Que não seja imortal, posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure

Resultado de imagem para vinicius de moraes

E nunca lamente nada que tenha feito você sorrir

Paulo Peres
Site Poemas & Canções

O diplomata, advogado, jornalista, dramaturgo, compositor e poeta Vinícius de Moraes (1913-1980) foi um poeta essencialmente lírico, notabilizou-se pelos seus sonetos, como o belíssimo “Soneto de Fidelidade”, que transmite uma visão do amor mais realista: a de que o sentimento amoroso deve ser sim, infinito, mas “infinito enquanto dure”. No lugar do platonizante e transcendente, o amor mais cotidiano, sujeito às mudanças que o tempo e que a vida impõem.

SONETO DA FIDELIDADE
Vinícius de Moraes

De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

3 thoughts on “Que não seja imortal, posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure

  1. Soneto da fidelidade é uma obra prima de quem muito amou, tendo se casado 9 vezes. Na verdade é um lindo poema sobre o amor que pode ser infinito “enquanto dure” ou se acabar, posto que é chama.

    “Eu possa me dizer do amor (que tive):
    Que não seja imortal, posto que é chama
    Mas que seja infinito enquanto dure.”

  2. Foi escrito este poema em protesto contra o bombardeio nuclear nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki feito pelos Estados Unidos que queriam demonstrar seu poderio nuclear entre 1939 e 1945
    Ney Matogrosso interpretando Rosa de Hiroshima é de arrepiar.

    A ROSA DE HIROSHIMA – Vinicius de Moraes

    Pensem nas crianças
    Mudas telepáticas
    Pensem nas meninas
    Cegas inexatas
    Pensem nas mulheres
    Rotas alteradas
    Pensem nas feridas
    Como rosas cálidas
    Mas, oh, não se esqueçam
    Da rosa da rosa
    Da rosa de Hiroshima
    A rosa hereditária
    A rosa radioativa
    Estúpida e inválida
    A rosa com cirrose
    A anti-rosa atômica
    Sem cor sem perfume
    Sem rosa, sem nada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *