PT faz festa em Belo Horizonte para José Dirceu, recebido com gritos de ‘guerreiro do povo brasileiro’

Larissa Arantes

O ex-ministro José Dirceu esteve quinta-feira em Belo Horizonte para participar de um evento organizado pelo PT da capital. Dirceu, condenado no processo do mensalão, foi recebido sob aplausos de cerca de 200 pessoas que lotavam o auditório. Assim que foi convidado a compôr a mesa, a plateia de militantes e autoridades do partido gritou: “Dirceu, guerreiro do povo brasileiro”. O petista não falou com a imprensa.

Atacando a imprensa e fugindo

José Dirceu discursou no ato “em defesa do PT e dos direitos democráticos”, que aconteceu na sede do Conselho Regional de Engenharia Arquitetura e Agronomia (CREA) de Minas Gerais, na região Centro-Sul.

Condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a dez anos e dez meses de prisão por corrupção ativa e formação de quadrilha, Dirceu utilizou os 45 minutos de seu discurso para reafirmar que não existem provas contra ele na ação do mensalão. “A ação penal não foi julgada. No meu caso, eles mesmos reconheceram que não há prova. Eles assumiram que me condenaram sem prova”, disse Dirceu, em tom ameno.

Ele e os outros correligionários que discursaram evitaram usar o termo “mensalão”, mas Ação Penal 470. Ainda assim, Dirceu chamou o “mensalão” de “mentirão”.

O ex-ministro ainda atribuiu o julgamento do mensalão a uma a ação “de vingança” dos partidos de direita do país para desestabilizar o PT e as conquistas do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da atual presidente, Dilma Rousseff. “Os aparelhos que desenvolvem projetos e ideias estão cada vez mais controlados pela direita, não é só a imprensa”.

ATAQUES À IMPRENSA

Assim como o presidente nacional do partido, Rui Falcão, anteontem, Dirceu também criticou a imprensa que estaria criando “um mundo irreal” e defendeu a regulação midiática aos moldes do que ocorre em países da Europa, segundo ele. Não apenas o ex-ministro, mas todos os dirigentes do PT adotaram o discurso de crítica à mídia.

José Dirceu disse que vai percorrer o Brasil nos próximos meses em eventos como o de ontem na capital mineira. O próximo destino é Brasília, na próxima terça-feira. “Não vou me calar”, destacou.

O ex ministro ainda defendeu o pronunciamento da presidente sobre a redução da conta de energia e que está sendo alvo de questionamento pelo PSDB. “O que nós precisamos é isso: bateu, levou”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGSilêncio. Apesar do tema do encontro ser “direitos democráticos”, Dirceu não quis falar com a imprensa. Democracia no estilo petista é isso aí, só falta o marco regulatório do Franklin Martins. (C. N.)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *