Presente de Ano Novo: aumento de salários para Supremo, Ministério Público, Polícia Federal, AGU, juízes federais e oficiais de chancelaria, com efeito cascata em estados e municípios.

Carlos Newton

Em clima de festa, o “Diário Oficial da União” publica hoje o aumento dos salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal e do procurador-geral da República, que passam de R$ 26,723,13 mil para R$ 28.059,29.

O reajuste será escalonado, com média de 5% a cada ano até 2015, quando o valor dos vencimentos chegará a R$ 30.935,36. O impacto no Orçamento apenas em relação aos ganhos dos 11 ministros do Supremo é estimado em R$ 160 milhões por ano. Como os reajustes têm efeito cascata em todos os salários do Judiciário e do Ministério Público não apenas na esfera federal como também nos Estados e municípios.

Além disso, como o salário dos ministros serve de teto constitucional para os Três Poderes, o impacto vai se espalhar nas folhas de pagamento dos órgãos públicos de todo o país.

A presidente Dilma sancionou também proposta que prevê o aumento dos integrantes do Ministério Público. O “Diário Oficial” desta segunda também transforma em lei os planos de carreira e reajustes salariais de outras categorias, aprovados pelo Senado num esforço concentrado pré-recesso de fim de ano.

Entre as categorias contempladas estão, por exemplo, a magistratura federal, oficial e assistente de chancelaria, policiais federais e servidores da AGU (Advocacia-Geral da União).

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *