“Quem vota no Bolsonaro abre caminho para volta do PT”, afirma Alckmin

Alckmin deu entrevista na luxuosa redação de O Globo

Bernardo Mello Franco, Fernanda Krakovics e Jeferson Ribeiro
O Globo

O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, participou nesta quinta-feira de sabatina promovida pelos jornais O Globo, Valor Econômico e pela revista Época. Logo no início da entrevista, o tucano foi questionado sobre as últimas ações da Polícia Federal contra o ex-governador do Paraná e o atual do Mato Grosso do Sul, Beto Richa e Reinaldo Azambuja, respectivamente, nesta semana. “Não passamos a mão na cabeça de ninguém”, disse ao tentar se desvincular de políticos do seu partido envolvidos em esquemas de corrupção. “É claro que foi uma grande surpresa. Vamos aguardar as investigações.”

Ele também é acusado de receber caixa dois da Odebrecht. Para mudar de assunto, resolveu atacar o PT e fez, ao final da sabatina, uma alusão à volta do partido de Lula ao poder, caso Jair Bolsonaro (PSL) seja eleito. Ele tentou também se descolar do apoio que seu partido deu ao governo do presidente Michel Temer.

TONS DE PT – “Tem vários tons de PT, como disse o (Guilherme) Boulos (PSOL). O PT e os adoradores do Lula. Tem o Ciro, a Marina, o Boulos e o Meirelles, que foi presidente do Banco Central (na gestão Lula). Nós sempre fomos oposição” – disse, ao se referir ao projeto de outras correntes nas eleições.

“O projeto do PT não é o Brasil. É o Lula” – afirmou ao tentar colar os candidatos do PDT, da Rede e PT. Os três e o petista Fernando Haddad estão empatados tecnicamente nas pesquisas.

“Tem de um lado uns vários tons de vermelho, o Haddad, o Ciro, a Marina, o Boulos. De outro lado você tem um radicalismo caricato. E quem vota no Bolsonaro não sabe que está abrindo caminho para a volta do PT”, acentua.

CONTRA A ESQUERDA – Ao final da entrevista, Alckmin voltou a criticar os partidos de esquerda. E Reafirmou que quem vota no Bolsonaro, não sabe que está ‘votando’ no PT.

Na reta final da campanha, a tese do tucano é de que oseleitores que hoje indicam votar em candidatos mais mal posicionados no campo da direita, como Henrique Meirelles (MDB), Alvaro Dias (Podemos) e João Amoêdo (Novo), vão migrar para o voto útil para evitar a subida do PT. Essa é, pelo menos, a aposta de Alckmin.

– Muita gente que está votando no Bolsonaro não sabe que está elegendo o PT. Muita gente está votando no Bolsonaro e dando passaporte para volta do PT, e o que eu puder fazer para evitar isso, certamente vou fazer. Acho que vai ter mais voto útil, à medida que vai avançando a campanha – disse.

40 thoughts on ““Quem vota no Bolsonaro abre caminho para volta do PT”, afirma Alckmin

  1. Esta é a opinião de grande parte do pensamento jurídico europeu. A repercussão na Europa não atingiu a imagem o ex-presidente (Lula). Pelo contrário. Grande parte dos juristas europeus examinou o processo e constatou que a condenação foi determinada sem a garantia dos direitos do acusado. E ainda sem nenhuma prova.

    Ex-primeiro-ministro italiano Massimo D’Alema

    • Basta ler o processo e vai ver a descrição das provas. Ficou claro uma relação de corrupção entre Luis Inácio e a empresa Odebrecht que envolveu vários favores (leia o processo, repito) e a “doação” para Luis Inácio de vantagens indevidas.
      O que restou claro é que isso envolveu muito patrimônio oculto que, esperemos, venham um dia à luz.
      Finalizo, são muitas provas. LEIA O PROCESSO.

      • Ricardo,
        não perca seu precioso tempo com esses idiotas corruPTos !
        .
        basta saber que o COVARDÃO MALANDRÃO É
        o PENTA-ENÉSIMO-MAIOR LADRÃO DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE E DE UNIVERSO,
        prisioneiro na solitária por alta periculosidade e total insanidade,
        É Detento f.i.c.h.a.d.o 700004553820,
        está ENJAULADO e ENGAIOLADO por ser UM MELIANTE e UM MARGINAL,
        É O C.A.F.O.L.E.N.T.O !
        .
        não perca seu precioso tempo com esses idiotas corruPTos, Ricardo.

