PROSTRAÇÃO E FRUSTRAÇÃO, o ser ou não ser do presidente do PT

Helio Fernandes

Comentei a afirmação do presidente do PT, justificando: “No primeiro momento, como acreditávamos que ganharíamos no primeiro turno, houve um instante de P-R-O-S-T-R-A-Ç-Ã-O”.

Contei aqui que ele foi muito criticado dentro do partido. É o presidente, mas representa muito pouco, o PT que vai mandar se Dilma vencer, não é o dele. Além do mais, DERROTADÍSSIMO, sempre, no Sergipe.

Diante das críticas internas veementes, José Eduardo Dutra, (é o presidente “nominal” do PT) tratou de movimentar a imprensa amiga, e trocou a palavra. Esqueceram PROSTRAÇÃO, passaram a usar FRUSTRAÇÃO.

Sem dúvida, melhorou a repercussão. A primeira palavra é depreciativa, desalentadora, depressiva, quase desesperadora, dificilmente reparadora. A segunda pode ser a reação de um momento, até ocasional mas rápido.

***

PS – Já a primeira é definitiva, contaminadora, um verdadeiro sentimento. José Dirceu acertou em combater esse “presidente”, P-R-O-S-T-R-A-D-O, geralmente é quem está no chão.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *