Quase 100 anos depois, nossa política não mudou nada

Revolta da VacinaAcílio Lara Resende
O Tempo

No momento em que o país passa por inúmeros e gravíssimos problemas, veio-me às mãos, por gentil obséquio do meu amigo Ronaldo Macedo, o livro do escritor mineiro Jorge Azevedo “Eles Deixaram Saudade”. Detive-me num soneto, nele transcrito, do poeta, jornalista e romancista cearense (publicou um só romance) Antônio Sales (1868-1940), amigo de Machado de Assis; ajudou-o a fundar a Academia Brasileira de Letras, mas, por não ser bom orador, se negou a fazer parte dela.

O soneto se refere ao governo de Arthur Bernardes (de 15.11.1922 a 15.11.1926) ou Washington Luís (de 15.11.1926 a 15.11.1930):

“Este país vai todo em polvorosa.
A anarquia por toda parte impera.
A lei sucumbe, inerente e dolorosa.
A tirania, estúpida, prospera.

Da traição medra a planta venenosa,
a semente dos ódios prolifera,
a dilapidação campeia e goza
das vacas gordas a ditosa era…

As eleições são conto do vigário,
couro e cabelo tira-nos o erário,
geme a lavoura, os bancos não têm fundos…

Mas, para consolar-nos desse inferno,
brevemente, a mensagem do governo
dirá que estamos no melhor dos mundos.

O que flagrou o poeta há 90 anos é quase nada diante do que vivemos hoje – o completo abastardamento da política brasileira. Uma calamidade!

One thought on “Quase 100 anos depois, nossa política não mudou nada

  1. NAS ÚLTIMAS DÉCADAS NOSSA POLÍTICA MUDOU PRA PIOR

    A presidente Dilma Rousseff quebra ovos pra fazer omelete, é até fácil entender o que se passa quando graduados petistas como Frei Betto vêm a público afirmar que em 12 anos nenhuma mudança estrutural foi realizada.

    O lulismo carrega seu erro maior das décadas de 1980/90, quando embarcava em canoas furadas da grande mídia e dos grupos econômicos contra a ascensão de Leonel Brizola. As concessões que fizeram para subir foram bem mais desastrosas, sob lógicas concretas e históricas diante do que se deixou de avançar em 20 anos, comparando com vícios acumulados e revelados em seus anos dourados de poder.

    Diante do diagnóstico de ‘Frei Betto Sem Censura’ (site face), se a coisa vinha ruim pior não pode ficar desde agora pensem mais no Brasil e menos nas concessões desses 35 anos, não só dos doze anos de consequências, não é verdade? Lula que o diga (ou disse) pelo tom desesperado de sua aparição no programa do PT, como nunca antes na história recente sem a presença de Dilma ou qualquer menção à figura da presidente, como se nada de positivo tivesse a dizer http://www.facebook.com/photo.php?fbid=1614720872077511&set=t.100006188403089&type=3&theater

    Fonte comentada: http://www.brasil247.com/pt/247/pernambuco247/182862/Frei-Betto-Esta-reforma-%C3%A9-uma-sem-vergonhice.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *