Prestigiar a poltica, valorizando o municpio

Resultado de imagem para eleio de prefeito charge

Charge do Duke (dukechargista.com.br)

Carlos Chagas

Ningum mora na Unio, nem no Estado, mas todos no Municpio. Ou no Distrito Federal. Quem assim dizia era o dr. Ulysses Guimares. Para ele, as eleies municipais estavam no cerne das decises nacionais. Num perodo de tantas sugestes sobre a reforma poltica, a hora seria de o pas voltar-se para reformular suas primeiras estruturas. Para comear, ampliando as atribuies dos prefeitos. Dando-lhes maiores obrigaes em sade, educao e segurana, claro que aumentando os recursos e evitando a superposio de tarefas nos estados e na Unio.

Sua Excelncia o prefeito ganharia mais encargos e, certamente, maior cobrana de seus eleitores. A participao do cidado comum na administrao municipal seria o corolrio da responsabilidade, com frequentes aferies do desempenho das autoridades municipais. Uma vez por ano, durante seus mandatos, os prefeitos responderiam por sua atuao, podendo receber votos de rejeio ou aprovao, mas votos mesmo, capazes de mant-los ou despedi-los de suas funes.

s Cmaras de Vereadores caberia referendar a deciso, dentro de rigorosa vigilncia da Justia. Essa participao popular levaria o eleitorado a comear de baixo o exerccio da cidadania. Custos haveria, ainda que compensados pela eficincia do julgamento.

Comear pelos municpios serviria para aprimorar o processo poltico, quem sabe levando a aferio de competncia aos planos estadual e federal. Hoje, depois de rdua campanha, os eleitos ganham carta de alforria para fazer o que bem entendem, tendo sua performance apreciada apenas quatro anos depois, durante os quais a ningum respondem.

One thought on “Prestigiar a poltica, valorizando o municpio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.