PSL defende direitos humanos com prioridade às vítimas e pessoas de bem

Resultado de imagem para bebianno

Bebianno, presidente do PSL, critica a ONU e a OEA

Jussara Soares
O Globo

Presidente do PSL, partido de Jair Bolsonaro , o advogado Gustavo Bebianno disse nesta sexta-feira que a Organização das Nações Unidas (ONU) tem “um viés globalista e de esquerda” com a qual a equipe do presidenciável não concorda. Segundo o dirigente, se eleito, o novo governo do capitão da reserva do Exército precisará “rever essa questão de Direitos Humanos”. Bebianno também defende uma escala de prioridades na questão dos direitos humanos: primeiro “as vítimas e pessoas de bem”.

– Direitos Humanos em primeiro lugar para as vítimas. Em primeiro lugar para as pessoas de bem. As pessoas que matam as outras, que agridem as outras, essas têm que ser colocadas em segundo plano – disse Bebianno, em entrevista a jornalistas na manhã desta sexta-feira, no Hotel Windsor, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

PRIORIDADES – O dirigente da legenda defendeu uma escala de prioridades na defesa dos direitos humanos: “Então, em toda essa questão de direitos humanos ninguém, nenhum ser humano normal pode ter algum tipo de prazer ou satisfação em ver o outro sofrer, por pior que seja aquela pessoa. Por piores que tenham sido as suas atitudes. Mas, numa ordem de prioridade, que se priorize primeiro as vítimas e não os agressores”.

O presidente do PSL atacou ainda a Organização dos Estados Americanos (OEA) e afirmou que a entidade tem “zero credibilidade” para falar sobre disseminação de fake news durante a campanha.

Nesta quinta-feira, a responsável pela missão de observação das eleições brasileiras da organização, Laura Chinchilla, ex-presidente da Costa Rica, destacou que o uso do WhatsApp para propagação de conteúdo falso na eleição brasileira ” talvez não tenha precedentes “.

ACOMPANHAMENTO – É a primeira vez que uma missão da OEA acompanha o pleito no país – segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para “fortalecer a cooperação em favor da democracia”. Segundo Bebianno, o órgão que acompanha as eleições presidenciais no país também é alinhado com a esquerda.

A declaração ocorre um dia após a responsável pela missão da OEA que acompanha a disputa eleitoral no Brasil, a ex-presidente da Costa Rica Laura Chinchilla, dizer que o uso do Whatsapp para a distribuição de notícias falsas talvez não tenha precedentes em outros países.

– Nós não produzimos fake news. Ela (Chinchilla) está falando do PT, mas como ela é esquerdista, então ela não fala do PT. Ela vai lá, acariciar. A OEA também zero credibilidade para gente – disse o presidente do PSL.

PERSONA NON GRATA – Alertado de que a ex-presidente costa-riquenha foi declarada persona non grata pelo governo de Nicolás Maduro, da Venezuela, em 2014, Bebianno disse que desconhece a informação.

– Eu não tenho essa notícia. Eu sei que a OEA, assim como a ONU, tem um viés globalista, esquerdista – disse Bebianno, cotado para assumir o Ministério da Justiça em um eventual governo Bolsonaro.

11 thoughts on “PSL defende direitos humanos com prioridade às vítimas e pessoas de bem

    • Luiz Felipe … Bom dia!

      Está em https://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Guilherme_Merquior: “José Guilherme Alves Merquior (Rio de Janeiro, 22 de abril de 1941 — Nova York, 7 de janeiro de 1991) foi um crítico literário, ensaísta, diplomata e sociólogo brasileiro. Professor universitário, foi um pensador que se definia politicamente como um liberal social.[1] Era membro da Academia Brasileira de Letras.
      O crítico e ex-ministro da Educação Eduardo Portella definiu-o como “a mais fascinante máquina de pensar do Brasil pós-modernista – irreverente, agudo, sábio”,[2] ao passo que o antropólogo Lévi-Strauss o definiu como “um dos espíritos mais vivos e mais bem informados de nosso tempo”.[3]”

      Ao lado de Roberto Campos, que foi um dos seus mentores intelectuais, trabalhou no governo Collor como um de seus principais ideólogos. Colaborou na redação do discurso de posse de Collor e escreveu as linhas gerais do que seria a doutrina do “social liberalismo”, o nome que o então presidente deu à sua política liberal. Convidado por Collor para ocupar, em 1990, o cargo de Ministro da Cultura, não aceitou.
      Merquior escreveu uma vasta obra que vai da crítica literária à filosofia, à sociologia e à ciência política. Escrevia em inglês e francês com fluência igual à exibida português. Segundo Roberto Campos, apenas Gilberto Freyre foi um sociólogo brasileiro comparável a Merquior, embora sua gama de interesses deste fosse ainda mais diversificada. Escreveu sua magnum opus a respeito do Liberalismo quando ainda era embaixador do México, num curto período de quatro meses.[6]”
      … … …
      O PSL seria o PSOL da direita kkk KKK kkk

      Um aperto de mão.

    • Prezado Luis.

      -O PSL é novo, chegou com força no Congresso e tende a aumentar o seu quadro político e, portanto, ainda não o conheço.

      -O PROBLEMA, meu caro, é que eu CONHEÇO O PT, entendeu?

      -Quanto ao PSL, é como esperar a primeira colheita de uma árvore frutífera que acaba de florir: Os frutos podem ser azedos ou podem ser doces, mas isso só o tempo dirá.

      -No caso do PT, a árvore, além de só apresentar frutos podres, ainda está cheia de Maribondos de Fogo e de Gafanhotos!

      Abraços.

    • OEA vai observar eleições no Brasil? Não!!! Professora da USP (colega do Haddad no corpo docente) vai observar eleições no Brasil. Devem ter discutido a “fraude” nas eleições na hora do cafézinho na sala dos professores…

  1. Importante colocar algumas questões sobre o tema.

    O “novo” governo precisará “rever essa questão de Direitos Humanos”.
    É isso mesmo? Rever direitos humanos?

    Estão se esquecendo da cláusula que veda retrocessos…
    Só uma revolução, com uma nova Constituição. Pois não há espaço para uma substituição considerando que a Carta Magna atual já definiu o momento e a forma de mudanças.

    Se o presidente e sofrível advogado Gustavo Bebianno reconhece que a ONU (OEA e outras organizações do tipo como Conselho da Europa) possuem viés de esquerda globalista, então, devemos, por lógica, concluir que movimentos à direita seriam os responsáveis por guerras e conflitos combatidos pela organização?

    Contextualizando os momentos históricos de quando originaram os diversos documentos que compõe o sistema de direitos humanos internacionais, temos: a violência contra indivíduos, exploração contra trabalhadores, guerras e conflitos armados, destruição do meio ambiente…

    Quem defende a saída do Brasil da ONU, da OEA ou de qualquer tratado/pacto, como Bolsonaro e correligionários que militam na mesma linha, estão para além de fascistas.

    • Pelo que entendi cuidar das vítimas, não só de bandidos, e dar prioridade a elas é “retrocesso”.
      Quem acha que direitos humanos está submisso à ideologia é tão louco quanto quem acha que a OEA apoia a democracia.
      Finalizo, leão da montanha, Bolsonaro NÃO VAI tirar o Brasil da OEA. Isso é mentira.
      Não seja tão crédulo nas Fake News do PT ou do marionete do Lula.

  2. Volto a dizer:
    O leão da montanha apenas ruge, mais nada, até porque não possui mais forças e dentes para lutar, buscar a sua presa e devorá-la.

    Tenta, no seu rugido, falar em Direitos Humanos, mas como?
    Não se trata de um leão?
    O que sabe dos humanos, a não ser comê-los vivos?

    Caso o PT fosse mesmo preocupado com os DH, que os queria ver aplicados no seu governo, que desejaria o bem das pessoas, jamais alcançaríamos os índices de violência, que registram mais de sessenta mil mortos por ano assassinados!

    Jamais haveria a barbárie na estradas pela falta de fiscalização e policiamento, pavimentação e manutenção das rodovias.

    Nunca teríamos pacientes mortos nas portas de hospitais ou aguardando por uma consulta por especialistas.

    Não haveria no Brasil o Bolsa Família, uma atitude demagógica e violenta contra a dignidade das pessoas, que deveriam ter trabalho, estudo e Planejamento Familiar.

    O país não teria sido vítima de roubos, onde o PT se tornou a maior organização criminosa do mundo.

    Direitos Humanos … logo o leão da montanha preocupado com o futuro governo, de Bolsonaro, onde tais direitos serão exercidos pela primeira vez em defesa de vítimas, e não de bandidos, estupradores, assassinos, estelionatários … mas daqueles que foram prejudicados e mortos por vândalos, tratados com carinho e amabilidade pelo PT!

    O leão da montanha também deverá se acostumar a se alimentar do que lhe é peculiar, e não mais de cadáveres humanos, tombados pelos crimes do PT!

    • Então, quando fala de direitos humanos.
      Eu sou a favor da proteção das vitimas.
      Das vitimas sociais da disputa de classes. Vitimas dessas elites que sempre tomaram conta da política do país de maneira a corrompê-la para benefício próprio e deixá-la no poder.

      Que exista corruptos nesse partido citado como em outros, tem. E muito. Como fora dos partidos também.
      Corrupção ativa do particular (de oferecer) com passiva do servidor (de pedir) ou concussão ainda deste (de exigir) todos são criminosos corruptos e imorais.
      São também aqueles que praticam ilícitos diversos de ordem ambiental (pescando onde e quando proibido), trabalhista (que não pagam as horas extras devidas a seus funcionários), fiscal (aqueles que sonegam impostos e contribuições, que deixam de entrar nos cofres públicos e serem destinados aos atendimentos na saúde e educação que citou).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *