Procuradoria também é contra CPI convocar Catta Preta

Motta, da CPI, insiste em convocar a advogada

Bela Megale
Folha

Em concordância com as manifestações do juiz Sergio Moro, que conduz as ações da Operação Lava Jato, e com a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), o Ministério Público Federal se pronunciou contra a convocação da advogada Beatriz Catta Preta pela CPI da Petrobras.

No documento enviado na terça-feira (28) à Justiça Federal, os procuradores Roberson Henrique Pozzobon e Deltan Dallagnol consideram injustificado o atendimento à convocação. Para eles, não há “quaisquer elementos que efetivamente indiquem a atuação ilícita dessa advogada”.

A solicitação para que Catta Preta compareça à comissão para explicar a origem dos seus honorários foi feita pelo deputado Celso Pansera (PMDM-RJ) em 8 de julho. Ele também fez solicitou que a criminalista abrisse sua lista de clientes.

OAB E MORO

Na semana passada a OAB já havia enviado um parecer à Justiça Federal classificando a convocação da advogada como “ilegal, antijurídica e inconstitucional” por ferir as prerrogativas profissionais dos advogados.

O juiz Moro também havia se posicionado contra a convocação afirmando que ela partia de “uma especulação abstrata” por não haver “indícios concretos de origem criminosa dos recursos utilizados para o pagamento” de Catta Preta.

Por ser da primeira instância, Moro é o responsável por autorizar os pedidos da CPI para ouvir envolvidos na Lava Jato, sejam réus ou advogados. No entanto, antes de dar a decisão final, ele solicitou que o Ministério Público Federal e a OAB se manifestassem sobre o requerimento.

CPI INSISTE…

Apesar das reações contrárias, o presidente da CPI, deputado Hugo Motta (PMDB-PB), afirmou nesta terça (28) que a convocação para o depoimento da advogada está mantida.

“Vamos fazer tudo o que for preciso para trazê-la aqui no momento certo”, destacou o deputado, sem confirmar uma provável data.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O fato é que Beatriz Catta Preta firmou nove acordos de delação premiada ao longo da Lava Jato, entre elas a do lobista Júlio Camargo, a do ex-gerente Pedro Barusco e a do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e de suas duas filhas e dos dois genros. Na semana passada, depois de uma série de ameaças,Catta Preta renunciou a todos os clientes, indenizou os funcionários do escritório em São Paulo, fechou as portas e fugiu para os EUA com o marido e os dois filhos. É sobre esses assuntos que ela precisa ser ouvida, e não a respeito de quanto cobra dos clientes e como são pagos seus honorários. (C.N.)

5 thoughts on “Procuradoria também é contra CPI convocar Catta Preta

  1. NOTÍCIA DA FOLHA ONLINE

    A advogada Beatriz Catta Preta deve esclarecer nas próximas horas o motivo que a levou a abandonar a defesa de todos os clientes no Brasil e a se mudar do país. Ela decidiu há alguns dias viver em Miami, nos EUA.
    Em correspondência pelo Facebook com a Folha, há alguns dias, Catta Preta afirmou que fará uma declaração “em breve”.

    De acordo com interlocutores da advogada, ela deve dar a declaração no Brasil e deve dizer que se sente ameaçada no país.

  2. A advogada CATTA PRETA, que na verdade é uma CAIXA PRETA, não quer é ser transformar em um
    ARQUIVO MORTO. Dai a correria.
    Quem conhece o nosso Brasil, sabe que a dita senhora, tem razões, e muitas para “DEITAR O CABELO”,
    Enquanto corre, mantem a integridade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *