PT vê crescer a chance de PSB se aliar a Ciro e teme que PCdoB vá junto

Resultado de imagem para ciro e manuela

Manuela pode apoiar Ciro Gomes e voltar à Câmara 

Daniela Lima
Folha/Painel

Depois de o PSB ter adiado para o último dia possível, 5 de agosto, a decisão sobre o rumo que vai tomar na eleição presidencial, dirigentes do PT passaram a tratar como cada vez mais remotas as chances de uma aliança com o partido. Prevendo o pior, a avaliação interna é a de que os socialistas vão com Ciro Gomes (PDT) e devem levar o PCdoB junto.

Os petistas também devem se preocupar com o Pros. As conversas estavam bem encaminhadas, mas o aceno da Rede com a vice de Marina Silva para Maurício Rands (Pros-PE) pesou.

HAJA SALIVA – Os presidentes de siglas da esquerda –PT, PDT, PCdoB, PSB e PSOL– vão se reunir na semana que vem.

O PCdoB vai voltar a pregar a tese da união em torno de um único nome, embora a admita que é difícil PT ou PDT abrirem mão de suas candidaturas ao Planalto.

AMOR À FARDA? – Citado como opção para a vice de Jair Bolsonaro (PSL), o astronauta Marcos Pontes tornou-se alvo de críticas entre militares. Ele é tratado com desdém por ala das Forças Armadas que o acusa de, depois de chegar à Nasa com investimento federal, ter deixado a Aeronáutica para atuar na iniciativa privada.

Dirigentes do PSL ainda apostam no nome do deputado Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) para o posto. Avaliam que, entre os cotados, ele é o que mais agrega votos à chapa presidencial.

O desconforto de parte da direção do PSL com seu presidente interino, Gustavo Bebianno, começou em abril, quando ele divulgou vídeo desaconselhando filiações ao diretório do DF, que é ligado à antiga executiva da legenda.

14 thoughts on “PT vê crescer a chance de PSB se aliar a Ciro e teme que PCdoB vá junto

  1. Nas eleições BICO DE PENA e DEDO NA URNA o voto é tão secreto que ninguém sabe em quem votou. Aliás o eleitor nao vota, ele indica o candidato.

    Sem voto impresso, não compareça. Não faca parte deste SIMULACRO ELEITORAL.

    • Falar do PCdoB não é o problema. Mas publicar estes artigos sujos da Folha, sim. Veja que no meio do artigo a articulista, ou a petista, aproveita para dar uma bordoada num possível candidato a vice do Bolsonaro, como se isto tivesse alguma coisa com o texto. Propaganda eleitoral pura do Coroné.

  2. Quem era o Ministro da Fazenda do Brasil quando da emissão da Medida Provisória n° 482 de 28 de abril de 1994 e, depois transformada na Lei n°8880 em 27 de maio de 1994 a qual deu origem ao Plano Real? O Ministro se chamava Rubens Ricupero que substituiu o Fernando Henrique Cardoso, em 30 de março de 1994 que foi quem preparou (não ele, mas a equipe dele) as bases da MP que deu origem ao Plano Real. O Ciro Gomes só se tornou ministro da Fazenda em 6 de setembro de 1994 muito depois do Plano Real e, até a sua posse ele era o 52° Governador do Ceará. Isto é História e não Fake News.

    • A verdade está dita. O que tem a ver o Bolsonaro. com o assunto? Claro que o Itamar foi o gestor, ele era o presidente.Os verdadeiros criadores do Plano Real foram: Edmar Bacha, Gustavo Franco, André Lara Resende, Persio Arida, Francico Lopes, Pedro Malan, Wiston Fritsch e o Clóvis Carvalho e, o plano foi criado, enquanto o FHC ainda era o Ministro da Fazenda. Isso é história, o resto Fake News.

  3. Fica cada vez mais claro que o Ciro se juntará aos que ajudaram a acabar com o país. Só falta o PSDB na aliança, o que, obviamente, acontecerá no segundo turno.

  4. Argumento inócuo, inútil.

    Supostamente quem aprendeu a matar teria de ser assassino.
    Pelo que se sabe, Bolsonaro não matou ninguém.

    E, qualquer um de nós, levado pela emoção ou nervos à flor da pele, pode se botar numa pessoa e matá-la, até sem arma!

    Com um revólver nas mãos, mais fácil ainda.

    Logo, eu também, no Exército, não aprendi a matar, mas defender a Pátria e a minha vida numa guerra, algo diferente de um criminoso tipo “serial Killer”.

    Bolsonaro, oficial, teve até mais do que eu os ensinamentos para lidar com armas, pois atirei de pistola .45;
    revólver também .45;
    a carabina M1;
    com o fuzil FAL .7,62;
    metralhadora Thompson;
    metralhadora INA;
    metralhadora Madsen;
    metralhadora Browning .30;
    metralhadora Browning .50;
    revólver .38;
    revólver .32;
    revólver .22;
    pistola Beretta, 7,65;

    Isso no meu tempo.

    Logo, sei atirar, aprendi a lidar com o inimigo, se for preciso, mas não como alegas, para matar!

    Tá forçado demais este argumento, pois, então, policiais civis, militares, Marinha, Aeronáutica, Exército, todos aprenderam somente a matar!

    E digo isso sem querer polemizar, discutir, apenas a minha opinião com relação ao tal aprendizado somente para matar, e não para defender Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *