Procuradores vão ouvir novamente Marcos Valério sobre envolvimento de Lula, e o suspense é de matar o Hitchcock…

Carlos Newton

A Procuradoria da República no Distrito Federal vai ouvir de novo o empresário Marcos Valério sobre as acusações feitas por ele no último depoimento, em que denunciou o ex-presidente Lula de ter se envolvido diretamente no mensalão.

Durante o julgamento no Supremo, Valério foi espontaneamente à Procuradoria Geral da República em 24 de setembro, para afirmar, entre outras coisas, que o ex-presidente Lula tinha sido beneficiado pelo esquema.

O empresário disse que Lula deu “ok” para os empréstimos bancários fraudulentos que irrigaram o esquema. Lula classifica o depoimento de “mentiroso”.

A convocação para novo suporte pelos procuradores responsáveis pelas seis investigações preliminares abertas pelo Ministério Público foi motivada porque Valério (ou quem transcreveu seu depoimento), em vários momentos, restringiu o relato dos fatos a poucas linhas – em determinados pontos, a apenas duas linhas de relato, sem detalhar a denúncia.

Parodiando o programa de TV, pode-se dizer que há um certo “Pânico no PT”.

DIRCEU

No desespero, a defesa do ex-ministro José Dirceu, condenado como o mentor do mensalão, pediu Ao Supremo a suspensão da publicação do acórdão do julgamento até que o plenário da Corte decida se os advogados terão prazo maior para recorrer da condenação.

Ao mesmo tempo, os defensores de Dirceu recorreram contra a decisão do presidente do STF, Joaquim Barbosa, que negou pedido para que os votos proferidos pelos membros do tribunal no julgamento do escândalo fossem divulgados antes da publicação da resolução.

Traduzindo: fazem de tudo para atrasar a conclusão do processo.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *