Qual o medo dos possveis biografados?

Helio Fernandes

O que pretendem esconder, ou exigem que os bigrafos esqueam? De qualquer maneira, lutam 24 horas por dia, defendendo uma privacidade que ainda nem foi atingida.

Os mais intransigentes, cometendo at lapsos de memria, lutam diariamente protegidos pelos rgos de comunicao que lhes do cobertura h quase 40 anos. Uma pena que s agora tenham descoberto a capacidade de lutar.

Na hora em que era preciso lutar pela comunidade, preferiram o caviar do exlio. Um ano ou dois l foram, vieram logo. Tinham a glorificao musical, voltaram tambm com a glorificao do silncio confortvel.

PROFESSOR PASQUALE

Querem imobiliz-lo ou ridiculariz-lo. Por no ter esclarecido que juzes no PEDEM e sim ORDENAM a priso de algum. V l, escreve-se muito mal no Brasil.

Diariamente, jornais escritos e televises, muitas vezes em manchetes na Primeira, dizem: O juiz DECRETOU a priso. Ora, juiz SENTENCIA e os membros da Justia colegiada VOTAM. Quem DECRETA O Executivo.

 

 

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

23 thoughts on “Qual o medo dos possveis biografados?

  1. Hlio, a respeito do Professor Pasquale, eu diria que voc um mestre tambm no vernculo. Mas concordo com a sua observao de que escreve-se muito mal no Brasil. Portanto, muitos que so ignorantes no idioma ptrio, querendo mostrar familiaridade com o linguajar estrangeiro.
    Como naquele supermercado, onde est escrito “Orgulho de ser Brasileiro”. Mas ao se referir a entregas pronunciam ridiculamente a palavra “delivery”.
    “Popcorn” o cacete! A palavra pipoca!
    Agora at a palavra “Halloween” querem impor. Halloween o cacete!

  2. No Brasil no se comemora dia das bruxas. Americanfilos, ridiculamente, apenas por terem ido Disney alguma vez, querem importar a tal abbora furada com vela acesa dentro. To ridculo quanto a hiptese de os norteamericanos importarem festa junina e folguedos de So Joo do Brasil.
    Dia das Bruxas? Bruxas no Brasil so aquelas que jogam bzios em Salvador, ou em Copacabana, fazem seu descarrego matando galinha, e prometem que “Trago seu amor em trs dias”.
    A Bblia manda queimar as bruxas.

  3. Para o Halloween proponho “Dia das Bruxas” entendendo-se “Pessoas Bruxas (homem ou mulher)”. A curiosidade que 31 de outubro tambm o “Dia da Reforma Protestante”, iniciada por Lutero. Na Matrix, o comrcio aceita bem as duas datas. Em tempo… Halloween um dia sagrado para a religio dos Wiccanos, que cultuam a Natureza, sede na Esccia. Dizem… que at Jesus andou por l…

  4. Bruxas, pela Bblia (se no me engano em Isaias), so mulheres que se aliam a Isacaaron, Asmodeus, Balaam, Belzebu, e outros demnios, tal como aconteceu com a ursulina Madre Joana dos Anjos em Loudun, na Frana medieval (favor ler The Devils of Loudun (os demnios da loucura), de Aldous Huxley). Algumas simulavam, ou simulam cpula com o demnio, em busca de informaes privilegiadas.
    A madre superiora Joana dos Anjos at se masturbava com o cruxifixo na mo.

  5. Alm dos tropeos no vernculo, tambm preocupante a forma como certos vocbulos so empregados em certas situaes. Por exemplo, note-americano, no meu entendimento, refere-se a amrica do norte (i.e. EUA, Canad e Mxico), mas no Brasil, esse vocbulo costuma-se empreg-lo para denotar os habitantes naturais dos EUA.

    Idem quanto ao emprego do vocbulo americano.

    Lastimvel, como poucos percebem isso…

  6. A respeito de bruxas, o cineasta polons Jerzy Kawalerowicz, produziu o clssico MADRE JOANA DOS ANJOS (Matka Joanna od aniolw), exibido no Brasil na dcada de 1960.
    Mas o livro de Aldoux Huxley mais detalhado. Huxley escreveu o criticamente aclamado s Portas da Percepo, fazendo antes vrias experincias com drogas. Ficou famoso com a sua clssica novela Bravo Mundo Novo.

  7. Mas no foi s a Madre Joana dos Anjos. Conheci uma brasileira que era reprter da revista O Cruzeiro, com quem eu estava em Paris, que me declarou: “Agora estou casada com Jesus.”

  8. Prezado Solon,
    No entendo quando alguns querem encontrar explicaes em reas ou que rejeitam ou que no aceitam como fonte de informaes e verdade.
    Apontar as contradies da Bblia corroborar com aquelas que ns mesmos produzimos ao longo de nossas vidas, pois somos um poo de contradies e de contrariedades.
    Esta coleo de livros foi escrita h milnios, conforme tradies, modos, costumes e cultura locais. Transferir episdios daquele perodo para este com o atual desenvolvimento cientfico e tecnolgico, social e poltico que possumos, convenhamos que se tornar uma discusso estril, incua, da mesma forma que ridiculariz-los evidenciar que o tema no est sendo elevado seriedade que obriga reconhecer a existncia de seguidores aos bilhes na condio de adeptos, tanto do Velho quanto do Novo Testamento.
    Este o ponto que discordo quando leio comentrios desairosos sobre a Bblia, negando-lhe a caracterstica de Livro Religioso, haja vista no ser cientfico ou de Histria.
    Assim, misturar a sexualidade de alguns por mais exticas que possam parecer para conseguirem atingir prazer, decididamente no podem servir como base para que se extraiam conceitos ou arrazoados a respeito do que estritamente individual para coletivo, e a crena de cada pessoa em confronto com bilhes de outras professando um culto que consideram verdadeiro e, certamente, diferente do que em termos individuais se entenda por professar uma f.
    Um abrao.

  9. Mesmo a simples Aritmtica para quem a estudou, assim como Nmeros, no idioma portugus, para alunos do Ensino Fundamental.
    Considerando que os fiis adeptos da Bblia ultrapassam a casa dos nove zeros, estou certo em pronunciar dois bilhes com base na soma desses seguidores e porque assim determina ser o plural de um bilho.
    Levando em conta clculos mais avanados que extrapolam o conhecimento do devasso annimo, acusando 32% de cristos e seguidores da Bblia no mundo, em comparao populao existente na Terra, sete bilhes, e no o total referido pelo zombeteiro, este percentual se aproxima de dois bilhes e duzentos e quarenta milhes de fiis.
    Portanto, ratifico ter usado a expresso correta, bilhes, salvo mudanas na Aritmtica e quanto aos Nmeros em Portugus, que significam singular e plural.
    Qualquer outra manifestao contrria considero um disparate e demonstrao explcita de burrice, sinal evidente que a inteno provocar, independente de prejudicar a si mesmo nessas intervenes levianas e covardes.

  10. Recebi e retribuo o abrao, prezado Bendl.
    Entendi o seu ponto de vista. Tambm tenho famlia, irm e filhos que professam a religio catlica. Jamais os critico. Achei engraado, mas nada falei, quando meu filho agora, ao adquirir um carro novo, pediu o padre de sua parquia no Leblon para benzer as chaves do automvel. Disse ele, sem eu perguntar: Fiz isso no carro antigo, e nunca aconteceu nada, nem com o carro, nem comigo e nem com os outros.
    Bem. Na prtica concordo com suas observaes. Mas quando falo sobre a Bblia porque, de modo algum, aceito que seja A Palavra. A Palavra de Deus, como querem impingir os evanglicos. A no d.
    Quando escrevo aqui, no estou querendo atingis a f de ningum, mas apenas falando em tese, por assim dizer. Por exemplo, falei que o tratado Malleus Maleficarum hediondo, porque coloca as mulheres como propensas a acreditarem no demnio, e que tal crena vem do Antigo Testamento. O Shossland j fez um comentrio sobre esse Martelo das Bruxas escrito por dois frades dominicanos alemes, e que voc tambm pode conferir.
    Claro, hoje pouca gente acredita em diabos. Quando citei a Madre Joana dos Anjos, aquela freira ursulina de Loudun, no insinuei que seu nome deveria ser Joana dos Diabos, j que no acredito nem em anjos, nem em demnios. Para mim, Joana dos Anjos, a freira mais contaminada do convento das ursulinas, era apenas uma mulher frustrada, com aquela caracterstica que nossos antepassados recentes denominavam de ‘furor uterinus’. Os sintomas dessa doena so acompanhados de inextinguvel desejo sensual, e pela inabilidade das jovens freiras de falarem em outra coisa que no fosse sexo.
    Por darem demasiada ateno ao diabo e por tratarem bruxaria como o mais deplorvel crime, no sculo dezessete os telogos e inquisidores na verdade espalharam as crenas que eles pretendiam eliminar. No comeo do sculo dezoito. bruxaria deixou de ser um srio problema social.
    Portanto, concordo com voc, no sentido de que tudo depende da poca e dos costumes.

  11. O medo desses “artistas” advm da pouca cultura que possuem. O desconhecimento proporcional ao mistrio e, o misterioso amedronta.
    Caipiras de pases atrasados, como tais se acharam o mximo por obter algum sucesso no passado.
    O poderzinho conseguido com isso lhes corromperam como a todo mundo. Se divinizaram por no conhecer a prpria insignificncia. Se a conhecessem no estariam nem a pro que os outros dissessem ou escrevessem.

  12. Caro Solon,
    Tu s uma pessoa muito inteligente, experiente, conhecedora da vida, alm de ter viajado pelo mundo.
    Renes uma soma de fatores que enriquecem a tua personalidade, ocasionando que tenhas admiradores e, em consequncia, tambm quem no concorda contigo em teus pontos de vista que abordam as religies, f e poltica.
    O recado que quero te transmitir simples – e entenda-o como observao, JAMAIS como crtica ou at mesmo como simples sugesto:
    Tens responsabilidades neste Blog incomparvel.
    Teus comentrios so lidos, interpretados, considerados como verdades porque s sincero e franco nas tuas exposies, como no poderia ser diferente.
    Assim, quando eu me manifesto em teus registros, o intuito no corrigir, longe disso, mas te fazer lembrar de variveis que tu no as citaste, dando a entender um texto eivado de raiva ou desprezo pelas pessoas que de ti discordam.
    Tu e mais alguns tradicionais frequentadores deste espao democrtico so formadores de opinio, isto , muitos de ns nos baseamos nas informaes e dados que vocs nos disponibilizam em seus comentrios, arrazoados, conceitos, alegaes, sobre os mais variados temas.
    Ora, diante deste teu prestgio, digamos que eu seja aquele que te apresenta outras maneiras de se entender a complexidade de certas questes que facilmente levam para o desentendimento e troca de ofensas.
    Desta forma, agradeo que tenhas concordado comigo sobre esses detalhes de fundamental importncia na anlise a respeito de episdios bblicos, que se referem poca de seus acontecimentos ou relatos, tais como, a cultura, tradio, modos e costumes regionais.
    Um abrao, meu caro Solon.

  13. O H. Fernandes teima com essa besteira de que juiz no decreta. Claro que decreta, caro HF. Trata-se de um decreto judicial. Nada de mais. Pedir priso, sim, isso absurdo.

    Do mesmo modo, sentena gnero e espcie. O juiz s d sentenas. O tribunal, acrdos. Mas quem disser que o tribunal sentenciou no pode ser acusado de mau emprego do vernculo. O acrdo espcie de sentena, privativa dos rgos colegiados, mas sentena.

    Para o tribunal, sentena s gnero. Para a vara, gnero e espcie.
    Mais claro, me desculpe, impossvel.

  14. Inteligente, prezado Bendl? At o cozinho l de casa era inteligente. Todos ns o somos. O problema que muitos so levados a no usarem suas clulas cerebrais.
    No o seu caso, sendo voc tambm um formador de opinio que enriquece este blog.
    Grato.

  15. No muda o assunto, annimo covarde, pois quem se utiliza desta condio de no se dar a conhecer s tu!
    Mais a mais, s um poo de contradies, haja vista o teu raciocnio inexistente e mente fraudulenta, tpicos de muares.
    A partir do momento que transcrevi a verdadeira populao deste planeta e o percentual de cristos e de seguidores da Bblia – registrados em qualquer rgo especializado pelo mundo -, ento os meus clculos no servem, a no ser a tua quantidade de gente que, alm de fictcia, foi a que tu te baseaste para contestar os meus “bilhes”.
    Se tu no acreditas em estatsticas, quem se fundamentou nela inicialmente foste tu, mula!
    Agora, fica pior a emenda que o soneto, paspalho, burro de quatro costados ou besta quadrada, como preferires.

  16. Bom dia, senhores.

    Quem diria!

    Um dos maiores questionadores da censura (Francisco Buarque De Hollanda) querendo censurar informacoes a seu respeito.

    Talvez eh para que nao aparecam alguns fatos relacionados a sua ideologia, que ele nao segue muito aa risca.

    Faz o que eu digo, mas nao faz o que eu faco.

    ESQUERDA FESTIVA, REGADA A CHAMPAGNE, VIVENDO EM PARIS.

    KKKKKKKK! O Brasil, infelizmente, deixou de ser referencia para qualquer coisa em termos de honestidade.

  17. Pelo menos comprou seu apartamento em Paris s custas de seu talento NA VIDA PRIVADA, ao contrrio de muitos outros com outra ideologia no exerccio DE CARGO PBLICO. Comprou tambm no Leblon, Rio. Ele se garante sem mamar em teta de governo, ocupar cargo pblico, comissionado, emprstimo subsidiado de governo ou explorar trabalho alheio. So raras as pessoas assim na histria desse pas. No tem que dar satisfao a ningum, exceto anualmente Receita sobre seus bens e faturamento de seu TALENTO PRIVADO, enquanto aqui residir.

  18. Marina adensa o nufrago Eduardo em um brusco movimento de desespero e oportunismo

    Marina Silva acaba de assinar no s a ficha de filiao ao PSB mas a sua prpria sentena de suicdio poltico.

    Ao ingressar no PSB para adensar (segundo suas prprias palavras) a agonizante candidatura ao Planalto do governador Eduardo Campos, Marina desconstri por completo sua imagem de tica e eco-sustentabilidade, lanando sua REDE no esgoto comum das oligarquias burguesas mais corruptas deste pas.

    Marina afirmou exaustivamente que sua opo pelo PSB teve base programtica e no pragmtica, e que no ingressaria em um partido de aluguel.

    Mas as frases feitas (completamente vazias) de Marina no se sustentam luz de qualquer anlise minimamente sria da realidade, o governo do estado de Pernambuco se notabilizou pelo total desrespeito aos procedimentos elementares de defesa da natureza e dos ecossistemas naturais da regio, o complexo do Porto de Suape (administrado como um smbolo de desenvolvimento por Campos) representa uma agresso frontal fauna martima da costa pernambucana (o aumento de ataques de tubares na praia de Boa Viagem comprova isto) e um pssimo exemplo de poluio industrial de seu entorno urbano, para no mencionar a fracassada tentativa de instalar a refinaria de Abreu Lima. Quanto a no entrar em partidos de aluguel, seria melhor Marina ter ficado calada, ou por acaso no sabe que o PSB, ao estilo do seu antigo PV, um partido comandado em cada estado por oligarquias reacionrias e polticos corruptos.

    Ser mesmo que a econeolibral desconhecia a entrada dos Bornhausen e a sada dos Ferreira Gomes no PSB, configurando-se no velho troca-troca poltico da elite decadente brasileira.

    Por acaso Marina no foi informada que o PSB mineiro e paulista uma agncia eleitoral do Tucanato e sequer apoiaro Campos em 2014, ou que os socialistas da Bahia e Esprito Santo j declararam que seguiro com a reeleio de Dilma, se tudo isto no configura um partido de aluguel seria melhor ento certificar a pureza do PPS.

    Mas parece mesmo que o receio de estabelecer um acordo (poltico e financeiro) com o arquipilantra Roberto Freire (marionete do Tucano Serra) fez com que Marina agisse em desespero, batendo na porta de uma candidatura previamente naufragada que sequer consegue unificar o seu prprio partido.

    Agora o projeto do REDE est ameaado politicamente e no simplesmente pela ausncia de um registro eleitoral, caso Marina afunde junto com Eduardo e no consigam chegar ao segundo turno em 2014.

  19. Vez o invejvel perfil dos leitores do blog TI, embora o esmero, no consigo evitar o riso diante dos apimentados duelos entre o Bendl e o Darcy, o que me permite, de modo precrio, obter imunidade para algumas pautas de inerncias sisudas. Gosto de me esborrachar e perder o rumo com coisas de “…metade cavalo, e outra tambm” ou “…burro de quatro costados”. Assim, churrasco de petistas ou espetinho de tucanos, v l, Santa Madalena ao molho de Paulo Solon, tornam-se um menu insosso.

  20. Millr Fernandes questionou o fato de pessoas ganhar dinheiro com ideologia. Isso irritou chiquinho B. mas a verdade que usar a situao de sofrimento dos outros para ganhar dinheiro IMORAL. Enquanto todos compravam o disco de Chiquinho e choravam, ouvindo “morreu na contramo…”, “Pedro Pedreiro” e etc, o malandro se refestelava com o faturamento que isso lhe trazia.
    J Vincius de Morais, Tom Jobim e outros dessa categoria no precisaram disso para fazer um trabalho maravilhoso sem apelar para a misria alheia.
    Hinos religiosos ou ideolgicos podem ser feitos sem problema, desde que o faturamento deles devem ser encaminhados para aqueles a quem esses hinos servem de tema.

  21. O cara comeou a carreira vitoriosamente premiado com a alegre A BANDA, ganhou um dinheiro apenas com ela, e o mau carter acima, p rapado e lambe botas de governo estrangeiro, ainda diz que o talentoso compositor ganhou dinheiro COM O SOFRIMENTO DOS OUTROS. Alm do mais, o mau carter vergonhosamente mentiroso e invejoso.

  22. Bom, mas em compensao, o Vincius quis ganhar dinheiro pblico sem trabalhar. o que falou o ex-presidente Figueiredo.
    Tom Jobim e Vinicius de Moraes “O Tom Jobim, durante os 21 anos que durou a revoluo, nunca destilou uma palavra sequer contra ns. Pois no dia em que terminou meu governo ele deu entrevista deitando o cacete na gente. J o seu Vinicius de Moraes s foi cassado por pura vagabundagem. Ele at diz que muita gente do Itamaraty foi cassada ou por corrupo ou por pederastia. verdade. Mas no caso dele foi por vagabundagem mesmo. Eu era o chefe da Agncia Central do Servio e recebamos constantemente informes de que ele, servindo no consulado brasileiro de Montevidu, ganhando 6 000 dlares por ms, no aparecia por l havia trs meses. Consultamos o Ministrio das Relaes Exteriores, que nos confirmou a acusao. Checamos e verificamos que ele no saa dos botequins do Rio de Janeiro, tocando violo, se apresentando por a, com copo de usque do lado. Nem pestanejamos. Mandamos brasa.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.