Prefeito do Rio vai entrar no Livro Guinness de Recordes com o maior engarrafamento do mundo

Carlos Newton

Os sites dos jornais noticiam que, ao anunciar o fechamento do chamado Mergulho da Praa Quinze, a partir deste domingo, o prefeito Eduardo Paes alertou que este o momento que vai causar mais transtornos para a populao desde as mudanas provocadas pela interdio do Elevado da Perimetral. E previu o caos que todos j esperavam, menos ele, desde que a prefeitura comeou a demolir os quatro quilmetros do Elevado da Perimetral, a principal ligao viria do Centro do Rio, sob o estranho pretexto de “embelezar” a rea porturia.

Em entrevista coletiva, concedida na manh de sexta-feira, Paes frisou que a populao deve evitar ir de carro ao Centro e dar prioridade ao transporte pblico.

“O Centro no ter condies de receber a mesma quantidade que recebe normalmente de carros. Se isso acontecer, a situao ser catica” disse Paes. “ importante que as pessoas fiquem atentas s mudanas virias. Quem insistir em vir de carro para o Centro vai encontrar um cenrio complicado. Se no houver a colaborao da populao, vai ocorrer o caos”.

O prefeito totalmente irresponsvel. Vai causar o maior engarrafamento permanente do mundo, exclusivamente para beneficiar a especulao imobiliria. As contas de sua famlia no paraso fiscal vo bombar, claro. Mas ele no est nem a para o interesse pblico. Antes de entrar no Livro Guinness de Recordes, deveria ser internado e submetido a uma camisa de fora.

13 thoughts on “Prefeito do Rio vai entrar no Livro Guinness de Recordes com o maior engarrafamento do mundo

  1. Sr. Newton, o artigo, est perfeito. O final, conforme j foi noticia da Mdia, no paraiso fiscal, est crescendo, que nem bolo com excesso de fermento.
    Os Coletivos, andam superlotados, o Cidado viaja que nem sardinha em lata, em uma viagem, que seria feita em 40 minutos, leva 1h e meia, com engarrafamentos absurdos, e no maior desconforto.
    Pergunta: onde esto os vereadores, que se intitulam representantes do povo? principalmente os de apoio ao governo, maluco ele no , “no rasga dinheiro”e joga fra.
    Pergunta: O TCM, MPE, servem para que?, a Cmara de vereadores, ela apresenta o que , ninho de lalau.
    Os governos no Brasil, so “amorais”.
    Rui, voc est certo, e De Gaulle, no conseguimos te desmentir, mas, o grande culpado, como alertou Luther King:…. o silncio dos Bons, acrescento: a OMISSO, de esclarecer o “Z e Maria”, o que REPBLICA DEMOCRTICA”, e republica de esmolas,de po e circo e me engana que eu gosto.
    EA DE QUEIROZ NA CANALHADA!!!!

    • Prezado Theo Fernandes,

      Os vereadores esto onde sempre estiveram: EM SEUS GABINETES LEGISLANDO EM CAUSA PRPRIA E DEFENDENDO OS INTERESSES DE UNS POUCOS QUE INVESTIRAM EM SUAS CAMPANHAS ELEITORAIS.

      O TCM cabide de emprego.

      O MPE, via de regra, serve para um ou outro bailar sob os holofotes da mdia.

      Cmaras de vereadores, no Brasil inteiro so balces de negcios.

      Os governantes no Brasil, so amorais.

      Vivemos em uma republiqueta de esmolas, de po e circo e na base do “me engana que eu gosto”.

      Somos governados por canalhas. Desde 1500.

      ABRAO FRATERNO

  2. Malhar agora no adiante mais,cad a grande mdia que no fez nada quando essa grande loucura comeou,claro todos esto envolvidos,independente, se de forma pessoal ou financeira.Em qualquer pas srio este senhor j estaria internado,porm infelizmente esse pas Brasil,onde nada acontece a quem esta no poder.Culpar agora s o prefeito tambm um pouco de mais,pois com certeza todos ns somos culpados,no mnimo pecamos por omisso………

  3. Sr Dorothy, grato, estou com 84 anos, como brasileiro consciente de seus deveres e direitos, quando jovem, tinha esperana de ver o Brasil, cumprir seu destino de PAZ e AMOR no concerto das Naes, tendo seus filhos, felizes, no amargando a miseria em que sobrevive, afinal de contas DEUS nos deu uma casa sem igual no mundo, e a omisso dos chamados bons, permitiu chegar ao estado atual, o caos moral dos governantes e dos que repetem seu voto reelegendo-os, ou vendendo sua dignidade de cidadania, por churrascada ou cachaada. Faamos nossa parte MORAL para termos o Direito de orarmos DEUS, pedindo MISERICRDIA para nossos irmos de jornada.
    Mais uma vez, obrigado.

  4. Esse sujeito foi aquele que por diversas vezes na CPMI dos Correios chamou Lulla, seu filho e petistas de ladres. Diante da possibilidade de vir a ser prefeito do RJ. e diante da possibilidade de encontrar os bilhes da copa e das olimpadas, no resisitiu. Atravessou para a outra margem do rio, ajoelhou-se diante de lulla, beijou a mo do sarney e os ps de mariza letcia. Precisa mais? Canalhice sem limites.

  5. Obrigado Mergulho, vc foi um “Espao de Via Pblica” bem legal. Transitei por a de nibus e a p. Desci e subi vrias vezes a escada rolante… s vivia enguiada, mas era divertido… (alguns amigos do antigo PDT Brizolista adotaram esta forma irnica de crtica social… “foi divertido”). Por a passaram vidas humanas, bactrias, espritos… alegres, tristes… valeu amigo Mergulho. Ainda bem que no Budismo tudo tem vida. Foi bom enquanto durou, parodiando o grande poeta Vinicius de Moraes. Descanse em paz !

  6. Em 2007, no corao da cidade americana de Boston, foi inaugurado um sistema de tneis, para que pudesse ser interditado e demolido um antigo sistema de viadutos elevados, e assim revitalizar aquela rea central.

    Mas houve IMENSA diferena em relao ao que ocorre aqui no Rio de Janeiro:

    – Em Boston o sistema de viadutos foi interditado EXATAMENTE no momento em que o sistema de tneis foi inaugurado! No houve caos algum! Nada de engarrafamentos! Nada de incmodos aos motoristas daquela populosa regio metropolitana! Foi uma obra planejada nos mnimos detalhes, inclusive em relao ao respeito com a populao!

    Aqui no Rio de Janeiro ocorre EXATAMENTE o contrrio! A prefeitura interditou TODO o viaduto da Perimetral, e j demoliu uma PEQUENA parte dele. Mas SEM entregar nenhuma alternativa viria decente populao!

    Inaugurou uma tal de Via Binrio do Porto, extremamente mal construda. Cheia de curvas e cotovelos, aonde nibus no conseguem girar paralelamente com outros, devido ao pequeno raio de algumas dessas curvas, reduzindo a velocidade e gerando engarrafamento. Alm do mais essa via no consegue levar o fluxo zona sul para evitar o Centro, como a Perimetral fazia. Ou seja, pe os veculos no meio do catico trnsito central. E para piorar, a via no suporta grandes chuvas, pois tem pssima drenagem, e j sofreu com alagamentos.

    A prefeitura – com sua parceria pblico-privada – constri um sistema de tneis, sendo que um deles ter mais de 3 km. Ela diz que todo o sistema, quando estiver pronto, substituir perfeitamente o que as antigas vias faziam, com inclusive aumento de 27% na capacidade de escoamento do fluxo.

    No entanto s foram construdos pouco mais de “500 m” de tneis, segundo informaes dela prpria. Mas como assim? Nesse ritmo ela conseguir cumprir o prazo de entrega da obra para 2016?

    Agora a prefeitura resolveu que j hora de fechar o “mergulho da Pa. XV”. Mas como j hora? As alternativas quase no existem! Os engarrafamentos j se espalham por inmeros bairros, afetando lugares a mais de 15 km da regio porturia! Os nibus ficam horas presos nos mesmos engarrafamentos que os carros. No entanto o prefeito j disse que “os carros” podem levar a cidade para o caos, na prxima segunda-feira. Os carros agora viraram os viles do Rio de Janeiro!

    J h quem esteja traando um cenrio sombrio para essa gigantesca e carssima interveno maluca na regio porturia carioca. Segundo se comenta bastante, h chances de que tudo isso acabe sendo interrompido por tempo indeterminado, ou at abandonado, por uma srie de fatores, mas principalmente financeiros. E ento toda aquela regio tornar-se-ia algo mais degradado do que j foi um dia, pois teria escombros de canteiros de obras abandonados.

    Num pas srio, um prefeito como Eduardo Paes j estaria sendo julgado, pelo que est fazendo com o Rio de Janeiro. Talvez j tivesse sido at mesmo condenado, e estaria cumprindo pena numa penitenciria, ou quem sabe num manicmio judicirio.

    H um conselho bem atual para quem no daqui, nos dias de hoje:

    – No venha ao Rio de Janeiro, exceto em caso de grande necessidade! Do contrrio voc perder muitas horas dos seus dias preso em caticos engarrafamentos! Ou ento suportando superlotaes absurdas em trens, nas barcas ou no metr!

  7. O Rio de Janeiro enfrentar um sria interdio viria, a partir de segunda-feira. A regio do Centro e inmeras outras podero sofrer muito com gigantescos engarrafamentos.

    Ento o prefeito do Rio de Janeiro resolveu dar um importante recado a todos, para que o caos virio na cidade seja minimizado:

    – Usem a carona solidria nos seus helicpteros, a partir desta segunda-feira! O helicptero ser o melhor meio de transporte para o Rio! No insistam em usar o carro para ir ao Centro!

  8. O elevado da Perimetral parte da BR-040, portanto pertence Unio. No entanto sua administrao foi transferida Prefeitura do Rio de Janeiro, anos atrs.

    Sendo assim o governo federal portanto “cmplice” dessa maluca demolio do imenso viaduto, sem que vias alternativas eficientes tenham sido entregues ao imenso trfego dirio da regio. Pois permitiu tal interveno.

    E se as obras forem interrompidas, ou mesmo se sofrerem gigantescos atrasos? A Unio reconhecer sua parcela de culpa nessa dificlima empreitada?

  9. Contra tudo e contra todos e perfeitamente ciente de que haveria manifestaes pblicas (e violentas), Eduardo Paes (EP), mesmo assim, desfiando a ordem pblica, aumentou o preo da passagem dos nibus do Rio. Se no tivesse aumentado a manifestao que culminou na morte de Santiago Andrade no teria ocorrido. E as manifestaes vo continuar. Quando o mandatrio(o eleieto) no ouve os reclamos dos mandantes (os eleitores), sempre acontece o pior. Se o Palcio no vai Praa, a Praa vai ao Palcio e nem sempre por meios pacficos e ortodoxos.
    Fala-se na fabricao de leis contra manifestaes violentas (terrorismo, quebra-quebra, etc…). Mas ningum enfrenta acabar com a causa, ou causas. Se o atendimento mdico-hospitalar fosse de boa qualidade (ontem o programa Rio-Urgente, apresentado pelo obstinado e combatente Fbio Barreto na Band, mostrou a foto de uma mulher sendo atendida no cho do CTI do Salgado Filho)…Se houvesse policiamento preventivo, fardado e armado, dia e noite em todo do Rio….Se as instities pblicas funcionassem prestativamente populao…Se a corrupo no fosse tanta….Se professores, mdicos, policiais e todo o funcionalismo fosse bem remunerado…a no haveria manifestao pelas ruas. E no havendo manifestao, os baderneiros-criminosos no se aproveitariam dela para destruir, ferir e matar.
    Agora, ciente do que vai acontecer a partir de segunda-feira no centro do Rio, EP no se intimida. EP sabe que haver tumulto, passeata, irritao coletiva da populao. Sabe que as consequncias no so mais imprevisveis. H culpados-vitimados, culpados-criminosos e o grande culpado-mentor, o que deu causa s manifestaes, que continuam e acabam violentas.
    Jorge Bja

  10. A Serra Pelada urbanide! Isto o que este mimado corrupto transformou o Rio de Janeiro.
    Montanhas de entulho por todos os lados, pessoas vidas vindo em busca de algum lucro fcil, preos absurdos aproveitando este cenrio, prostituio, drogas, pessoas sendo assassinadas com tiros e facadas, milcia, e por a vai.
    Cenrio semelhante ao da serra pelada original.

    A diferena que existe uma enorme populao no meio, angustiada e oprimida, que colocou este arremedo de dspota no poder.
    Tudo pela governabilidade que o esperto lula tanto apregoou:
    “Temos que votar no cabral e no paes, pois tmo junto, companheiro.”
    Agora s d para reclamar, pois o mal j est infiltrado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.