      • Esquece essa esquerdalha asquerosa Ricardo…veja a explicação científica. Eu pessoalmente acho que são maus caracteres mesmo…

        IMUNIZAÇÃO COGNITIVA

        Por que mesmo com tantas provas contra o Lula e tantos outros Petistas, eles não caem na real, como acontece, por exemplo, com os eleitores do Aécio Neves que nunca mais votarão nele, por que com o líder preso as pessoas que são eleitores petistas continuam apoiando ladrões comprovadamente condenados em duas instâncias?

        Entenda cientificamente como a neurociência explica isso!

        Os estudiosos explicam com a imunização cognitiva.

        Cognitiva vem de cognição, que é o processo de aquisição do conhecimento, incluindo o pensar, a reflexão, a imaginação, a atenção, raciocínio, memória, juízo, o discurso, a percepção visual e auditiva, a aprendizagem, a consciência, as emoções. Envolve os processos mentais que influenciam o comportamento de cada indivíduo.

        A imunização cognitiva é um escudo que permite que as pessoas se agarrem a valores e credos, mesmo que fatos objetivos demonstrem que eles não correspondem à verdade. A pessoa cognitivamente imunizada está no terreno da fé, que dispensa o raciocínio lógico. Para ela, argumentos lógicos não têm relevância.

        E então assistimos gente com estudo, inteligente, articulada, que sabemos que não está tirando nenhum proveito material, defendendo em público o indefensável. Como é que essas pessoas chegam a esse ponto?

        Bem, existem ao menos cinco fases no processo de imunização cognitiva.

        Primeira fase: isolamento de quem tem opiniões contrárias, protegendo suas ideias. A pessoa vai eliminando de seu convívio ou mesmo de sua atenção, quem pensa diferente.

        Segunda fase: redução da exposição às ideias contrárias. Passa a ler e ouvir apenas as opiniões em linha com seus credos. Nos estados totalitários, é quando a liberdade de expressão passa a ser ameaçada, quando a imprensa perde a liberdade, quando vozes dissidentes são caladas. É quando os processos educacionais adotam opiniões selecionadas, com autores e textos cuidadosamente escolhidos para seguir apenas uma visão de mundo.

        Terceira fase: conexão dos credos a emoções poderosas. Se você não seguir aquelas ideias, algo de ruim vai acontecer. Lembra do “se você pecar, vai para o inferno”? Se você não votar naquele candidato, sua vida, suas economias, seus benefícios estarão em perigo…

        Quarta fase: associação a grupos que trabalham para combater as ideias dos grupos contrários. Isso acontece não só em política, mas até mesmo na ciência, quando métodos de investigação científica focam nas fraquezas das teorias adversárias, ignorando os pontos fortes.

        Quinta fase: a repetição. Repetição, repetição, repetição. Cria-se um tema, um slogan que materializa um determinado credo ou visão, que passa a ser repetido como um mantra, numa técnica de aprendizado. O grito “não vai ter golpe”, por exemplo, não é uma criação espontânea, obra do acaso. É pensado, calculado. Sua repetição imuniza cognitivamente as pessoas contra os argumentos a favor do impeachment.

        Os especialistas em psicologia das massas sabem que nossas mentes evoluíram muito mais para proteger nossos credos que para avaliar o que é verdade e o que é mentira. E os especialistas em comunicação constroem retóricas fantásticas, com intenção de desviar o tema principal e, especialmente, imunizar cognitivamente os soldados da causa.

        E aí, meu caro, minha cara, não adianta mostrar o vídeo, o recibo, o cheque, o testemunho do caseiro, a ordem da transportadora, o grampo telefônico… O imunizado cognitivo está vacinado contra fatos objetivos.
        Naturalmente esse “torpor cognitivo” não se restringe ao campo politico, social, econômico ou religioso. Ele perpassa todas as áreas da vida humana e faz, por exemplo, que uma pessoa acredite, mesmo contra a razão, que o Brasil é o melhor lugar do mundo, que o palmeiras é campeão mundial, que o capitalismo é o responsável por todos os males do mundo.

        Tá explicado então? Se você está se sentindo entorpecido das ideias, incapaz de descer do muro, provavelmente alguém está lhe ministrando umas doses de imunizante cognitivo.

        E você nem percebeu que está.

        O nazista Goebel usava muito bem isso, o fascismo de Mussolini e o comunismo de Fidel , Mao e Stalin também.

        E muitos até hoje usam.
        Uma mentira repetida várias vezes pode tornar-se uma verdade na cabeça de muitos.

  2. MONGOL

    Por mais de 20 anos,o que se viu foI um Brasil de ladrões,corruptos e assassinos no poder,ditando regras roubando e destruindo a nação, e Bolzonaldio, esse idiota, achando que vai chegar em algum lugar, amarga agora numa cama de hospital porque quis ser presidente desta merda da qual ele fez parte….

    ♫♪”Isso é que dá, cê querer frequentar…”♪♫

  3. MAS O PSDB NÃO ERROU SOZINHO. O PSOL TB COMETEU UM ERRO ELEITORAL TERRÍVEL, ao aceitar, passivamente, ser golpeado pelo PT, via Boulos, que impôs ao PSOL a pateta e patética condição de puxadinho do PT, absorvido por este, fazendo-o um representante do nada e por coisa nenhuma em termos de contraponto, pairando no ar, sem escada e com a broxa na mão, fechando assim, em conluio com o PT, as portas para a Revolução Pacífica e Redentora da política, da nação e da população, como propõe a RPL-PNBC-DD-ME, deixando escapar das suas mãos, diante da própria fuça, a possível condição de protagonista e contraponto a tudo isso que aí está, com prazo de validade vencido há muito tempo, deixando claro ao Brasil que nasceu para ser pequeno e para morrer pequeno, infelizmente. https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/368626/Tasso-faz-o-mea-culpa-tucano-foi-erro-embarcar-no-gov

  4. Picolé de Chuchu é uma tragédia política.

    A cada passo e palavra um gol contra.

    Previ em comentários aqui, que seu enorme tempo de TV seria fatal, pois iria mostrar mais de sua mediocridade e chatice.

    Os ratos do Centrão estão abandonando o sujeito e querem distância máxima dele.

    Sem chances!

  5. “Muita gente que está votando no Bolsonaro não sabe que está elegendo o PT. Muita gente está votando no Bolsonaro e dando passaporte para volta do PT, e o que eu puder fazer para evitar isso, certamente vou fazer. Acho que vai ter mais voto útil, à medida que vai avançando a campanha”, disse Alckmin. Se bem conheço a mentalidade desse povo, não estranharei nada se de repente, já no primeiro turno, começar a desidratação das candidaturas da tal direita, inclusive Bolsonaro, em prol de Ciro Gomes, enquanto bala de prata única contra o petismo no segundo turno.

  6. Está para nascer um sujeito tão imbecil quanto esse picolé de chuchu. Não ganha nem no estado dele vai querer o quê ?
    Bolsonaro representa um voto de dignidade.

  7. “Quem vota no Bolsonaro abre caminho para volta do PT”

    -Uma pena que ele não tenha dito isso para o esfaqueador, nem para o Ciro. Teria evitado o crime e a nudez em público da educação do candidato.

  8. Mas o General Mourao já processou o Coronel Rubens Pierrotti Júnior que o acusou de receber uns pixulecos da Tecnobit ou passou recibo ?

      • Ciro Gomes um dos pais do Plano Real …
        Presidente de 1992 a 1995, Itamar chamou para si a responsabilidade política pela implantação do Real, em 1994, e ressaltou o papel de outros políticos e economistas. “O grande ministro do Plano Real chama-se (Rubens) Ricupero e, em seguida, Ciro (Gomes). E depois houve Paulo Haddad, Eliseu Resende. O plano não é só de um ministro. E é preciso lembrar que o Plano Real foi assinado pelo presidente da República, não por uma ordem técnica. A parte política foi garantida pelo presidente da República”, afirmou.
        ( OESP )

        • Dessa missa vc sabe só a metade, Virgílio Gomes, que tb entrou de gaiato no navio de FHC e CIA. Itamar presidente, FHC ministro, sugeri-lhe o plano moeda forte, na esteira e aprendizagem dos fracassados planos anteriores, cujo nome deveria ser Ecodolar, Bradolar, ou coisa equivalente, na proporção de 4 por 1, com o banimento do nome cruzeiro ou cruzado que expressa sacrifício, expiação, sofrimento, tudo aquilo o povo brasileiro já estava de saco cheio há muito tempo, bem como da maldita inflação galopante que gerava até gerações e mais gerações bipolares, com a mudança diária do humor do tal mercado, via carta divulgada até no Estadão da época, plano moeda supostamente forte esse que deveria ser usado apenas como um meio de se ganhar alguma estabilidade para se chegar a um grande final que seria a transformação do país em confederação. FHC mandou a carta para Malan, que me mandou uma reposta marota dizendo que não haveria plano nenhum naquele sentido. Veio então o Plano Real, com FHC fazendo aquele mesancene todo, e ainda fazendo troça comigo dizendo que o nome dólar na moeda seria colonialismo, esquecendo que real é tb colonialismo, português. FHC usa a “moeda forte” em benefício próprio, elege-se presidente, gostou do jogo e do palácio, e, sem peito para ousar, usou outra vez a moeda como um fim eleitoral em si mesmo, em causa e benefício próprio, comprando com ela a reeleição, que tornou pior o que já era muito ruim, levando a moeda forte à exaustão face ao prazo de validade. Veio então a dupla Lula/Meirelles, ressuscitaram o real e tb o usaram na mesma toada de FHC, com o pé no acelerador. Veio Dilma, na mesma balada, para segurar o rojão do Lula, gostou do jogo, quis continuar, continuou, mas o real já havia aberto o bico outra vez, prazo de validade estourado outra vez. Daí veio o golpe e com ele a realidade, 20 anos de estagnação, uma nova tentativa de ressurreição do real, para começar tudo outra vez, para chegar outra vez nisso que aí está, uma corrida maluca sem fim que não leva a lugar novo nenhum, senão ao aumentos gigantesco da dívida pública cada vez mias impagável. Vc acha que vale a pena repetir tudo isso outra vez, ou chegou a hora de ousar, deixar de voar como galinha e passar a voar como águia, usar a moeda como meio de se atingir o fim nobre para o qual fora sugerida, antes que seja tarde demais ?

    • Pensamos aqui essa possibilidade antes da saída da senhora. Ainda assim, pelos cálculos feitos nesta página na época, a saída valeria a pena.

  9. Aí já é demais. Quem vota em Bolsonaro vota num racista, homofobico, misógino, adimirador do coronel torturador Ulstrar, sem ideias, sem projeto, sem programa, sem preparo e sem competência. Estão pouco se importando com isso. Mas dizer que votam no PT, aí já é demais.

    • Ciro Gomes um dos pais do Plano Real …
      Presidente de 1992 a 1995, Itamar chamou para si a responsabilidade política pela implantação do Real, em 1994, e ressaltou o papel de outros políticos e economistas. “O grande ministro do Plano Real chama-se (Rubens) Ricupero e, em seguida, Ciro (Gomes). E depois houve Paulo Haddad, Eliseu Resende. O plano não é só de um ministro. E é preciso lembrar que o Plano Real foi assinado pelo presidente da República, não por uma ordem técnica. A parte política foi garantida pelo presidente da República”, afirmou.
      ( OESP )

  10. Alckmin, reconheça, ou “vista a carapuça”: TODOS voces, os “para tanto alçados”, tem uma mesma luminosa digo, TENEBROSA IDÉIA!

  11. Toffoli suspende ação penal aberta por Sérgio Moro contra Guido Mantega

    Toffoli apontou que o Supremo concluiu que doações via caixa dois são crime de falsidade ideológica, previsto no artigo 350 do Código Eleitoral (Petição 6.986). Portanto, as acusações desse delito devem ser julgadas pela Justiça Eleitoral, destacou.

    Para o ministro, o juiz Sergio Moro tentou burlar a decisão do STF ao receber a denúncia contra Guido Mantega.

    Ainda que Moro não tivesse contrariado a decisão do Supremo dessa maneira, o teria feito ao argumentar que a competência da Justiça Eleitoral não se estende aos crimes federais, ressaltou Toffoli. Isso porque, no julgamento da PET 6.986, os ministros concluíram que, mesmo se houver crimes conexos de competência da Justiça Comum, como corrupção e lavagem de dinheiro, prevalece a competência da Justiça Eleitoral. Afinal, no concurso entre a jurisdição comum e a especial, esta predomina.

    Dessa maneira, Dias Toffoli concedeu liminar para suspender o processo na 13ª Vara Federal de Curitiba com relação a Mantega. O ministro estendeu os efeitos da decisão a João Santana, Mônica Moura e André Luiz Santana.

    https://goo.gl/R2bTZ9

  12. -Quem vota em Bolsonaro?

    “Dos eleitores de Bolsonaro, um terço tem até 24 anos, enquanto que Lula tem o dobro de eleitores entre os com mais de 60 anos. O petista tem sua melhor performance entre aqueles que completaram o ensino fundamental.
    Dos apoiadores de Bolsonaro, quase um terço tem ensino superior.” (G1)

    -Será que estudar
    e adquirir conhecimento faz a pessoa votar no Bolsonaro?
    -Caso positivo, tenho que falar para o meu tio, petista doente, tirar os filhos dele da escola para que o PT não perca mais três eleitores!

  13. Seu partido sim, fez o PT no governo. Sem o governo FHC, Lula não teria sido eleito, como sempre tinha acontecido. Nenhum candidato no Brasil jamais foi punido por mentir a seu povo em cadeia nacional, não seria diferente com este ai que cada mais se apequena. Se isso não mostra de desespero, não se saberia mais o que é. Que Alckmin mantenha algum brio e não deixe transparecer, ser uma pessoa tão pobre. Tão baixa.

  14. Os estrategistas do Alckmin estavam muito preocupados em atacar o Bolsonaro (imaginam que os eleitores de um são os mesmos eleitores do outro).

    No atual momento da campanha, abaixo do líder o que interessa para os demais é garantir o 2º lugar.
    Se tem que atacar alguém, que ataque os vizinhos mais próximos, pois só existem duas vagas pro segundo turno (1º e 2º lugares).
    Um pouquinho de estratégia ajuda.

  15. Prezado Jorge,
    “Por mais de 20 anos…” foram campanhas caríssimas, bancadas pelos tais Caixa 2, cuja origem dessa dinheirama talvez nunca saberemos, transformando a competição numa disputa desigual (levava vantagem quem fosse mais corrupto).

  16. E acaso o Alckmin ganha de quem? Do Bolsonaro, segundo as pesquisas. Sem o capitão, perderia para qualquer um, com absoluta certeza.

    O PSDB continua com a estratégia de querer monopolizar o antagonismo ao PT, destruindo qualquer possível concorrente. Começou em 1998, quando FHC fez sua “aquisição hostil’ do PMDB, impedindo-o de lançar Itamar para presidente, e prosseguiu em 2002, quando Serra destruiu as pretensões presidenciais de Roseana Sarney e Ciro Gomes.
    Os tucanos vivem na ilusão de terem o eleitorado antipetista como cativo. Quantas vezes não ouvimos que o Serra seria “dono” de 40% do eleitorado nacional?
    As pessoas há muito estão cansadas do PSDB, desde a era de terra arrasada do governo FHC, que só foi presidente por conta do erro de Itamar em nomeá-lo ministro da fazenda. Ninguém quer voltar aos ‘tempos gloriosos’ de Fernando Henrique.
    Muitos votam nos candidatos presidenciais tucanos a contragosto, só para se opor ao PT. Mas, com poucas exceções do tipo Reinaldo Azevedo, não há eleitores tucanos verdadeiros. Os eleitores estão percebendo que PT e PSDB são farinha do mesmo saco e estão atrás de outras opções. Pode ser que em futuras eleições apareçam outras melhores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *