Primeiro desafio de Moro será propor se Paulo Guedes deve ser demitido ou não

Resultado de imagem para moro e guedes

Moro vai mesmo examinar a acusação de Guedes?

Carlos Newton

Em recente entrevista ao “Fantástico”, o juiz federal Sergio Moro, que tem carta branca do presidente Jair Bolsonaro para combater corrupção, afirmou que deve atuar como conselheiro do futuro chefe de governo para decidir pela demissão ou não de outros integrantes do primeiro escalão, acusados de irregularidades. Moro adiantou que qualquer ministro envolvido em irregularidade pode ser demitido antes mesmo de formalizada a denúncia pelo Ministério Público.

“Se a denúncia for consistente, sim (será demitido). Eu defendo que, em caso de corrupção, se analise as provas e se faça um juízo de consistência, porque também existem acusações infundadas, pessoas têm direito de defesa. Mas é possível analisar desde logo a robustez das provas e emitir um juízo de valor. Não é preciso esperar as cortes de Justiça proferirem o julgamento”, disse Moro.

TEORIA E PRÁTICA – Na entrevista, Moro salientou que uma das premissas de sua decisão de participar do governo é não deixar que casos de corrupção comprometam sua biografia. “O que me foi assegurado e é uma condição… não é bem uma condição, não fui estabelecer condições, mas eu não assumiria um papel de ministro da Justiça com risco de comprometer a minha biografia, o meu histórico — afirmou o juiz, que esteve até o final de outubro à frente da Operação Lava-Jato e defende maior rigor na punição de crimes de “extrema gravidade”.

É claro que o juiz Moro falou na teoria, porque na prática as coisas não acontecem bem assim. O caso mais delicado até agora envolve o superministro Paulo Guedes, que vai depor ao Ministério Público Federal no próximo dia 5, em inquérito aberto para apurar irregularidades em investimentos de fundos de pensão.

GESTÃO FRAUDULENTA – Guedes é suspeito de cometer crimes de gestão fraudulenta e temerária à frente de Fundos de Investimentos (FIPs) que receberam R$ 1 bilhão, entre 2009 e 2013, de fundos de pensão ligados a empresas públicas. Também está sendo apurada a emissão e negociação de títulos imobiliários sem lastros ou garantias.

A investigação, conduzida pela força-tarefa Greenfield, foi aberta com base em relatórios da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) que apontam indícios de fraudes nos aportes feitos pelos fundos de pensão em dois Fundos de Investimentos (FIPs) criados pela BR Educacional Gestora de Ativos, empresa de Paulo Guedes.

Em um dos FIPs, que recebeu cerca de R$ 400 milhões, Guedes ganhou 1,75% sobre o valor aportado pelos fundos de pensão logo após o investimento.

COMPRA SUSPEITA – Esse mesmo FIP de Guedes, segundo a Previc, pegou os valores recebidos dos fundos de pensão e aplicou na empresa HSM Educacional, controlada pelo próprio Guedes, que usou os recursos para adquirir 100% da companhia HSM Brasil, voltada a projetos educacionais e palestras. Como não era uma empresa listada na Bolsa, o investimento foi feito tendo como base apenas o laudo produzido por uma consultoria.

Em tradução simultânea, Guedes pegou o dinheiro dos fundos de pensão, aplicou em sua própria empresa HSM Educacional e com os recursos comprou a USM Brasil, que deu um rombo colossal no dinheiro dos trabalhadores das estatais Caixa Econômica, Correios, Banco do Brasil e BNDES. A acusação é essa e o problema vai cair no colo do juiz Moro, igual a bomba do RioCentro.

###
P.S.Em nota divulgada por seus advogados, Guedes afirmou que a investigação era “uma afronta à democracia” cujo principal “objetivo era confundir o eleitor”. Bem, agora, a eleição passou, veremos qual é a desculpa. (C.N.)

26 thoughts on “Primeiro desafio de Moro será propor se Paulo Guedes deve ser demitido ou não

  1. O documento do MPF da pré investigação, que eu li, é super frágil, não sabe sequer se o Paulo Guedes era sócio da corretora à época dos fatos.

    Por isso Sérgio Moro disse na coletiva que as acusações eram “Incipientes”.

  2. Carlos Newton bom dia!

    Trabalhei por vários anos em uma empresa de economia mista que foi privatizada, doada, entregue, por 30 “dinheiros” e o nosso fundo de pensão liquidado sem nenhum motivo técnico, simplesmente porque o comprador não queria este fundo, mas como bom brasileiro a gente levanta sacode a poeira e da a volta por cima.

    Inclusive ouví comentários que o nosso fundo queria comprar a empresa e numa reunião, alguém disse: “VOCÊS NÂO PODEM PARTICIPAR DO LEILÃO”.

    Antes de liquidar o fundo foi-nos informado que poderíamos passar a nossa reserva para um banco de investimento e que continuaríamos contribuindo, só com a nossa parte de empregado. Não tinha pensão para viúva e que se fóssemos demitido perderíamos tudo, então ninguém quis.

    É por esse tipo de gente que estamos prestes a ser governado.

    Quanto ao seu post, não vai dar em nada.

  3. Sugestão que faço a tribuna da internet.

    Reportagem sobre a previdência, que se tornou privada no Chile, como funciona?

    Lí que os militares não entraram nessa previdência do Chile.

    Sabemos que foi um fracasso para os trabalhadores e um sucesso para os bancos.

  4. ““Se a denúncia for consistente, sim (será demitido).” Tem que esperar a “denúncia”…simples, não? Ora direis ouvir estrelas rabulares…

  5. Sergio Moro, juiz federal há 22 anos, e sem perspectiva de chegar a desembargador do TRF 4, resolveu seguir por um atalho na carreira, e tentar chegar ao topo, ministro do STF.
    Para continuar na “trilha”, terá que passar por “atoleiros”, como ministro da justiça, deverá ser uma espécie de “arbitro de vídeo” do Bolsonaro.
    Pré-julgar figurões, tidos como “imexíveis”, ´sera uma tarefa digna dos 12 trabalhos de Hércules, e ele terá que engolir alguns sapos durante os dois anos de “estágio”, não vai ser fácil.
    Membros do judiciário em outros poderes, costumam se dar mal, pois não tem tem o jogo de cintura imprescindível para para as lides políticas, pois no judiciário, mandam e não pedem.
    Se o Moro, se mostrar “versátil” na política, terá aprendido como é que a “coisa” funciona, e estará levando este conhecimento para o supremo, ficará igual aos outros.
    Bem, mas com todos as dúvidas sobre sua atuação como ministro da justiça, a única coisa que nos resta, é torcer para que se saia bem e no supremo continue a fazer justiça.
    Mesmo com algum receio de que a estratégia possa não funcionar, é esperar para ver e rezar para que esta vez o Brasil ache o seu caminho.

  6. Só tem lobos no governo de Bolsonaro.
    O Onyx lorenzoni tambem esta envolvido com corrupção.
    Acabou o discurso moralista.
    As noticias ruins estão só começando.
    O pior ainda esta por vir.

        • Sob o sistema apodrecido, salvo raríssimas exceções, é impossível exercer mais do que dois mandatos sem de alguma forma sujar as mãos e a própria consciência de merda. Quem não admite que o sistema político está apodrecido e nem luta para mudá-lo de verdade, mesmo tendo a oportunidade de fazê-lo, mesmo contra os seus próprios interesses eleitorais, mesmo diante de tantas evidências, de duas uma: ou engana-se ou vai enganar, e do dito-cujo podrão vantagens vai tirar, mais ou menos. Bolsonaro leva jeito de ser apenas a ponta do iceberg do maior e mais trágico 171 eleitoral da história da república 171 dos me$mo$, golpismo ditatorial, partidarismo eleitoral e seus tentáculos, velhaco$, aproveitadores de plantão, para os quais quanto mais boçal mais útil para segurar a vaca para a velha e nova bezerrada de ouro mamar à vontade. E como disse a então deputada carioca, Cidinha Campos, em seu memorável discurso contra os que mamam: ” quanto mais sem-vergonha mais amado é pelo meio e pelo povo da mesma laia, com os quais se identificam”.

  7. Muito cuidado com Contadores,Fiscais, Auditores, Justiceiros. Devem ter uma importância secundária, nunca principal.Eles não tocam o barco.

      • Ciro Gomes, nasceu na ARENA, e não se esqueçam que amor velho tem raiz. É o tal que por uma boquinha no erário deixa até a barbicha crescer e ataca até de comunista, mesmo se ser e se nem nunca ter sido, infelizmente. Um bom quadro, mas sem ideal forte e sem outro rumo que não seja uma boquinha a mais no erário, até morrer de velho lá, se possível, sendo este o único ideal político da turma do golpismo ditatorial, do partidarismo eleitoral e dos seus tentáculos, velhaco$.

  8. “A CORRUPÇÃO ESTÁ NO DNA DAS FAMÍLIAS QUE FAZEM DA POLÍTICA E DA CORRUPÇÃO MEIO DE VIDA… ? ” A base de atuação política da família Bolsonaro é o Rio de Janeiro, cidade e estado devastado pela corrupção, com famílias inteiras de políticos chafurdados na corrupção, viciadas no achaque ao erário. Será que a família Bolsonaro é uma exceção no Rio de Janeiro, ou é mais uma das muitas famílias bandidas que levaram o Rio de Janeiro à bancarrota, à falência total ? Por quê os membros da família Bolsonaro nunca apareceram como combatentes contra a corrupção no Rio de Janeiro, em estando mamando no erário carioca e brasuca há 28 anos ? A meu ver, se a família Bolsonaro que mama junta no erário conseguir resistir a uma devassa do tipo que levou o Lula à cadeia, daí seria um atestado de boa conduta política incontestável, mas enquanto isso não acontece prefiro acreditar nas palavras da Deputada Cidinha Campos, que conhece tudo sobre as famílias políticas bandidas, que vivem no bem bom achacando erários e otários, do Rio de Janeiro e do Brasil, dando conta que que a corrupção está no DNA das famílias políticas bandidas do Brasil. https://www.youtube.com/watch?v=bZx4oBv5eQw

  9. Duvido que o Sérgio Moro afine para o capitão e muito menos para o superministro. O cara não se suja por ninguém, até hoje provou que tem vergonha na cara e não vai ser pelo superministro que vai deixar de tê-la. E gente boa querendo trabalhar com o capitão existem aos milhares se não, milhões

    • Ficou a mercê do presidente, do governador ou do prefeito fica reduzido a pó de traque, ou faz o jogo dele, ou lhe restará a rua da amargura. E no caso do Moro, se não tiver com o pé de meia já feito, no exterior, EUA, ficará na rua da amargura, liso, leso e louco, vai ter que pedir emprego na OAB, passar pelo exame de admissão, ou ser professor numa dessas fábricas de salsichas apelidadas de faculdade de direito espalhadas pelo Brasil.

  10. Por que um assunto tao importante quanto este não pode ser tradado de forma técnica e desapaixonada?

    Ouvi o Guedes falar que a operação “deu um retorno de 180% acima do previsto pelos investidores (creio que sejam os fundos) ”

    isto é fundamental para sabermos e houve fraude, roubo, picaretagem ,má fé ou tudo junto.

    Isto não é muito fácil de comprovar?

    Quanto foi aplicado e quando?

    Quanto retornou e quando?

    Alguma coisa foi perdida, tipo os investimentos do fundo dos correios?

    Bolsonaro deveria ser o primeiríssimo a querer saber isso, até para isentar ou se livrar rapidamente de uma eventual carniça que pode contaminar irremediavelmente todo seu governo.

    Isto é tão difícil?

    Ou fácil é somente fazer acusação sem mostrar as provas, lançar no ar e ver o que acontece?

    Ou temos culpa em cartório e vamos usando o velho enrolation ou embromation latino para ver o tempo passar e ver se colou , colou??

    Este para mim, é um perfeito exemplo de como deveriam ser os novos tempos.

    Perguntas objetivas, acusações objetivas, respostas objetivas, julgamento facilitado, rápido e transparente.

    Simples assim

    Fora disso o governo Bolsonaro, vai terminar antes de começar.

  11. Em pouco tempo , os camisolões ficaram apenas de cueca e estarão nesta coluna , reclamando da vida e lamentando da falta de sorte .
    AGUARDEM !!!! A lua de mel , irá durar menos que pensam .Outra , para livrar Bolsonaro do ônus , as reformas antipopulares previstas , serão realizadas ainda no governo de Temer . CULUNDRIA !

  12. Meu Deus estão chegando a loucura na perseguição a equipe de Bolsonaro. Paulo Guedes era um administrador de fundos que não tem obrigação de sempre bater o mercado como muitos administradores no país. Temos quase 10 mil fundos no país, se a moda pega. Que horror! A esquerda não dará trégua e não vai aceitar a derrota, lamentável a atitude mesquinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *