Queiroz diz ser canceroso, mas exibe uma disposição física de dar inveja a muita gente…

Corona com limãozinho', Cruzeiro rebaixado e broncas da mulher: a ...

Queiroz está tão doente que nem precisa fazer tratamento

Vicente Limongi Netto

Saudoso e carinhoso, Jair Bolsonaro costumava perguntar aos filhos pelo amigo da família: “Como está o Queiroz?”. Mas desta vez foram atordoados auxiliares que informaram: “Queiroz foi preso, presidente!”. O fato remete os brasileiros àquela surreal reunião ministerial de 22 de abril, quando Bolsonaro quase tirou o fígado do então ministro da Justiça, Sergio Moro, exigindo mudanças na Polícia Federal para “proteger minha família e meus amigos”.

Todavia, a Polícia Civil de São Paulo chegou primeiro e levou Fabrício Queiroz em cana. “Anjo” foi o sugestivo nome da operação, que nada tem de divinal.

AMEAÇAS E INSINUAÇÕES -Nessa linha, fica ainda mais tenso o clima político com a prisão de Queiroz diante do pacote de quarta-feira, recheado com novas ameaças e insinuações de Jair Bolsonaro, definidas pelo presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, como “habituais declarações dúbias” do chefe da Nação.

Antes da prisão do assessor e amigo do filho senador, Bolsonaro não se fazia de rogado. Distribuiu lamúrias, em defesa de seus dóceis aliados: “Estão abusando”, “direitos são violados”, “ideias perseguidas” e “liberdade do povo”. Resta saber em qual capítulo o enrolado Fabrício Queiroz se enquadra. Nesse sentido, prossegue o surreal arraial noticioso da famosa companhia de comédia liderada pelo diretor e astro Bolsonaro.

PRISÃO DOMICILIAR – O notável doutor Cappa Preta queria prisão domiciliar para o churrasqueiro Queiroz, alegando que o cervejeiro tem câncer. Mas as imagens contam outra história, mostrando um fagueiro hóspede pronto para assar peixe e tomar uma gelada. Com direito a receber amiguinhas levadas por um irmãozinho do peito. Depois, jogar “peladas” no campinho da mansão. Porque Queiroz não é de ferro e tinha direito a uma vida supimpa, pelos serviços prestados, mas agora o mundo desabou sobre sua cabeça.

Enquanto isso, seu líder, patrão e amigo, senador Flávio Bolsonaro, por sua vez, cedo ou tarde estará no limbo do Conselho de Ética do Senado. Não escapará. Missão árdua e delicada para o presidente da chamada Câmara Alta, Davi Alcolumbre.

SONHO DE  ALCOLUMBRE  – O roliço senador do DEM não esconde que deseja ser reeleito para o posto. Para mudar a Constituição, precisarádo empurrão da tropa de choque de Bolsonaro. Se é que ele tem uma.  Tipo uma mão lava a outra e as duas… mais um capítulo do descarado cinismo e empulhação.

Caso ainda tenha algum neurônio funcionando, Flávio Bolsonaro renunciará ao mandato. Passo a palavra ao mestre Jorge Béja. E o nefasto ex-ministro da Educação, por sua vez, é prova viva que o crime compensa. Bendita punição, diretor do Banco Mundial. Função já ocupada pelo ex-ministro Pedro Malan, como observou o atilado colunista do Globo, Bernardo Mello Franco. O alucinado e grotesco Weintraub vai ajudar a afundar, ainda mais, a desmoralizada imagem do Brasil no exterior. 

A edição extra do Diário Oficial com a exoneração do imbecil deveria ser incinerada e jogada no lixo da história. Restam, por fim, duas perguntas: porque os(as) maluquetes apoiadores de Bolsonaro colocaram a viola no saco, nas redes sociais? Será que Weintraub pagou a multa de 2 mil reais, por não usar máscara, como determina o decreto do governador de Brasília, Ibaneis Rocha? Claro que não!

2 thoughts on “Queiroz diz ser canceroso, mas exibe uma disposição física de dar inveja a muita gente…

  1. Por serem relativos, os males têm o poder de tornarem uns aos outros menores. Em condições normais, uma cerca de 1,5m de altura parece um obstáculo intransponível. Mas para se livrar da investida de um touro…..
    Nessas circunstâncias, ao Fabrico, o câncer que a tantos assusta, tem valor de: álibi, atenuante, para atrair a piedade coletiva.
    Houve um tempo em que ninguém queria ser: lavrador, pescador, negro….. Mas, depois que foram criadas recompensas aos que se situam nessas condições, aí a briga é para sê-los, embora que sejam apenas selos.

  2. O quadro negro traçado aqui nesta Tribuna é de assombrar até o castelo do Drácula.
    O volume de canhonaços atirados contra o presidente já teria feito o indigitado se auto suicidar (Dilma?) umas vinte vezes com umas trocentas facadas nas costas.
    O covid ensejou o tal jornalismo de necrotério, aqui temos o jornalismo de militância anti-bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *