Quanto mais Bolsonaro radicaliza, mais fortalece o movimento por seu impeachment

Sâmia Bomfim в Twitter: "Um espectro ronda o Brasil. O espectro do  impeachment de Bolsonaro. Charge: @desenhosdonando.… "

Charge do Nando Motta (Arquivo Google)

Eliane Cantanhêde
Estadão

O presidente Jair Bolsonaro é capaz de tudo, até de transformar uma vitória em derrota. Ele deu uma demonstração de força e conquistou poderosas fotos de multidões em Brasília, Rio e São Paulo neste 7 de Setembro, mas jogou tudo fora ao irritar as instituições com seu discurso golpista e blefar com a convocação do Conselho da República, sabe-se lá para que fim.

Em desvantagem no Conselho da República, que reúne também os presidentes e líderes da maioria e da minoria na Câmara e no Senado, ele teve de ajustar a proposta no fim do dia. Em vez de Conselho da República, tratava-se do Conselho do Governo, restrito aos seus ministros, que são aliados, amigos e submissos. E para quê? Para nada.

ERROS DA ESQUERDA – A esquerda cometeu dois erros. O primeiro foi tentar enfrentar as manifestações pró Bolsonaro com protestos contra ele, provocando comparações constrangedoras, já que os atos bolsonaristas foram muito mais concorridos, como esperado.

O segundo erro foi tentar reduzir o peso das multidões que foram às ruas, enroladas na bandeira nacional e no nosso verde e amarelo, para endeusar o mito e atacar o Supremo e a democracia.

As fotos e vídeos das manifestações realmente impressionam, porque elas lotaram a Esplanada dos Ministérios, a Praia de Copacabana e a Avenida Paulista. Uma expressiva multidão de fiéis, que acreditam piamente no discurso barato do presidente de que o Supremo é que ameaça a democracia e ele é o salvador da Pátria, o Quixote contra as instituições.

PROVA DE FORÇA – Foi uma manifestação de força política de Bolsonaro, mas isso segue a lei da física e da própria política: toda a ação gera uma reação. Ele venceu a batalha desta terça-feira, 7 de Setembro, mas a guerra continua. Nada como um dia atrás do outro. Depois de terça, vem quarta, quinta, sexta e muita água vai rolar debaixo dessa ponte até outubro de 2022, em condições bastante adversas para a reeleição.

Bolsonaro é bom de gogó, mas não é mágico o suficiente para mudar a realidade: 580 mil mortos de covid, as negociatas das vacinas reveladas pela CPI, além de desemprego, inflação, cesta básica, gasolina, gás de cozinha, juros e conta de luz subindo. E onde está o presidente? Que reunião ele fez? Que determinações deu? Quando manifestou preocupação para os brasileiros? Nada.

AÇÃO E REAÇÃO – A primeira reação dos partidos é reveladora: quanto mais o presidente radicaliza e põe gente na rua para defender o indefensável, mais aumenta a pressão pró impeachment. E os ministros do Supremo se reuniram nesta terça-feira para combinar um posicionamento comum na quarta-feira, 8, em favor da Justiça, do equilíbrio institucional, da democracia. Ou seja: contra Bolsonaro.

Enquanto os poderes se unem, chocados com o desequilíbrio do presidente da República, vale uma reflexão: que tal o tricampeão Nelson Piquet virando as costas para o pai, cassado pelo AI-5, para defender o golpista, o golpe e manifestações que pedem a volta da ditadura militar? E que tal a multidão badalando o operador das rachadinhas, Fabrício Queiroz, como herói? Já tivemos heróis melhores…

14 thoughts on “Quanto mais Bolsonaro radicaliza, mais fortalece o movimento por seu impeachment

  1. Não temos hoje bem definido o que seja “a esquerda”.
    Se o PT estiver aí inserido, não é verídico que a esquerda tenha tentado se contrapor às manifestações de 7/9. Sempre lembro nos meus comentários aqui na TI que os maiores inimigos de Bolsonaro são justamente seus ex amigos, apoiadores, partidários, etc.
    A esquerda obviamente é contra este governo que só sabe leiloar o patrimônio público e desfavorecer a relação trabalhista. Porém reconhece o mandato e ainda não identificou um crime real para o impeachment.
    Interessante como os jornalistas de direita gostam de opinar como se soubessem como a esquerda pensa.

  2. Mais ou menos o que disse o oantagonista:
    “Jair Bolsonaro chamou o bombeiro, no caso Michel Temer, que fez o que sabe fazer: conchavo.”

    – Agora, seu Messias, você prometeu e “tem que manter isso aí, viu?”

    • É o capitalismo tão mal falado pelos mal informados. Assim também se comporta a maior parte dos bilionários americanos. Outros exemplos muito conhecidos são Warren Buffet, Bill Gates, Soros.
      Mas o bom mesmo é ter um Lula analfabeto com governo cheio de bezerros famintos e ter que aguentar as palhaçadas da dona Dilma e sua mandioca.

      • Perfeito…
        E para nós sobra os Bolsa-Miséria, Bolsa-Esmola tão falado pelo Quadrilhado fo FHCorrupto e Luladrão…
        Como um Páis pode dar certo com esses tucanalhas petralhas.??

  3. Conselho da República, somente o presidente pode convocar e desconvocar. Os membros do conselho não tem poder de voto ou de veto. Cabe a eles aconselhar e ao Presidente decidir, independentemente do que pensam os membros do conselho. Pode ouvi-los, se achar que deve, ou não.
    O Presidente mostrou-se misericordioso e dá uma segunda chance aos demais poderes.

    Resultado desse embate até o momento, STF totalmente desacreditado pelo povo brasileiro, como nunca antes se viu na historia desse país. Já Bolsonaro, totalmente desacreditado pela grande (minúscula) midia, tem a aprovação e poder de mobilização junto ao povo brasileiro, como nunca antes se viu na história desse país. [

    Agora, Bolsonaro convocou o Temer, porque o Temer? Porque foi ele que fez a M de colocar o sr. Alexandre lá onde esta, então é ele tem que desfazer essa M que transgride a lei, envergonha a magistratura e subverte a Constituíção.

    As imagens de 7 de Setembro, viralizaram no Brasil e exterior. A fotografia que o presidente queria, foi tirada. E a qualidade da foto é impressionante!

  4. Amiga Eliane, esperar bom senso, dignidade ou caráter do Nelson Piquet, é como se esconder atrás da lareira esperando o Papai Noel aparecer.
    Só quem não conhece a peça pode estranhar sua subserviência, sua vida esportiva, empresarial e privada foi marcada pelo mau caratismo.
    Até para chauffeur o Mito consegue reclutar maus elementos.

  5. Está Eliete é realmente uma piada. Santa, terás que eleger um novo mito!!! É assim que os maus resolvidos se agem. Qual será?
    O Zé relâmpago, que fugindo da polícia e fazendo uma live, por pura burrice, deixa mostrar, o nome do hotel onde está.
    O bravateiro Otoni de Paula, que quando arrota, cospe para todos os lados.
    Ou será o caosero Olavo do C…., que vive metendo o pau no sistema de saúde brasileiro e agora, usufrui do mesmo?
    Perdeu cara, sai fora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *