Presente de Natal: Mineiros criam site para criticar ‘contradições’ de Dilma

aecio avisou

Ricardo Correa
Site Aparte

Após fazer duras críticas a um possível aumento de juros durante a campanha, o governo Dilma, por meio do Banco Central que ela mesmo admite não ser independente, mas ‘só autônomo’, elevou a taxa Selic a 11,25%. Usando esse tipo de situação que considera uma ‘contradição’, a Turma do Chapéu, movimento de jovens mineiros com visões próximas ao PSDB, decidiu criar o site ‘Aécio Avisou’.

Com um formato simples, bem semelhante à estrutura da rede ‘Tumblr’, o site ‘Aécio Avisou’ leva propostas e opiniões em que o ex-presidenciável tucano informa ações protagonizadas pelo governo federal. Apesar dos poucos dias na web, o site já conta com postagens em que denuncia supostas contradições na área econômica, no uso de termelétricas e no reajuste da gasolina. Todo o conteúdo é confirmado com o uso de links para notícias de jornais.

Um dos idealizadores do projeto, o estudante de Direito Alberto Lage, de 21 anos, conta os bastidores da criação do site. “A ideia surgiu com o aumento da Selic. É o caso mais escandaloso, porque a Dilma fez exatamente o contrário do que disse que faria”, diz.

De acordo com ele, o PSDB não foi sequer consultado para a construção do site, sendo, assim, uma iniciativa somente da Turma do Chapéu. “Embora eu seja secretário executivo da JPSDB e filiado ao partido, todas as outras pessoas que atuam no projeto não são filiadas a nenhum partido”.

8 thoughts on “Presente de Natal: Mineiros criam site para criticar ‘contradições’ de Dilma

  1. Desde 2008 a taxa de juros básica dos Estados Unidos – entre 0% e 0,25% – abriu uma janela de oportunidades aos países emergentes para cortarem, também, suas taxas básicas de juros e impulsionarem o investimento produtivo em infraestrutura e logística. Dois dos principais vetores da incapacidade da nossa indústria competir em pé de igualdade com as indústrias da China e dos países ditos do primeiro mundo.

    Houve, no início do governo da Dilma uma sinalização positiva para o aproveitamento desta janela de oportunidades quando então tivemos a taxa Selic reduzida para 7,25% ao ano.

    Entretanto, em meados 2012 houve uma ruptura com este paradigma por parte do governo que preferiu abandonar a política de sustentação das menores taxas históricas para passar a sustentar o aumento do gasto público com sua máquina totalmente aparelhada e inflada para garantir apoio político da maior base aliada possível.

    Houve, assim, a substituição de um projeto de desenvolvimento para um projeto de sustentação política do partido, materializando no estado o desejo de permanência indefinida do partido no poder.

    Isso ficou muito claro já no final de 2012 e início de 2013 quando o partido, para manter a sua política de aumento dos gastos correntes, passou a aumentar os repasses de recursos do BNDES ao setor privado, represou os preços e tarifas públicos e anuiu com a retomada do aumento da taxa básica de juros por parte do Banco Central.

    Estava assim definida, já nesta época, as prioridades do partido no poder.

  2. Agora a industria da difamacao stalipetista ” descobriu ” que a Venina causou perdas a Petrobras….E a chefe Dilma Youssef aceitou ??? Os blogs esgoto patrocinados por estatais so falam nisso . Haja BNDES !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *