Quando acabar, teremos vencido, mantenham-se calmos, recomenda Biden a seus eleitores

Eleies 2020 nos EUA: O que muda para o Brasil se Biden vencer? Atualiza A  Reconta A -

Ao contrrio de Trump, o democrata Biden ainda no canta vitria

Deu em O Globo

Em um breve pronunciamento nesta tarde, o candidato democrata Presidncia dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu “calma” em relao ao processo eleitoral, que, trs dias depois da votao ainda no teve um vencedor. Ele afirmou que todos os votos sero contados e, por isso, pediu para que os americanos tivessem pacincia.

DISCURSO OTIMISTA – Ele, no entanto, confiante em uma possvel vitria, fez um discurso otimista em relao ao resultado da eleio. Na contagem do Colgio Eleitoral, Biden aparece na frente de seu adversrio, o presidente Donald Trump, com 253 delegados a 214.

Quando acabar, teremos vencido, mantenham-se calmos declarou Biden, confiante em possvel vitria.

Ao fazer meno sobre o atraso do resultado do pleito, Biden afirmou que “a democracia s vezes bagunada e s vezes necessita de pacincia”.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
Como diria Albert Einstein, tudo relativo. Por isso, a mais importante nao do mundo consegue fazer a eleio mais bagunada do universo. E ainda falam mal da urna eletrnica brasileira, que elege figuras to dspares como Lula da Silva, Dilma Rousseff e Jair Bolsonaro, trs perdidos numa poltica suja, no dizer de Plnio Marcos que pediu as contas cedo. Se ainda estivesse aqui por baixo, o genial ator e dramaturgo j teria jogado uma mo de tar para dizer logo quem ganhou a eleio l na matriz USA. (C.N.)

11 thoughts on “Quando acabar, teremos vencido, mantenham-se calmos, recomenda Biden a seus eleitores

    • Que “a fora da gravidade uma consequncia do espao curvo”. Discordo, peremptoricamente, com a autoridade do meu EJA nota 10, em tudo. Se algo ou algum fosse capaz de se sustentar em uma deformidade, Lula no teria cado! Ele no eneadctilo?

      • Me considero ignorante nessas coisas, mas dizer que o espao sujeito a deformaes pela presena de corpos celestes algo que exige f alm de cincia. Uma outra grandeza fsica que no compreendo o tempo. No universo esttico de Socrates, no perceberamos mudanas, que nos do a percepo dessa grandeza. No entanto j li que o tempo pode ser considerado um grandeza em si.
        Nesse aspecto, gostaria de ouvir a sbia opinio do nosso grande Messias (refiro-me ao Jair!). Talvez ele goste de tempo com pimenta e farofa.

  1. A tentativa de CN de igualar seu Jair a Lula, o melhor presidente que o Brasil j tece, ou igualar a Dilma, uma mulher honrada vtima de um golpe sujo, apenas evidencia que a CN ainda tem muito que aprender com o mestre Hlio Fernandes.

  2. Sinceramente?

    Eu no confio nas urnas eletrnicas.

    Os hackers invadem qualquer lugar, Nasa, Kremlin, Casa Branca, Pentgono e etc… ou estou mentindo?

    Recentemente um z ningum invadiu o Telegram, tido como ultra seguro, pois as mensagens desaparecem em pouqussimo tempo.
    Se no me engano, depois de 5 minutos.

    Pergunto: Voc acredita que as urnas podem ser confiveis?
    Porque nenhum pas tido como srio adota esse tipo urna?
    Dados eletrnicos so perfeitamente violveis.

    Realmente no tenho nenhum motivo pra confiar, muito pelo contrrio.

    P.S. Reconheo que as eleies nos EUA esto confusas… mas a recontagem de votos possvel j por estas plagas, no existe essa possiblidade.
    Simples assim.

    Cordialmente.

  3. CN, voc no toma jeito mesmo n? No bote o seu capito no balaio de Lula e Dilma.

    O capto seu e portanto como sei que odeia tanto Lula, Dilma e o PT, no deves colocares estes junto daquele que outrora fora o seu Messias. Respeite esses seus cabelos brancos. Pulitzer se envergonharia desses jornalista que outrora se diziam de raizes.

  4. KKK os americanos esto pagando o maior mico da Histria, que coisa mais ridcula, a comear pelo tal “Colgio Eleitoral”, o cara vence mas no leva. Entendo que os “pais” fundadores queriam impedir que um imbecil como o Trump fosse eleito, ou um velhote senil como este tambm fosse eleito, mas isto era preocupao l no final do sculo XVIII, estamos no sculo XXI e a preocupao no mudou? Ser que agora eles vo se render a “tecnologia tupiniquim” da urna eletrnica, pelo menos por vexame como este no passamos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.