Que alguém informe o que aconteceu com o general Braga Netto, que sumiu do mapa

Parlamentares chamam ameaça de Netto de 'tentativa de golpe'

Braga Netto sabe que em boca fechada não entra mosca

Carlos Newton

São interessantes e intrigantes as súbitas mudanças políticas que ocorrem no Brasil e levam à loucura qualquer observador estrangeiro, especialmente os diplomatas. Como entender que o ex-presidente Lula, condenado em três processos, com uma das decisões já confirmada por unanimidade em  tribunais superiores, de repente seja solto e recupere os direitos políticos?

Como entender esse passe de mágica, que tem a griffe Gilmar Mendes, uma espécie de mister Houdini brasileiro, que só se apresenta para as elites, dedicado inteiramente à política e à economia?

INEXPLICÁVEL – É claro que nenhum estrangeiro entende, pois tudo isso é mesmo inexplicável para quem não conhece o jeitinho brasileiro.

Da mesma forma, ninguém consegue entender as transformações de Jair Bolsonaro, que num dia é comandante-em-chefe das Forças Armadas, só se refere ao “meu Exército”, demarca as quatro linhas da Constituição para destacar o artigo 142, mas no outro dia acorda de ressaca cívica, arrepende-se de tudo, chama a Brasília o ex-presidente Michel Temer, com que nunca teve a menor intimidade, manda um jatinho buscá-lo, assina um texto por ele redigido e depois telefona para o ministro Alexandre de Moraes, pedindo desculpas, para em seguida elogiar o maior desafeto, o ministro Luís Roberto Barroso. Quem entende isso?

E O BRAGA NETTO? – Da mesma maneira, não é possível explicar o silêncio impenetrável do general Braga Netto, que parece ter sido tragado pelos acontecimentos.

Sempre foi muito falante, vivia dando declarações de que o presidente Bolsonaro era o “comandante supremo” das Forças Armadas, dava peruadas em todos os assuntos e chegou a defender a ditadura dentro da Câmara dos Deputados, que é uma espécie de templo da democracia.

Convocado em agosto para esclarecer uma nota ameaçadora assinada por ele e pelos comandantes das Forças Armadas para intimidar o senador Omar Aziz, presidente da CPI da Pandemia, Braga Netto disse que não houve ditadura militar entre 1964 e 1985 no Brasil. “Se houvesse ditadura, talvez muitas pessoas não estariam aqui”, afirmou, desafiadoramente.

APERTEM OS CINTOS – A situação é preocupante. Apertem os cintos, o ministro da Defesa sumiu. Seu desaparecimento foi em 8 de setembro, exatamente no mesmo dia em que houve a mudança de comportamento de Bolsonaro. Mas deve ser apenas coincidência, é claro.

De qualquer forma, o país não pode ficar sem ministro da Defesa, pois a pólvora de que o presidente ainda dispõe é insuficiente para alguma eventualidade.

Assim, se alguém encontrar o general Braga Netto ou tiver notícias dele, por gentileza faça contatos imediatos de terceiro grau com a redação da TI, para que possamos informar o país a respeito. A segurança nacional agradece.

###
P.S.Este artigo foi escrito antes da divulgação da série “The Bolsonaros”, que está sendo produzida pela BBC para exibição no mundo inteiro. Vai ser um sucesso estrondoso, deixando no chinelo as séries “Os Sopranos” e “O Poderoso Chefão”, também sobre famílias mafiosas, porque a realidade brasileira é muito mais criativa do que a ficção nos outros países, e por aqui a impunidade é garantida. (C.N.)

6 thoughts on “Que alguém informe o que aconteceu com o general Braga Netto, que sumiu do mapa

  1. 1) Licença… redes sociais informam que o pré-candidato Ciro perdeu a compostura com a ex-presidenta Dilma, no mínimo foi deselegante.

    2) Perdeu o apoio de muitas mulheres, que estão fortes para o próximo pleito.

    3) Agora vai ficar difícil ele chegar ao segundo turno.

    4) E fica a dica, como se dizia antigamente: “Prudência e caldo de galinha nunca fizeram mal a ninguém”.

  2. Simples; são dois pontos. 1º – O Brasil precisa ser limpo, primeiro com pás para tirar a lama grossa, depois passar o “rodo” para tirar a lama mais insidiosa que se “esconde” e se protege nas frestas da nação e finalmente uma “lavagem” geral para limpar o país; se é que se pretende uma nação de primeiro mundo.
    2º Foi explicado detalhadamente para família e o general, que eles fazem parte da lama que tem que ser limpa. Precisamos e temos generais/oficiais, totalmente indignados com o comportamento de alguns deslumbrados com o poder, esquecendo-se de que o poder é para servir.

  3. Esclarecimentos necessários: Os diplomatas estrangeiros não tem ligações com partidos políticos. Sua função é analisar o país como um todo.
    Ao perceberem a perseguição a Lula, tomaram suas cautelas. Como as condenações desde o mensalão eram dadas SEM prova, concluíram que Um dia “a casa cai”. Foi o que aconteceu.
    Basta observar que Lula foi laureado com dezenas de Títulos estrangeiros e mesmo após sua condenação nenhum lhe foi retirado.

    • O único titulo “estrangeiro” do lula, é o de maior ladrão do mundo.

      Ontem mesmo um companheiro dele, foi preso nos USA; após confessar os crimes e pagar uma fiança de 16 milhões.

  4. O ministro da Defesa se fechou em copas porque o tão sonhado “golpe de 7de setembro” não aconteceu, os seus pares lhe disseram um não. Como não precisa concorrer à reeleição, pode parar de fazer campanha, ao contrário do chefe que está em campanha para reeleição desde o dia em que tomou posse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *