PT está em crise. Mas qual PT? O PT da Dilma ou o do Lula?

Heron Guimarães
O Tempo

O segundo panelaço do ano foi uma pancada na cabeça do PT. Certo. Mas de qual PT? Pois, agora, é assim: temos o PT de Lula; o PT de Dilma, que pode ser confundido com o governo; o PT dos sonhos, defendido por algumas figuras icônicas da intelectualidade brasileira, e o PT de fato, que reúne todos em uma sigla desnorteada e gera “desertores” como Marta Suplicy e “desolados” como Aloizio Mercadante.

A verdade é que o panelaço acertou todos os petistas, incluindo os de bom coração e os honestos, que se sangram ao ter que sair em defesa do indefensável.

Mas quem se beneficia da sangria deste PT de outro mundo? O PSDB? Mas qual PSDB? Pois, agora, também é assim: temos o PSDB do Aécio, que imagina um impeachment da presidente; o PSDB do Alckmin, que se vira para evitar desgaste e torce para que o aliado mineiro tropece, e o PSDB de FHC, que possibilita coisas estranhas, como se associar ao PT para defender as mesmas coisas. Como o PT, tem ainda o PSDB de fato, que reúne todos os outros e que só sabe que não sabe mesmo o que vai fazer.

QUAL PMDB?

Pode-se dizer também que a crise de governabilidade de Dilma e um Lula cada vez mais enfraquecido, além deste PSDB estonteado, beneficiem o PMDB. Mas qual PMDB? Pois, desde sempre, foi assim: existe o PMDB do “bem” e do “mal”, com agravantes, pois, agora, existe o PMDB de Cunha, o de Calheiros e o de Temer. Ah, claro! Existe o PMDB de fato, o que reúne todos os outros e que vai seguindo com seu eterno e “indispensável” fisiologismo.

Com as três principais forças políticas do Brasil tomadas por surtos esquizofrênicos, o que dizer então da economia em frangalhos, do desemprego em alta, das fábricas quase parando e do custo de vida aumentando?

UM NOVO TEMPO

Apesar de parecer, o país não está do lado avesso. Pelo contrário, ele está sendo colocado do lado certo, com empreiteiros sendo presos, escândalos descobertos e uma profusão de democracia, apesar de algumas recaídas (vide agressões aos professores no Paraná), capazes de estabelecer uma nova (des) ordem social. É um novo tempo.

A carência é do advento de uma liderança, como ocorria em outros tempos, capaz de se estabelecer sobre PT, PSDB e PMDB ou aglutinar o melhor de cada uma dessas legendas.

Certamente, ela existe e não é messiânica. Também não está entre os atuais lobos e falsos cordeiros. É preciso que novos lobinhos e cordeirinhos se apresentem para que a população se acalme e o país do futuro que nunca chega tenha ao menos um pouco de tranquilidade para mudar algumas coisinhas e continuar o mesmo, rumando para dias melhores com pernas curtas, passos de tartaruga e muita, mas muita paciência de sua gente.

3 thoughts on “PT está em crise. Mas qual PT? O PT da Dilma ou o do Lula?

  1. PROGRAMA NOVO DE NOVAS IDEIAS.. Sem Dilma?

    A fala introdutória de Lula no programa do PT não foi das piores, isto porque o ex-presidente deixou de lado o ‘nunca antes na história deste país’ ao defender a manutenção de direitos trabalhistas conquistados na primeira metade do século passado embora também tenha evitado de tocar no nome do Presidente Getulio Vargas. Mas o mais impressionante foi a descolagem transmitida pelo programa petista em relação ao governo da presidente Dilma Rousseff, que não apareceu nem foi citada.

    Se tivesse procedido assim nos seus oito anos de mandato, antenado nos bons exemplos da história e deixando que o PT praticasse a mesma liberdade de manifestação em relação ao governo, certamente Lula teria feito gestões mais austeras e eficazes sobretudo em matéria de avanços econômicos e combate à impunidade. Cabe ressaltar que a atual presidente enfrenta mazelas de várias gestões passadas, incluindo a anterior (dela) somada às quatro do binômio FHLula (duas de cada).

    Quanto ao PT concordo que não se deva criminalizar a legenda, mas como anunciaram que os petistas que forem condenados serão expulsos bem podia a instituição começar com esses que já se encontram cumprindo penas. E para que ninguém pense que escrevo isto tentando depreciar o partido sugiro rápido acesso ao meu perfil ou mesmo na ilustração, quando será possível verificar como o que efetivamente me importa é focalizar questões importantes para a política nacional, em níveis mais elevados.

    FHC ISENTA ATUAL MANDATO PRESIDENCIAL

    O texto de Fernando Henrique Cardoso não deixa dúvidas quanto ao que venho afirmando, a presidente Dilma roussef tenta virar a página imprimindo novo perfil ao governo. Problema é para onde o país segue até 2018; como não questionar a falta dessa noção?

    Ao apontar como preocupante o pico do desemprego nas principais metrópoles, no fim de abril, o ex-presidente FHC reconhece que o índice ainda não supera a marca negativa de seu governo e acentua suas críticas isentando a atual gestão. Senão, vejamos:

    1. Na última semana o início de recessão repercutiu fortemente sobre a taxa de desemprego. Considerando apenas as seis principais metrópoles, ela atingiu 6,2%, a maior taxa desde 2001.

    2. O setor elétrico foi vítima de males semelhantes (só à Petrobras as “pedaladas” da Eletrobrás custaram R$ 4,5 bilhões) e não é o único no qual os desmandos vêm se tornando públicos.

    3. Pressionado pelas circunstâncias, o governo atual teve que entregar o comando econômico a quem pensa diferente dos festejados (pelos círculos petistas e adjacentes) autores da “nova matriz econômica”.

    4. Para datar: esta espiral de enganos começou a partir dos dois últimos anos do governo Lula. Agora, na hora de a onça beber água, embora sem reconhecer os desatinos, volta-se ao bom senso.

    5. É preciso avançar nas investigações, mostrar a trama política corrupta e incompetente. Não foi só a Petrobras que foi roubada, o país foi iludido com sonhos de grandeza nacional enquanto a roubalheira corria solta na principal companhia estatal do país.

    6. É por isso que tenho dito que impeachment é uma medida prevista pela Constituição, pela qual não há que torcer, nem distorcer: havendo culpabilidade, que se puna. Mas a raiz dos desmandos foi plantada antes da eleição da atual presidente.

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/179369/FHC-pede-à-sociedade-que-repudie-ex-presidente-Lula.htm

  2. Qual Mídia? A Boa ou a Ruim?????
    Leitor assíduo da Tribuna da Internet, admirador do Jornal O Tempo e pesquisador de outras fontes de informação, julgo que o nobre jornalista Heron Guimarães, esqueceu de indagar a respeito das notícias fabricadas e manipuladas pela mídia. A quem interessa essas “informações” e quem as fabrica: A Mídia Boa ou a Mídia Ruim???. “Na guerra santa atual, a maior vítima é jornalismo”, valeu Luis Nassif.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *