Procuradores acompanham as manobras contra a Lava Jato e vão contra-atacar

Resultado de imagem para operação abafa lava jato charges

Charge do Tacho, reproduzida do Jornal NH

Marina Dias
Folha

Na tarde daquela quinta-feira (19), quando foi informado do acidente que matou Teori Zavascki, o presidente Michel Temer tomou sua decisão: indicaria Alexandre de Moraes para a vaga de décimo primeiro ministro do STF (Supremo Tribunal Federal). A fidelidade e convivência de mais de duas décadas com o hoje presidente fizeram de Moraes o nome ideal para o Planalto em tempos de avanço da Lava Jato sobre importantes quadros do governo.

Filiado ao PSDB, o então ministro da Justiça era também apoiado por tucanos e peemedebistas, que pediram a Temer uma indicação política para o cargo na corte.

Na avaliação de aliados, Temer começou ali a “jogar de vez seu xadrez”. Pediu discrição a Moraes, deixou vazar informações de que procurava um técnico para a vaga de Teori e viu nomes como o de Ives Gandra Filho, presidente do TST (Tribunal Superior do Trabalho), aparecerem e desaparecerem com quase a mesma velocidade nas bolsas de apostas.

AGRADAR A CÁRMEN? – Auxiliares do presidente disseminaram ainda a tese de que a indicação de Temer precisaria agradar à presidente do STF, Cármen Lúcia, com quem o peemedebista tem relação instável. Moraes, no entanto, não cumpria esse requisito.

A amigos a ministra já confidenciou não gostar de certas posições do até então ministro da Justiça, mas, diante de Ives –de perfil ainda mais conservador –, a presidente da corte assentiu a Temer.

Um aliado definiu a jogada como “tacada de mestre” ao lembrar que a indicação de Moraes foi combinada à articulação da cúpula do PMDB – liderada por Renan Calheiros (AL) – que alçou um investigado na Lava Jato, Edison Lobão (MA), à presidência da Comissão de Constituição e Justiça do Senado. O colegiado, composto por 54 parlamentares, dez deles investigados pela operação, sabatinará o indicado ao STF e se tornou ainda mais estratégico após a homologação das delações da Odebrecht.

PRÓXIMO PROCURADOR – Integrantes do Ministério Público, por sua vez, afirmam em caráter reservado que a montagem da CCJ não causa preocupação por conta de Moraes, mas sim porque será dela a incumbência de sabatinar e aprovar, em setembro, o próximo procurador-geral da República.

Outro movimento observado de perto por procuradores e políticos foi quando Gilmar Mendes se levantou esta semana contra as “alongadas prisões” de Curitiba, o que foi interpretado como uma senha de que ele poderia atuar para soltar o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso desde outubro.

Membro da força-tarefa, o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima rebateu Gilmar e disse que “prisões são necessárias”. Era mais um recado do núcleo da operação, que já havia voltado sua atenção para a transferência, no início de fevereiro, do ministro Edson Fachin para a segunda turma do Supremo, o que o tornou, por sorteio, o novo relator da Lava Jato no tribunal.

FACHIN SURPREENDE – Em dezembro de 2015, Fachin assombrou petistas ao votar, como relator, contra a tese do governo de Dilma Rousseff sobre o rito do impeachment. Depois de sinalizar, nos bastidores, que seria favorável à tese da defesa da então presidente, o ministro deu um cavalo de pau na segunda metade de seu voto.

Em mais uma ação que incomodou procuradores da Lava Jato, Temer nomeou, na quinta (2), um de seus principais aliados, Moreira Franco, para a Secretaria-Geral da Presidência, conferindo a ele status de ministro e foro privilegiado no STF. Moreira foi citado na delação de Cláudio Melo Filho, da Odebrecht, que o acusou de ter recebido dinheiro para defender interesses da empreiteira, o que ele nega.

MAIA EM AÇÃO – Cinco dias depois, o genro de Moreira, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), articulou a aprovação de urgência para um projeto que poderia reduzir o poder do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), onde corre um processo contra a chapa Dilma-Temer.

Diante da repercussão negativa, Maia recuou e afirmou, no dia seguinte, que não votaria o texto sem acordo. Horas depois, viu seu nome aparecer em um relatório da Polícia Federal.

Uma pessoa com acesso às investigações diz que, a cada movimento contra a Lava Jato, haverá reação. Nas palavras dela, “será uma guerra aberta”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG A excelente repórter Marina Dias é um dos destaques do jornalismo político em Brasília. Sua matéria mostra os bastidores da Operação Abafa, montada contra a Lava Jato com participação direta do presidente Michel Temer, conforme temos denunciado aqui na Tribuna da Internet. Todo cuidado é pouco e os procuradores estão atentos. (C.N.)

20 thoughts on “Procuradores acompanham as manobras contra a Lava Jato e vão contra-atacar

  1. Todos esperamos que haja reação dos procuradores contra essas manobras feitas por Gilmar Mendes. Lógico que os senadores interessados sabiam que Gilmar convenceria Carmem Lúcia e Temer.

      • A única chance é voltarmos a ter um estado democrático de direito, ou anulando este impeachment de ladrões ou novas eleições e o novo presidente colocar ordem na casa, fora isso é mais caos e economia no buraco. Aliás, todos deveriam ter ciência, pois as sociedades já existem a milênios para nos ensinar, é de que, quando se quebra a norma, a ordem, as leis, o que vem adiante não pode ser outra coisa a não ser anarquia.

  2. Newton, permita-me abordar o assunto que a todos nós intriga que é a rebelião de policiais principalmento no Espírito Santo. As Forças Armadas estão dando um espetáculo deprimente. Ficam rodando para lá e para cá, sem nada de objetivo. A primeira coisa a fazer era “Toque de Recolher” a partir da 10h da noite. Quem transgredisse: prisão. Qualquer ato de violência responder a altura, eliminando se nescessário o agressor. Circular com um alto falante, avisando que a tolerância passaria a ser ZERO com o vandalismo.Prisão e soltura só com fiança alta. No terceiro dia a cidade voltaria ao normal.

  3. PETIÇÃO Contra a indicação de Alexandre de Moraes para o STF

    A petição do Centro Acadêmico XI de Agosto – Faculdade de Direito do Largo São Francisco, online, já reúne 246,571 assinaturas contra a indicação de Alexandre de Moraes ao STF.
    (10 Fevereiro, 14:30)

    São necessárias 300.000 assinaturas. Colabore.

    #XIDEAGOSTO
    #MoraesnoSTFNAO

    https://www.change.org/p/senado-federal-contra-a-indicação-de-alexandre-de-moares-para-o-stf

  4. Li qualquer coisa sobre 705 PMs terem sido acusados de rebelião, no ES.

    A se confirmar esta notícia, mesmo a gente sendo roubado e explorado pelos poderes constituídos, mas os policiais militares pediram por esta punição!

    Absolutamente condenável, repudiável e inaceitável a grave que deflagraram, deixando a população capixaba à mercê de atos os mais violentos registrados no país em tão pouco tempo, com mais de cem mortos!

    Quanto às famílias dos COVARDES POLICIAIS que os impediram de sair ás ruas, pois se colocaram diante dos portões das guarnições, esses péssimos profissionais indiscutivelmente teriam agido muito diferente se tivesse sido a minha família ou tantas outras se fizéssemos o mesmo.

    Caminhões, jipes, automóveis, bombas de gás lacrimogênio ou de “efeito moral”, balas de borracha, cassetetes, teriam sido usados contra nós sem qualquer consideração.

    Evidente que jamais iríamos aplaudir ou aprovar se a violência fosse empregada contra as mulheres dos PMs, claro que não, agora que ficou uma imagem dos policiais militares extremamente degradante é indiscutível, e merecem os líderes desta grave inconsequente e irresponsável ser acusados de rebelião!

    Ou, então, que se apurem os prejuízos dos roubos e indenizações referentes aos assassinatos, e o custo seja divido entre a totalidade dos PMs do Espírito Santo, condição que os setecentos e cinco militares estariam isentos desta acusação.

    E se acham que também temos de ser condescendentes com aqueles que têm a OBRIGAÇÃO CONSTITUCIONAL DE DEFENDER O CIDADÃO E CRUZA OS BRAÇOS sem obedecer esta função que lhe foi outorgada, então tratemos imediatamente de NÃO MAIS criticar os ladrões do Executivo e Legislativo e, possivelmente, em seguida, também registrar que o STF é cúmplice desses dois poderes abjetos e deletérios, é só a Alta Corte aceitar o ex-ministro da Justiça como um de seus “julgadores”, POIS SE DESTA GENTALHA SOMENTE PODEMOS ESPERAR ATOS CORRUPTOS E DESONESTOS, MAS, AGORA, TAMBÉM DE POLICIAIS, SOMOS QUE TIPO DE POVO?!

    • A corrupção praticada pelos políticos irresponsáveis de nosso país é que está matando! Os policiais e suas famílias também tem direitos, precisam se alimentar, morar, ter condições dignas de sobrevivência! Esse arrocho que os governantes estão fazendo, está obrigando pessoas dignas tomar medidas extremas! Que Deus cuide de nossos policiais e dos capixabas em geral! O ES é o Brasil de hoje! A população está à mercê dos irresponsáveis do Congresso Nacional, dos irresponsáveis do Planalto que deveriam estar no Espírito Santo ajudando a resolver a situação! Ao contrário estão continuando a ação criminosa na tentativa de conter investigações que estão apontando esses criminosos que estão acabando com o país!

    • Tem que ter em mente que a desordem que ocorre no ES, não esta sendo promovida por marginais, mas sim por uma sociedade que se diz honesta, nos levando a crer que talvez as mortes ocorridas também podem ser creditadas a esta sociedade, que não se lembras da famosa frase, “não basta parecer honesto, tem de ser honesto.”

    • marolinha…..
      acidente….
      fumacinha….
      nada serio, entende? Como disse o Pelé… êntênde?como diz Pelé…
      So morreu o Teori///
      Agora é a hora do careca parangolé!

      Não estamos mais no século XX…
      Hoje em dia tudo dura 10n segundos…

      Zero hora de 11 de Fevereiro 2017
      A petição já alcançou 250 Mil dos 300 Mil votos:

      PETIÇÃO Contra a indicação de Alexandre de Moraes para o STF

      A petição do Centro Acadêmico XI de Agosto – Faculdade de Direito do Largo São Francisco, online, já reúne 246,571 assinaturas contra a indicação de Alexandre de Moraes ao STF.
      (10 Fevereiro, 14:30)

      São necessárias 300.000 assinaturas. Colabore.

      #XIDEAGOSTO
      #MoraesnoSTFNAO

      https://www.change.org/p/senado-federal-contra-a-indicação-de-alexandre-de-moares-para-o-stf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *