Presidente do STJ pensa (?) que pode chegar ao Supremo, mas antes terá que desmentir um verdadeiro festival de acusações contra ele. Não conseguirá.

O presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Ministro Asfor Rocha, é candidatíssimo a uma vaga no Supremo Tribunal Federal. Não é segredo nem transita em julgado, o fato do presidente Lula fazer força e estar se movimentando muito para encravá-lo no mais alto tribunal do país.

Está encontrando dificuldades de todos os lados, incluindo as que surgem de denúncias não desmentidas, sequer refutadas e mais do que conhecidas em círculos políticos, jornalísticos e jurídicos. É o preenchimento de vaga capaz de revolucionar Brasília, e deixar Asfor Rocha em condições de PEDIR APOSENTADORIA.

Nenhum país nomearia Asfor Rocha para o Supremo, a não ser que desmentisse todas as acusações que foram feitas pelos repórteres Rodrigo Rangel e Otavio Cabral. Fizeram levantamento notável sobre a vida, o comportamento e o relacionamento do magistrado. O que visivelmente não o credencia para pertencer ao mais alto tribunal do país, que está presente em tudo, que decide, que cria precedentes, que na verdade não estão inscritos na sua própria concepção e convicção do dia-a-dia.

Vejamos o abecedário do Ministro Asfor Rocha, levantado, comentado e consolidado pelos repórteres Rodrigo Rangel e Otávio Cabral.

A – “Seu estilo de vida não combina com a austera liturgia imposta pela toga”.

B – “O próprio Astor Rocha não esconde que no passado aceitou carona em jatos de empresários que considera seus amigos, mesmo tramitando na sua corte, OU DEPENDENDO DE SUA SENTENÇA, a sorte de PROCESSOS DE INTERESSES deles e de suas empresas”.

C – “Alexandre Grendene, grande empresário de calçados, já DISPONIBILIZOU seu jato para o Ministro”.

D – “O Ministro ia para fazer apostas em um cassino em Punta Del Este, no Uruguai”.

E – O Ministro disse aos repórteres, “nunca atuei em processos desse amigo”.

F – Os repórteres apuraram, e dizem: “Não é exatamente o que mostra o histórico disponível no sistema processual do STJ”.

G – “Entre o início de 2009 e a semana passada, Astor Rocha decidiu em 9 processos a FAVOR da Grendene S/A, que tem seu amigo Alexandre entre os CONTROLADORES”.

H – “Asfor Rocha admite também, ter usado os serviços aéreos de Carlos Jereissati, um dos donos da OI”.

I – “Em 2007, o Ministro foi ao casamento do empresário, em Minas, no jatinho particular do noivo. No casamento do primogênito, Asfor Rocha convidou amigos, colegas do tribunal e parlamentares, ficaram todos no melhor hotel de Fortaleza, CORTESIA da construtora Marquise”.

J – (“Suspeita de irregularidade na reforma do estádio Castelão e  suspeita de desviar dinheiro de contratos com o governo”).

K – “O filho do Ministro, aos 30 anos, é dono de um escritório com 9 filiais e atua em mais de 20 mil processos”.

L – “No Tribunal presidido pelo pai, o filho aparece como advogado em 2 mil 261 processos”. (Única interrupção para louvar o zelo e a capacidade de investigação dos repórteres Rodrigo Rangel e Otavio Cabral).

M – “Embora não falem abertamente, Ministros do Supremo consideram inadequada a presença de Asfor Rocha no STF”.

N – Em maio passado, Asfor Rocha concedeu LIMINAR TRANCANDO uma das maiores investigações já realizadas pela Polícia Federal”.

O – “A Operação Castelo de Areia, que mapeava os negócios da empreiteira Camargo Corrêa”.

P – “Por tabela, supostos pagamentos a políticos de diferentes grandezas e variados partidos”.

R – “Acolhendo o argumento da defesa, Asfor Rocha mandou S-U-S-T-A-R o inquérito e procedimentos dele originados”.

S – “Trinta frentes de investigação para APURAR DESVIO DE DINHEIRO E PAGAMENTO DE PROPINA, foram paralisadas em diversos Estados.

T – “A banca de advogados da Camargo Corrêa nesse processo, é comandada pelo ex-Ministro Marcio Thomaz Bastos. Este, um dos avalistas da nomeação de Asfor Rocha”.

U – “Asfor Rocha nunca foi unanimidade. E no próprio Supremo, ministros têm conversado, procurando uma forma de ajudar o presidente da República na questão”.

V – “Chegam a sugerir a indicação para a vaga, do advogado e professor Luis Roberto Barroso, talvez isso ajude o presidente Lula”.

X – “Desde que o nome de Asfor Rocha apareceu como “possível” indicado, enfrenta restrições dentro do próprio governo”.

Y – “Certos estão os Ministros do STJ, na defesa velada, mas potente, da sua corte”.

 ***

PS – Tudo o que está aqui é textual e transcrito. Fico satisfeito de ler e divulgar uma reportagem como essa. Como iniciei com o nome dos repórteres, termino repetindo: Rodrigo Rangel e Otavio Cabral.

PS2 – Quando nos EUA, nomearam um negro para a Suprema Corte, foram mais de 8 meses de investigação, profunda, desesperadora na tentativa de encontrar alguma coisa. Não encontraram, hoje respeitadíssimo.

PS3 – No caso de Asfor Rocha, é a convicção e a certeza de que não veste o figurino do Supremo. A não ser que pratique o MILAGRE de desmentir tudo o que SE SABE SOBRE ELE.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *