Quase todas as chaves podem decidir no saldo de gols

Quem não obtiver duas vitórias (como a Argentina), sofrerá de calculadora na mão. A Alemanha estreou com um 4 a 0, colocada no apogeu. Esqueceram que jogou contra a Austrália. Hoje, enfrentando a modéstia Sérvia, perdeu de 1 a 0, e jogou um pênalti em cima do goleiro. Violentíssimos, tiveram um jogador expulso, quase dois.

Depois, vencendo os EUA por 2 a 0, a Eslovênia, praticamente classificada, permitiu o empate, e só não perdeu porque o juiz anulou um gol mais do que legitimo. Agora, na chave, três países de calculadora na mão. (O que acontecerá com o Brasil, se não ganhar no domingo. Se ganhar, lá vamos para as oitavas, e seja o que Dunga quiser).

A Inglaterra não
conseguiu vencer

Empatou penosamente com os EUA, hoje outra atuação medíocre, e novo empate com a Argélia. Mas não está liquidada aritmeticamente, embora não agrade aos compatriotas. De qualquer maneira, se vencer a Eslovênia, estará classificada. Será em primeiro ou segundo? Nem pensam nisso.

Sonho da Costa do Marfim:
empatar com Brasil, domingo

É o que eles farão, fechados, para não levar gol, sabem que não farão. Se conseguirem isso, ficam com 2 pontos. No último jogo, se vencerem a fraquíssima Coréia do Norte, estarão nas oitavas.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *