercado imobiliário na cidade do Rio de Janeiro, assim como o que sai publicado sobre ele. Li várias matérias sobre o assunto (alta especulativa de preços) aqui na Tribuna da Internet e concordo com elas.

Ocorreu, sim, uma elevação artificial dos preços, realizada por pessoas e grupos interessados em ganhar o máximo com o menor esforço na venda dos imóveis. Só que – um “pequeno” detalhe – na outra ponta, a dos potenciais compradores, está o dinheiro, o capital que será aplicado (imobilizado) na compra dos imóveis. E esse capital, além de não ser ilimitado, possui condicionantes que exigem históricos legais de sua obtenção, por exemplo, origem perante às repartições tributárias.

Além disso, quando a compra do imóvel tem por objetivo sua futura locação, há outro fator condicionante, a taxa de retorno no capital imobilizado.

A VERDADE DO MERCADO

Combinando  com os condicionantes acima escritos todas essas informações erradas sobre o mercado (e o jornal O Globo é contumaz nisso, basta que se consulte o caderno “Morar Bem”, publicado aos domingos e comparar a tabela-base de preços de venda que publica – matéria do jornal – com os anúncios pagos colocados pelos interessados na venda dos imóveis para se confirmar a discrepância), pode-se chegar a uma posição que represente a verdade do mercado.

Há imóveis que estão sendo anunciados há muitos meses e não conseguem ser vendidos. O motivo é que os preços deles foram inflados. Hoje, com pagamento à vista, tem muito proprietário-vendedor concedendo abatimento de 20% a 30% no preço pedido pelo imóvel. Ou não o venderá.

A meu ver, os preços ainda irão cair mais; melhor dizendo, irão para um patamar mais compatível com a possibilidade de compra da população que trabalha e economiza para adquirir o imóvel.

Afinal, o que é o capital (dinheiro)? Para o cidadão trabalhador e honrado, é o trabalho acumulado; aquela parte que recebeu com o seu trabalho e não gastou (economizou).

P.S. – Por favor, excluam desse grupo de cidadãos trabalhadores e honestos grande parte dos políticos, em todos os níveis.

2 thoughts on “Preços dos imóveis já estão caindo, com “descontos” de 20% a 30%

  1. Grato pelo artigo, Celso Serra. Pretendo adquirir um imóvel no RJ, e realmente os preços estão completamente fora da realidade. Converso bastante com um amigo corretor, e ele me diz que a partir do 2º semestre (após a Copa, portanto) os preços começarão a baixar significativamente e 2015 será um bom ano para os que pretendem comprar um imóvel.
    Abç

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *