Procuradoria Geral da República irá investigar as ligações de Demóstenes com Carlinhos Cachoeira

Reportagem de Diego Abreu e Edson Luiz, no Correio Braziliense, anuncia que o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, vai analisar documentos produzidos pela Polícia Federal, durante a Operação Monte Carlo, para verificar se há irregularidades envolvendo o senador Demóstenes Torres (DEM-GO).

Escutas revelam trocas de telefonemas entre Demóstenes e outros parlamentares, com o bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Gurgel disse ter recebido da PF, na última sexta-feira, uma grande quantidade de áudios, que ainda não começaram a ser analisados.

Cachoeira, que está preso em Mossoró (RN), mantinha uma série de negócios e planejava agir no exterior no ramo de jogos. Ontem, a Polícia Federal indiciou 82 pessoas por envolvimento no esquema de jogos de azar e jogo do bicho, desvendado pela investigação, desencadeada há mais de um ano.

“A coisa não diz respeito apenas ao senador Demóstenes. Há outros parlamentares de Goiás. São pessoas que estão sujeitas à jurisdição da Procuradoria-Geral da República, mas isso realmente tem que analisar. Eu não vi nada e é muita coisa. Vou examinar”, afirmou Gurgel.

Entre os parlamentares que fizeram ligações e receberam chamadas telefônicas de Cachoeira, estão o líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes (GO), e o deputado federal Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO). Mas o recordista é o senador Demóstenes, com quase 300 telefonemas em menos de um ano.

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *