Primeira campanha publicitária do governo já começa pisando na bola

Resultado de imagem para temer piadista charges

Charge do Jota A., reproduzida do portal O Dia

Bernardo Mello Franco
Folha

O governo lançou uma campanha publicitária para tentar convencer a população de que não é tão ruim quanto ela pensa. É uma missão árdua, e a propaganda já começa pisando na bola. Contabiliza apenas 120 dias de gestão, quando Michel Temer assumiu há exatos 232.

O anúncio usa a expressão “posse efetiva” para justificar a contagem marota. Faltou combinar com o chefe. Em discurso recente, o próprio Temer disse que ignorou a condição de interino e governou desde maio “como se efetivo fosse”.

Na primeira linha da propaganda, lê-se a palavra “coragem”, em letras garrafais. Parece um exagero do redator, já que o presidente tem evitado comparecer a palanques, estádios e até velórios por medo de ser vaiado. Seu último pronunciamento na TV foi transmitido na noite de Natal, quando as panelas estavam ocupadas com peru e farofa.

Mais adiante, o anúncio enumera 40 medidas “que já se tornaram realidade”. A lista mistura fatos positivos, como o apoio da Aeronáutica ao transplante de órgãos, a decisões altamente questionáveis, como a reforma do ensino médio por medida provisória. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já afirmou que a MP viola a Constituição e precisa ser anulada.

Na área econômica, o Planalto também se gaba de medidas polêmicas. Diz que a reforma da Previdência vai garantir a aposentadoria “das gerações atuais e futuras”, mas não explica como isso ocorrerá em Estados onde a expectativa de vida dos homens mal passa dos 65 anos.

Apesar de ocupar uma página inteira de jornal, a propaganda não cita uma única vez a palavra “corrupção”, que dominou o noticiário de 2016. Em outro exagero de marketing, afirma-se que o governo assegurou a “moralização das nomeações nas estatais”. Há poucas semanas, Temer loteou seis vice-presidências da Caixa entre partidos aliados. As nomeações atenderam a PSDB, PP, PR, PSB, DEM e PRB.

 

3 thoughts on “Primeira campanha publicitária do governo já começa pisando na bola

  1. Temer é a FRAUDE produzida pela Maçonaria e seu projeto de escravização universal da Nova Ordem Mundial.

    Ë apenas o contraponto ao projeto oriental de implantação do escravagismo através do Comunismo, que vinha sendo implementado pela FRAUDE conhecida por Lula e apoiada pelo Máscara das Mil Caras do FHC!

    Precisamos urgentemente de um estadista nacionalista e patriota, . . . quiçá Bolsonaro não seja a opção até 2018 !

    • A NOM foi anunciada por Bush, tendo início no seu governo, de lá para cá, tudo mudou no mundo, as “forças que a dominam”, nada é o que parece, as formas de domínio foram mudadas, como já estava escrito, portando não há de se esperar dias e anos melhores, infelizmente. Ter um presidente gagá que se esconde debaixo da saia de sua bela “esposa” é de menos. Chegou o tempo das irmandades do mal governarem, quem lê entenda.

  2. Li no Globo, não vi uma Verdade Verdadeira, propaganda mentirosa. Gastar a “grana” dos impostos escorchantes, para mentir deslavadamente, é pecado capital, está propaganda quanto custou ao trabalhador escorchado em impostos e sem emprego???
    Os Direitos da Cidadania no CAOS e vai piorar.
    Brasil virou republiqueta democradura.
    Que Deus nos ajude, o horizonte está tempestuoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *