Prédio que Haddad vai comprar em São Paulo, por coincidência, pertence ao filho de Maluf

Ucho Haddad

Armação ilimitada – o anúncio de que a prefeitura paulistana pode comprar o prédio que abrigava o Cine Belas Artes e transformá-lo em um espaço cultural é o primeiro truque da administração do petista Fernando Haddad, apresentado por Lula como a “fulanização” do novo.

No caso de o projeto prosperar, um aliado de última hora de Haddad será o maior beneficiado. O prédio em que funcionava o Cine Belas Artes, alvo de inúmeras polêmicas e também de disputas judiciais, inclusive com ameaça de tombamento, pertence a Flávio Maluf, filho do deputado federal Paulo Salim Maluf, que em sua casa selou acordo com Lula para apoiar o então candidato do PT à prefeitura da maior cidade brasileira.

Essa manobra mostra que Fernando Haddad de novo só tem a idade, pois seu plano é fruto do velho jeito de se fazer política no Brasil, algo que só os velhacos conseguem ensinar seus pupilos. Enquanto a capital dos paulistas naufraga nas enchentes e os motoristas que circulam pela cidade precisam de habilidade extra para escapar da infinidade de buracos e crateras no asfalto, Fernando Haddad quer facilitar a vida de Maluf.

Essa convivência espúria entre Maluf e petistas, que até pouco tempo eram críticos ácidos do ex-prefeito, provoca náuseas, pois o “bom-mocismo” que tomou conta dos palanques desapareceu e cedeu lugar para a politicagem barata e criminosa.

(do Blog do Ucho)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *