“Provas” que o doleiro Tacla Duran enviou à CPI foram grotescamente fraudadas

Resultado de imagem para tacla duran veja

Duran mentiu descaradamente ao depor na CPI

Carlos Newton

O advogado doleiro espanhol Rodrigo Tacla Duran, que trabalhou para a Odebrecht de 2011 a 2016 e conseguiu fugir para a Espanha, transformou-se em agente de uma campanha de desmoralização contra o juiz federal Sérgio Moro e a própria Lava Jato. O criminoso foragido tem se oferecido para dar sucessivas entrevistas à imprensa brasileira e suas bombásticas declarações viralizam na internet, repercutidas por sites e blogs ligados a partidos e políticos envolvidos nos esquemas de corrupção, é um verdadeiro festival.

Aqui na “Tribuna da Internet” temos mantido distância desse tipo de “informante”, porque estamos apoiando com entusiasmo a luta contra a corrupção desfechada pela força-tarefa da Lava Jato, formada pela Polícia Federal, Procuradoria-Geral da República e Receita Federal. E nossas suspeitas sobre Tacla Duran vem agora a ser confirmadas, em seu depoimento à CPI da JBS, pois as provas apresentadas (fotos de mensagens em celular) foram claramente falsificadas.

FOTOS E PERÍCIA – Como se sabe, o doleiro espanhol apresentou nesta quinta-feira (dia 30) à CPI da JBS uma perícia para mostrar que são verdadeiras as mensagens que ele teria trocado com o advogado Carlos Zucolotto, amigo e padrinho de casamento do juiz Sergio Moro. O foragido Duran apresentou fotos de mensagens de Zucolotto pelo Wickr, um aplicativo que deleta correspondência automaticamente depois de um curto espaço de tempo. E com essas “provas” ele reforçou as acusações de que o amigo de Moro teria intermediado negociações paralelas dele com a força-tarefa da Operação Lava Jato.

Uma das definições mais perfeitas de Estatística serve também para Perícia, ao assinalar que é “a arte de torturar os fatos até que eles confessem o objetivo que se pretende”. No caso de Duran, a perícia arranjada por ele é de fancaria, uma armação mal feita e que não comprova nada, muito pelo contrário, aliás.

Imagens de mensagens que Tacla Duran afirma ter trocado com Zucolotto

Primeira, terceira e quarta respostas de Tacla Duran não têm horário da transmissão

###
JOGO DOS NOVE ERROS

1 – Duran era usuário do aplicativo Wickr, que deleta correspondência automaticamente depois de um curto espaço de tempo. A simples utilização desse recurso já demonstra que Duran é um pilantra envolvido em ilegalidades, porque pessoas decentes não usam programas que apagam suas mensagens.  

2 – Como o aplicativo Wickr desfaz as conversas, isso significa que Duran fez questão de fotografá-las naquela época, há quase dois anos. E somente agora, na CPI da JBS, subitamente se lembrou de apresentá-las. Quem é que pode acreditar numa bobagem dessas?

3 – E de repente Duran surgiu com essas fotos, depois tê-las submetido na Espanha a um exame pericial, que deve ser do mesmo tipo da “perícia” que foi encomendada pelo advogado de Temer na gravação de Joesley Batista, como todos se lembram.   

4 – É duro ver esta armação ser acolhida pela imprensa, para caluniar o advogado Carlos Zucolotto, que representou o escritório de Duran apenas em ações trabalhistas, antes da Lava Jato, e que afirma jamais ter trocado mensagens com Duran, até mesmo porque nunca baixou em seu telefone o aplicativo Wickr.

5 – Não é necessário ser “perito” em Campinas ou em Madri para identificar a fraude urdida pelo doleiro Tacla Duran. E fica claro que a conversa foi montada para atingir diretamente o juiz Moro, ao qual nas falsas mensagens Zucolotto se referiria como “DD”, que significa Digníssimo, uma forma de denominar magistrados.

6 – A conversa não tem a menor verossimilhança, porque Duran teria de pagar uma multa de R$ 15 milhões e isso não existe. O valor da multa só é fixado na sentença ou na homologação do acordo de delação premiada.

7 – Além disso, nenhum cliente aceitaria pagar a um advogado R$ 5 milhões por ter reduzido uma dívida de R$ 15 milhões para R$ 5 milhões. Ou será que alguém  pode acreditar nisso? Perguntem a qualquer advogado.

8 – O pior mesmo foi a falta de cuidado ao montar as “mensagens” no aplicativo. O autor da fraude simplesmente esqueceu de inserir o horário de transmissão na segunda resposta de Duran, assim como na terceira e na quarta respostas. E o famoso “perito” espanhol nem percebeu este importante detalhe…

9 – Para culminar, inexplicavelmente as fotos foram feitas por outro celular. Ora, por que Duran se daria ao trabalho de usar um celular adicional, se poderia ter simplesmente  gravado/fotografado as mensagem em seu próprio celular. É um amadorismo gritante e revelador.

MORO DEFENDE – Duran não faz acusações diretas ao juiz Sergio Moro. O magistrado, no entanto, saiu em defesa do advogado quando a Folha revelou as acusações. Na época, afirmou ser lamentável que a palavra de um acusado foragido da Justiça brasileira seja utilizada para levantar suspeitas infundadas sobre a atuação do Poder Judiciário.

Mas a Folha de S. Paulo insistiu em prestigiar o doleiro, que diz estar escrevendo um livro para destruir a Lava Jato, vejam que pretensão. E agora esta deplorável figura é entrevistada pela CPI mista da JBS via teleconferência, para seguir denegrindo um juiz notável quanto Sérgio Moro, que já se tornou uma das personalidades mais admiradas do mundo.

###
P.S. –
O mais ridículo é que sites e blogs estejam a noticiar que a mulher de Moro desistiu de manter sua página nas redes sociais por causa dessas novas acusações de Tacla Duran. Como dizia o mestre Ataulfo Alves, a maldade nessa gente é uma arte… (C.N.)

16 thoughts on ““Provas” que o doleiro Tacla Duran enviou à CPI foram grotescamente fraudadas

  1. E foi este indivíduo que o Alverga nos chamou de nazistas, se não fosse dado espaço às suas declarações?!

    Alverga, um cavalheiro, educado, respeitador, pediu desculpas, que eu as aceitei de pronto, mas os seguidores de Lula perderam o senso do ridículo, no mínimo!

    Aplaudo a reportagem, pois informativa, a ponto de colocar os pingos nos “is” e “jotas” quanto às testemunhas contra a Lava Jato, qualquer coisa como abominável.

  2. Mas os bandidos vão, rapidamente, aparecer para saudar e idolatrar os outros ladrões e assassinos. O Brasil está necessitando de uma limpeza.

  3. Caro Carlos Newton,
    Receba os meus cumprimentos de elevada estima e consideração.
    Seu artigo é magnífico, pois além de matar a cobra, mostra o pau.
    A prova dos nove desconstitui integralmente a FARSA montada por esse operador do direito.
    Mas o que esperar da Folha de São Paulo?
    Nada mais precisa ser dito sobre essa sanha em denegrir a imagem do Juiz Federal Sérgio Fernando Moro e da operação LAVA JATO.
    Parabéns!

  4. Excelente artigo, Carlos Newton.

    Destrinchou tudo.

    Esse cara é outro a serviço da Organização Criminosa do PT, um vagabundo sem eira nem beira.

    Se eu fosse o Dr. Moro,lascava uma ação judicial contra ele.

    Grande abraço, saúde e muita paz.

  5. Parabéns ao CN e a todos que formam tão importante e sério blog. Já cansei de ler/ver as “notícias” dessa imprensa vendida, tão responsável quanto o STF (e sua inércia) pela situação em que o Brasil se encontra. O desânimo tomou conta da Nação, que não tem a quem mais recorrer. Só resta aguardar que esse povo sofrido acorde desse transe; e a TI é um excelente caminho para isso.
    abraço.

  6. Muito estranho essas tais fotos só aparecerem e serem periciadas agora,justamente depois do tal Tacla Duran ter recebido a visita dos deputados petistas Wadih Damous e Paulo Pimenta, no final de outubro/2017, ou seja, pouco antes da data do tal relatório da perícia espanhola (03 de novembro de 2017). Eu hein… Não duvido nada que essas tais fotos não foram montagens feitas aqui mesmo no Brasil, levadas para a Espanha pelos deputados petistas e entregues para esse perito “contratado” e recomendado para confirmar a falcatrua. Notem que fazem questão de destacar que o tal perito foi “sorteado” pela tal Associação Espanhola de Peritos. Ora, convenhamos, esse perito é o presidente da tal Associação, até parece que vou acreditar nessa de “sorteio”. Esse daí já estava acertado com os PTralhas, recebeu uma grana alta e fez o “servicinho”. Aliás, esse perito, tal de Cástor Iglesias Sanzo, é meio suspeito, basta fazer uma pesquisa na internet que é possível saber que ele já esteve envolvido em falcatruas em contratos com políticos e também foi conselheiro do PSOE ( Partido Socialista Operário Espanhol). Só por essas poucas informações, já dá para se ter uma noção do que os PTralhas foram fazer na Espanha, atrás do foragido Tacla Duran e também o pq de fazerem tanta questão do depoimento dele na CPMI. Foi tudo armado por esses dois deputados vigaristas do PT. Mas tomara toda essa falcatrua venha a tona e a cadeia seja o destino desses dois PTralhas salafrários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *