Presidente do Ibope diz que esta será a eleição mais difícil de todos os tempos

Sonia Racy
Estadão

Nos últimos 20 anos, houve uma evolução do eleitor brasileiro. Mais informado, mais educado, crítico e atento, participativo – inclusive nas redes sociais. Já o político “made in Brazil” parou no tempo. Repete as mesmas práticas de 30 anos, busca o mesmo jeito de financiar campanha e é adepto do “é dando que se recebe”, do caixa 2, do nepotismo, de jatinhos e helicópteros. Não se deu conta de que o mundo mudou, de que a era da internet e dos celulares alterou todo o cenário.

A opinião acima é de Carlos Augusto Montenegro, do Ibope, para quem a descrença do povo brasileiro na política cresceu barbaramente. “Se não houvesse voto obrigatório, 60% da população não compareceria às urnas”, previu o também ex-presidente do Botafogo, em seu escritório do Rio. Para Montenegro, os políticos vão ter uma resposta muito séria da população.

Como o senhor está vendo esta eleição?

Estou aqui há 42 anos e acho que esta é a eleição mais difícil da história do Ibope. A impressão que me dá é de que realmente o Brasil precisa fazer uma reforma política, mas fazer mesmo. Sinto que as pessoas estão nauseadas, enfadadas, não sei nem o termo, estão enojadas. A princípio, pela leitura das pesquisas hoje, quem é o grande ganhador da eleição? Ninguém. Está cada vez maior a fatia de branco, nulo, indeciso. O desânimo é com tudo, é com a política, é a confusão. A página de mensalão foi uma página diferente, o pessoal achava que a impunidade era total e, de repente, alguma coisa aconteceu. Na hora em que você está acabando de virar a página, vem uma confusão maior ainda com o caso da Petrobrás, que sempre foi uma empresa muito querida do povo brasileiro. O volume de informação, de denúncias é tão grande que dá a impressão de que isso aconteceu 40 dias atrás ou ontem. Não passa a impressão de que isso foi em 2006 ou em 2008. Você vê Polícia Federal invadindo a Petrobrás, gente sendo presa, é doleiro, é diretor, é o ex-presidente da estatal dizendo que foi certo e a atual dizendo que foi errado. Aécio tem seus problemas com o mensalão mineiro, Eduardo Campos tem seus problemas também. O fato é que o pessoal não aguenta mais toda essa confusão.

Como isso aparece nas pesquisas? Fora voto nulo e branco, há alguma outra maneira?

Na resposta à pergunta “se as pessoas têm interesse pela política ou pelo noticiário político”, isso aparece cada vez mais. As opções “pouco interesse” ou “nenhum interesse” representam mais da metade. Se o voto fosse facultativo, quase 60% não votariam nesta eleição. As manifestações do ano passado já foram um aviso disso. Eu diria que qualquer um dos candidatos que vencer a eleição será uma zebra – qualquer um, porque o desânimo, a tristeza com a política, a falta de sonhos e de programas é imensa. O desencanto é tão grande que, acredito, qualquer um que ganhar será uma surpresa para mim. Aí, você pode perguntar: mas até a Dilma? Até ela, que era favorita absoluta há um ano e pouco. Mas a agenda está ruim.

Então, qual a finalidade das pesquisas eleitorais?

As pesquisas, às vezes, até servem para falar o que eu estou te falando: que o desencanto hoje é total. Atualmente, tem 70% mais ou menos querendo mudança, mas eles não sabem bem que mudança seria essa, nem com quem. Já houve época em que o Brasil quis continuidade: foi assim em 1998, 2006 e 2010. Em 2002, os eleitores queriam mudança.

E os candidatos que estão concorrendo com a situação, o senhor diria que nenhum deles trouxe uma grande novidade?

Nenhum trouxe um programa, um sonho, uma ideia. Aí podem falar que não são conhecidos, não têm tempo de televisão etc. Todos os candidatos já foram governadores ou senadores de estados importantes, a imprensa está abrindo espaço para falar de projeto. Não adianta um ficar atacando o outro, o ruim fica pior. O ambiente já é horrível, falta esperança. E jogar lama? Eu sou melhor que você, você é ruim e eu não sou tão ruim. Está tudo muito negativo.

Pode aparecer uma surpresa até o final da eleição?

Não acredito. O brasileiro também já está vacinado contra surpresa depois de 1989. O Collor foi uma decepção em relação a várias coisas, o confisco, o impeachment. Não acredito que haverá um milagre, um coelho saindo da cartola. Muita gente fala da volta do Lula, se é possível ou não, uma especulação. O Lula, obviamente, é mais político, mais jeitoso, mais ídolo, mas também todas essas confusões que estão aparecendo agora aconteceram no governo dele. Acho que o partido atual no poder tem de tomar cuidado, porque é óbvio que tem um projeto de governo de 12 anos e tem gente querendo substituir esse projeto de governo de 12 anos, uma briga tremenda.

Se o Lula voltasse, ganharia?

Não sei. Isso tem um timing. Eu acho que, por enquanto, você pode dizer o seguinte: a Dilma foi antipática, a Dilma não teve sapiência para tratar com os políticos ou paciência, o Lula é melhor. Pode ser. Mas pode ser, também, que o negócio fique tão estragado com essa confusão, que ninguém saiba onde isso tudo vai parar. O timing é o seguinte: até dia 30 de junho, o partido pode resolver se o candidato vai ser a Dilma ou o Lula.

36 thoughts on “Presidente do Ibope diz que esta será a eleição mais difícil de todos os tempos

  1. Bom artigo, demonstra que o cidadão(ã) está mais perdido que cego em tiroteio, não tem candidato em quem confiar, tudo farinha do mesmo saco, fazendo chegar a conclusão: RENOVAR é preciso, NÃO REELEGENDO, NÃO VOTANDO, EM QUEM PARTICIPOU DOS GOVERNOS. metade do congresso está pendurado na justiça, que se fizesse JUSTIÇA, andando à passos de coelho, estariam onde deveriam estar”CADEIA!”
    Que bela situação chegamos: votar no menos ruim, OU NULO, BRANCO, PAGAR MULTA, para não ser solidário, com o “PIOR”.
    MUDAR É PRECISO, MAIS COMO??????? QUEM SOUBER O CAMINHO INFORME!!!

      • Nem tanto, nem tanto, como dizia aquele famoso personagem da Escolinha do Prof. Raimundo, do imortal Chico Anísio.
        Conheço muitas pessoas do interior do Ceará e de outra Estado que recebem o famigerado bolsa- família que não votam na Dilma.
        Eu também acho que, 40 milhões de bolsa família é exagero.Mas, como você faz parte do time petista, tudo bem. Petistas gostam de exagerar. He,he,he……

    • A Verdade e o Novo Caminho é o HoMeM e a RPL-PNBC-ME, por alguma sigla partidária para evitar mais sofrimento do povo, ou das ruas para os palácios, porque Democracia é vontade e governo da maioria.

  2. Não vamos reeleger ninguém!
    Não importa de qual partido seja e nem se vamos errar de novo votando em outro que não honre o nosso voto.
    O importante será o recado dado. Não prestou, na próxima eleição tá fora!
    E vamos assim até começarem a aparecer pessoas dignas para nos representar.
    Outra coisa para deixar claro: o voto no Brasil NÃO é obrigatório. Ninguém vai preso por isso. O não comparecimento no dia da eleição é sim uma posição política. Se você não tem nenhum candidato e não acredita em nenhum partido, NÃO VOTE. Depois é só escolher qualquer dos outros 364 dias no ano, ir no TRE da sua cidade, pagar uma “multa” no valor de R$3,50 e você estará quites com a justiça eleitoral. E nem precisará se justificar por isso.

    • Excelente a decisão de Nelson Pinheiro, que se soma a de muitos comentaristas que pregam a não reeleição de quem que seja!
      A faxina precisa ser feita em todas as esferas, e esta eleição é uma oportunidade extraordinária para iniciar esta mudança generalizada.
      O presidente do Ibope sabe que o povo quer mudar, independente dos que são a favor do PT que, nessas alturas, reconhecem os petistas que não têm mais o poder sobre a população brasileira como antes, ainda mais depois dos erros e equívocos que a presidente Dilma vem cometendo ao longo de sua administração.

      • O chapa-branca, ninguém está falado no molusco ou no poste. Estamos falando de todos. Mudar é preciso. Vamos mudar todos e não reeleger ninguém. Isto é brasileirismo o resto é banditismo puro.

        • Bem lembrado Francisco. Diante de tão grande desalento relatado pelo presidente do IBOPE, caberia perguntar qual o GRAU de CONFIANÇA da população nas pesquisas e especialmente naquelas realizadas pela empresa dele. Será que os institutos de pesquisa são as únicas entidades a gozarem de prestigio e confiança hoje em dia no BRASIL?

  3. São 142 milhões de eleitores.

    36 milhões deles são voto de cabresto do Bolsa Família.

    Nos 106 milhões restantes a briga será muito boa.

    Aécio Neves está crescendo em cima da Dilma. Campos, um pouco menos, mas cresce.

    Essa eleição promete muita disputa até os momentos finais.

    Alternância do poder já!

    • É ISSO AÍ! ALTERNANCIA JÁ, AINDA QUE SEJA SÓ PARA MUDAR AS MOSCAS, NÓS PELO MENOS TEMOS OBRIGAÇÃO DE MUDAR AS MOSCAS, PRINCIPALMENTE ESSAS FEDORENTAS MOSCAS PETISTAS QUE ANTIGAMENTE SE ALARDEAVAM COMO OS ÚNICOS QUE TINHAM O MONOPÓLIO DA VIRTUDE E DA ÉTICA, E TAL COMO CACHORROS MAGROS FORAM O QUE MOSTRARAM MUITO MAIOR VOLUPIA DE CARGOS E BENESSES. EM RESUMO UM PARTIDO DE BANDIDOS. .FORA DILMA!! FORA PT!!!

  4. Excelente matéria. “Nos últimos 20 anos, houve uma evolução do eleitor brasileiro. Mais informado, mais educado, crítico e atento, participativo – inclusive nas redes sociais. Já o político “made in Brazil” parou no tempo. Repete as mesmas práticas de 30 anos, busca o mesmo jeito de financiar campanha e é adepto do “é dando que se recebe”, do caixa 2, do nepotismo, de jatinhos e helicópteros. Não se deu conta de que o mundo mudou, de que a era da internet e dos celulares alterou todo o cenário.

    A opinião acima é de Carlos Augusto Montenegro, do Ibope, para quem a descrença do povo brasileiro na política cresceu barbaramente. “Se não houvesse voto obrigatório, 60% da população não compareceria às urnas”, previu o também ex-presidente do Botafogo, em seu escritório do Rio. Para Montenegro, os políticos vão ter uma resposta muito séria da população.”

  5. Algumas perguntas/respostas entram em contradições gritantes, senão vejamos.

    – A avaliação quanto a ” Nos últimos 20 anos, houve uma evolução do eleitor brasileiro.
    Mais informado, mais educado, crítico e atento, participativo – inclusive nas redes sociais. Já o político “made in Brazil” parou no tempo.” não tem fundo de verdade. Basta analisar algumas das respostas.

    – Logo abaixo na pergunta “se as pessoas têm interesse pela política ou pelo noticiário político”, isso aparece cada vez mais. As opções “pouco interesse” ou “nenhum interesse” representam mais da metade. Se o voto fosse facultativo, quase 60% não votariam nesta eleição.

    – E aprofunda dizendo “que o desencanto hoje é total. Atualmente, tem 70% mais ou menos querendo mudança, mas eles não sabem bem que mudança seria essa, nem com quem…”,

    Dá para entender? Se cada vez mais pessoas não se interessam pelo que afeta suas vidas, como dizer que o povo está “mais educado, crítico e atento, participativo”? E ainda que querem mudança, mas não sabem qual e nem com quem!

    Não entendi nada. A não ser que eu tenha também caído na malha fina da idiotice!

    A lamentar-se, a não pergunta/resposta quanto as influências e interferências das pesquisas nos resultados.

    Em breve divulgarei trabalho em relação a a pesquisas e suas influências.

    É tão clara a interferência das pesquisas em camadas de eleitores que, bastaria perguntar-se:
    – se temos de escolher alguém pelas propostas e atuação política, o que me interessará o lugar que me candidato se encontra nas pesquisas?
    – por que não feitas somente para avaliações internas dos partidos?

    Se alguém quiser ajudar a compreender, agradeço.

    • O que está acontecendo nos âmbitos federal e estadual são apenas a ponta do iceberg, na base, face o estágio avançado do incêncido da corrupção e loucura, que vem de longe, é bem provável que 80% das prefeituras do Brasil já estão tomadas de assalto, no “voto popular”, por quadrilhas travestidas de partidos e políticos. Dá impressão até que são psicopatas apaixonados por dinheiro e poder e que fazem de tudo e qualquer coisa para conseguí-los, conservá-los ou ampliá-los, até parceria “empresários”, “sindicatos”, e até com veículos de comunicação, etc. e tal, igualmente bandidos, oferencendo como garantia a chave do erário, quando não esses veículos os próprios donos ou controladores de tais candidatos e quadrilhas. E nesse contexto o PT não representa nem sequer 1% dos detentores de prefeituras, logo, se fosse inteligente, tb entraria nessa briga em favor da mudanças de verdade, sérias, estruturais e profundas, como estilingue e não aceitar bisonhamente o papel de vidraça.

  6. “As pesquisas, às vezes, até servem para falar o que eu estou te falando: que o desencanto hoje é total. Atualmente, tem 70% mais ou menos querendo mudança, mas eles não sabem bem que mudança seria essa, nem com quem.” Eles sabem sim que mudanças estão querendo e com quem, o problema é que a mídia safada, malandra, mercenária, não mostra. Mas a Internet já mostrou, e não tem mais como esconder, nem nas pesquisas.

  7. Comento meu ponto de vista.

    Pelo meu ponto de vista tem algo de muito estranho este senhor Carlos Augusto Montenegro, do Ibope, Petista de carteirinha e que vive de pesquisas, fazer uma declaração destas.

    Acredito que pelos estudos das diversas pesquisas feitas pelo IBOPE ele já sabe que a Dilma não será eleita e que mesmo que Lula assumisse, a candidatura, perderia devido o povo não mais aguentar falta de Educação, Saúde, Segurança e o nível de corrupção existente hoje no país. Bem como a impunidade das as Vossas Excelências, em todos os poderes.

    Gostaria de saber como um instituto de pesquisas, como o IBOPE que vive de pesquisas, não detectou antecipadamente os movimentos de junho de 2013 para orientar seus clientes/parceiros do poder.

    Quanto Montenegro vir a publico e dizer que hoje não existe um candidato (Líder) é como se fosse coisa de jornal velho e que toda população do país sabe. Falou e não disse nada ou melhor falou o que todo mundo já esta careca de saber e esta reclamando.

    O pior é que o senhor Montenegro vem a décadas participando destas falcatruas e agora como bom Petista sabe que se Dilma perder seu instituto vai acabar a boquinha e o candidato que ganhar vai tornar publico o que seu IBOPE fez nas diversas eleições.
    Acabou IBOPE e a mamata.

  8. O Presidente do Ibope ainda consegue no final de comentário, mesmo que de forma disfarçada defender um volta Lula, chega Montenegro, de Lula e PT, não aguentamos mais esses comunistas, chega, acabou, essa gente precisa deixar o Brasil e os brasileiros em paz, não somos comunistas, qualquer candidato é melhor que essa corja do PT.

  9. Dificil para eles para Dilma, depois de toda canalhice global e de asseclas, a Dilma tem quase o dobro de intencao de voros do segundo colocado. A Dilma começa a inaugurar obras, hoje no Ceara ele pereniza agua para mais de milhão e meio de eleirores. De hoje em diante sera obras atras de obras. E ainda os tucanos torcendo fervorosamente para a/Argentina na copa do mundo, a midia viverá o paradoxo, de querer que o Brasil não ganhe a Copa, mas se isso acontecer o prejuizo para a/Globo e Band sera enorme, entao estao perdidas e sem rumo nesse quesito.
    Sem falar que a hira que Lula subir nos palanques as coisas conecarão a ficar facil.
    Aos ” inteligentes eticos” eu pergunto: qual é mais facil a Dilma buscar 13% de inteligentes ou o Aecio encabrestar 30% de burros?

  10. A questão é que o mula e o poste enganaram bem enquanto a economia mundial crescia e empurrava o Brasil para frente.

    Agora a peteca caiu e na hora de mostrar competência para promover as reformas estruturais necessárias, o governo petista mostra a sua real face, sua inércia e incapacidade administrativa. Enganou bem, até então.

    Estamos vendo agora a necessidade do Banco Central socorrer o governo com a elevação da taxa básica de juros – a Selic. Que, claro, está tendo desdobramentos econômicos que a população está sentindo no bolso e irá repercutir isso nas eleições.

    A renovação está a caminho. Podemos ver isso na reação esboçada pela oposição.

  11. Em 2006, o Ibope e a Veja montaram um esquema midiatico, com a Folha e Globo, que segue aqui: OIbope primeira vez, aponta para uma derrota do presidente
    Segundopara o tucano José Serra, prefeito de São Paulo, já no primeiro turno das eleições de 2006, com um placar de 37% a 31%. As pesquisas rápida do também tucano Geraldo Alckmin, governador de São Paulo. Quando o nome dele aparece como o escolhido pelo PSDB para enfrentar o presidente, Alckmin, que nunca fez campanha nacionalmente nem ocupou cargos federais, perde por apenas quatro pontos – quase dentro da margem de pesquisa mostram Lula descendente popular ascendente, estão vindo seus potenciais contendores vem.

  12. o PT empurrou o país para uma armadilha de baixo crescimento com inflação.

    A questão é que agora, não tem mais o crescimento da economia mundial para ajudar, quebrar o galho do governo mendaz.

    A população está sentindo os ares da mudança. Anseia por isso.

    A resposta será dada em outubro com a reação que a oposição já esboçou neste começo de corrida eleitoral.

  13. PDT CONFIRMA INDICATIVO DE APOIO À REELEIÇÃO DE DILMA

    “A volta de Lula seria a falência do próprio governo”. Com estas palavras o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, confirmou o indicativo de apoio partidário à pré-candidatura da presidente Dilma Rousseff para as eleições de outubro. Lupi e o PDT partem da avaliação de que a sucessão se encaminha para um quadro de três candidaturas e não vislumbram melhores perspectivas com as outras opções, Aécio Neves e Eduardo Campos.

    A Convenção do PDT está marcada para 10 de junho e até lá o assunto estará sendo avaliado. Antes de falar na questão política, Lupi discorreu sobre a trilogia “A Era Vargas” que fala da vida e obra do presidente Getúlio Vargas, em três volumes que foram escritos pelo jornalista José Augusto Ribeiro sob encomenda de Leonel Brizola (na versão original) e da sigla brizolista (agora, no relançamento).

    Acesso à íntegra da entrevista com Carlos Lupi, feita por FC Leite Filho http://www.youtube.com/watch?v=c_6Re30OyU4&feature=youtu.be

    CONQUISTAS DA ERA VARGAS – A publicação de parte do conteúdo original deste vídeo se justifica face sua relevância na contribuição da percepção internacional sobre a realidade política, econômica e social do Brasil. Ney Matogrosso é o convidado de Vitor Gonçalves. O artista fala sobre o Brasil, Portugal e a sua vida na música… http://www.youtube.com/watch?v=DqJ0kF1_oL0

    • Será que o balofo do Lupi vai soltar o seu conhecido bordão(EU TE AMO, DILMA) na convenção.Foi uma das cenas mais patéticas que já assisti em minha vida, o cidadão foi escorraçado do cargo de ministro do trabalho depois de ser pego com a boca na butija, mas com certeza deve ter conseguido outra boquinha para continuar mamando nas tetas do governo. É um tipo que tem uma inversão totalmente desproporcional entre a pança e o caráter.É UM DESQUALIFICADO.

  14. Apesar do sectarismo e doentio de Francisco de Assis pelo PT, Wagner Pires, ele tem uma particularidade positiva:
    Não ofende e nem agride as pessoas que discutem com ele a respeito da forma como os petistas administram o País.
    Mesmo assim, tentar fazê-lo entender a verdade quando esta depõe contra seus artgumentos que enaltecem o seu amado partido é perda de tempo, pois ele se nega a aceitar o contraditório.
    O Francisco de Assis não debate; ele divulga o PT.
    Nesta sua defesa intransigente e publicidade do partido, ele se mostra mais partidário que brasileiro; é muito mais petista que patriota!
    Sugiro, então, que o meu guru econômico deixe como estar, pois se torna enfadonho ler as mesmas alegações do Francisco de Assis contra o esforço de Wagner em demonstrar os índices econômicos, erros e equívocos protagonizados pela presidente Dilma, enquanto que seu interlocutor responde com a sua tradicional ojeriza pelos tucanos, independente desses terem deixado o poder há 12 anos, na inútil tentativa de compensar os desmandos e descalabros petistas igualmente cometidos pelo seu irmão siamês, o PSDB!
    Um forte abraço, Wagner Pires.

  15. Senhores, após ler um por um, cheguei a conclusão, NÃO REELEGER, NÃO VOTAR EM QUEM PARTICIPOU DO S GOVERNOS FEDERAL E ESTADUAIS, CONFORME PREGAVA EÇA DE QUEIROZ: POLÍTICO É QUE NEM FRALDA DE CRIANÇA, TROCAR SEMPRE PELO QUE CONTÉM, POIS, O RETORNO PERMANENTE, CONFORME VEMOS MAIS DE 505, PENDURADOS NA JUSTIÇA LENTA, PERMITE À FORMAÇÃO DE QUADRILHA, PARA A “MÃO NO COFRE”, E AS MORDOMIAS INDEVIDAS.
    A REDENÇÃO DESSE PAÍS, SÓ SE FARÁ, COM RENOVAÇÃO TOTAL, UTOPIA, COM CERTEZA!!!. FAÇAMOS NOSSA PARTE DE CIDADANIA.
    REELEGER É SER SOLIDÁRIO COM A PATIFARIA.

  16. “Se o Lula voltasse, ganharia?
    Não sei. Isso tem um timing. Eu acho que, por enquanto, você pode dizer o seguinte: a Dilma foi antipática, a Dilma não teve sapiência para tratar com os políticos ou paciência, o Lula é melhor. Pode ser. Mas pode ser, também, que o negócio fique tão estragado com essa confusão, que ninguém saiba onde isso tudo vai parar. O timing é o seguinte: até dia 30 de junho, o partido pode resolver se o candidato vai ser a Dilma ou o Lula.”

    Esse é o último paragrafo da matéria de dona Sonia Ray, entrevistando o dono do Ibope : também é uma ajuda a senhor Antônio Fallavena, que, como eu, também ficou meio perdido no trololó dessa entrevista, sem saber, com certeza da posição do senhor Montenegro. Para mim, ela ficou enfatizada no final, com o timing levantado para até 30 de junho , ou melhor, depois da Copa, deixando clara uma opção a ser jogada pelo PT (para ele, partido) para o eleitorado: vai Dilma… ou vai Lula…
    No geral, muito bom, excelente o nível dos comentários; cada um no seu estilo.
    Uma coisa ficou clara nessa história toda: nem o IBOPE têm como inventar, agora, uma pesquisa que retrate com exatidão o peso do PT…
    Meu comentário: não anule seu voto !
    Não reeleja nenhum desses pulhas agarrados ao osso de um mandato que acabaram por transformar em emprego !
    Alternância já ! .. é o início.
    Com lupa escolha o seu candidato, aquele que você achar que merece o seu voto!

  17. Boa lembrança (no pior sentido…) da afirmação da existência dos 300 picaretas. Lulla estava lá, conhecendo os meandros da política.
    Alguns anos depois, com uma forcinha do próprio Lulla, os trezentos passaram a ser 400 picaretas. mas não parou por ai, apareceu também Ali Babá e os 40 ladrões.
    Existem ainda alguns petistas de origem (boa) que estão se beliscando, todos os dias.
    Se pensarmos bem, que coisa mais louca!
    Não sai do meu pensamento as imagens “deles” nas ruas, com suas bandeiras de pano e de ideais. Foi o maior golpe que a política sofreu no Brasil. Um dia a história será toa contatada, todinha.
    E poderá até virar filme. Quem sabe possam usar um título como: PROMETERAM MUNDOS E FUNDOS E ENTREGARAM OS FUNDOS IMUNDOS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *