“Quero me desculpar. Não houve a devida checagem”, diz Bolsonaro após divulgação de fake news

Publicação nas redes sociais pode ter as digitais de Carluxo

Gustavo Maia
O Globo

O presidente Jair Bolsonaro pediu desculpas nesta quarta-feira, dia 1º, por ter divulgado um vídeo com informações falsas sobre um suposto desabastecimento causado por medidas de contenção ao novo coronavírus. O vídeo, que tinha críticas a governadores, foi publicado por Bolsonaro na manhã desta quarta em redes sociais e deletado horas depois após a informação ter sido desmentida.

Na gravação, um homem dizia estar na Central de Abastecimento (Ceasa) de Belo Horizonte e criticava a suposta falta de produtos, que, segundo ele, teria sido causada por medidas tomadas pelos governadores.

DESMENTIDO – Em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, no fim da tarde, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse que não há risco de desabastecimento e afirmou que o vídeo foi filmado durante a limpeza do Ceasa.

Por telefone, Bolsonaro disse ao jornalista José Luiz Datena, do Brasil Urgente, da Band, que não houve a “checagem” dos fatos antes da publicação: “Quero me desculpar, não houve a devida checagem do evento. Pelo que parece aquela central de abastecimento estava em manutenção. Então, quero me desculpar publicamente, foi retirado o vídeo. A gente erra na notícia e eu tenho a humildade em me desculpar”.

QUEDA DE FLUXO – O presidente afirmou, contudo, que há uma queda no fluxo de entrada de alimentos em São Paulo: “Agora, aquilo, em parte, tivemos contato com o Ceasa, com o Ceagesp em São Paulo, tem caído realmente o fluxo de entrada de alimentos. Tem caído esse fluxo aí. Espera que não caia mais do que já caiu, porque, o desabastecimento… Quando se fala em hortifrutti, até conversei com a Tereza Cristina sobre isso hoje, se chegar a um ponto de haver a interrupção da produção, você leva de 60 a 90 dias para voltar à normalidade”.

Bolsonaro também pediu desculpas pela sua conta pessoal no Facebook. “Foi publicado em minhas redes sociais um vídeo que não condiz com a realidade para com o Ceasa/MG. Minhas sinceras desculpas pelo erro”, disse, junto a um vídeo que mostra a Ceasa cheia.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Bolsonaro teve que vir pedir desculpas publicamente por falta de “checagem”. Uma ação que em minutos teria evitado a desinformação. Pelo passado recente, a publicação teve as digitais de Carluxo que, em plena época de fake news, queria mais ver o circo pegar fogo. Perdeu a oportunidade de “brincar” e dizer que era pegadinha de 1º de abril. (Marcelo Copelli)

30 thoughts on ““Quero me desculpar. Não houve a devida checagem”, diz Bolsonaro após divulgação de fake news

  1. Vamos voltar com a Mandioca, que sofreu um górpi! Ela vai ensacar este vírus, solução perfeita! Quem nunca enviou uma fake news? Nestes tempos de desinformação, que levante a mão. Esta é mais uma notícia e comentário para levar adiante a pauta do golpe, simples assim. Marco Aurélio, o deus que o povo tem que manter uma distância de seis metros, deu um passo em falso. Antes que a imprensa esqueça, quem comanda é o povo brasileiro.

  2. Durante esse período dessa moléstia que assola praticamente o mundo todo , não vi a TI colocar fake news em momento algum.

    O Newton e o Copelli estão imbuídos do dever de bem informar seriamente, como sempre.

    Os comentaristas que defendem essa coisa que nos governar, devem ter mais compostura ao criticar com veemência Newton e Copelli, às vezes com palavras chulas.

    Vamos vencer galhardamente esse período de pânico que o Brasil atravessa, com muito trabalho e fé em Deus, Independente do coisa que nos governa.

    Abraços a todos e muita saúde

  3. Tenho até pedido a Deus que faça com que o Bolsonaro desencante, crie juízo, tenha mais consciência das coisas, mais discernimento e mais desprendimento, e passe a enxergar a verdade das coisas como elas realmente são, até porque trata-se de um sujeito originário aqui da nossa região de um município que tb faz parte do mapa do Movimento SP do Sul, que, no passado, durante o Governo Collor, levantou-se contra a escória tucano-mdbestas. e o abandono desta imensa região duramente castigada durante décadas face ao golpe praticado pelo ditador Getúlio Vargas e sua escória golpista que, derrotados nas urnas, impediram a posse do Presidente eleito, legítima e democraticamente, Júlio Prestes, de Itapetininga, SP, de modo que a eleição de Bolsonaro, em sendo originário desta região, poderia significar até uma compensação da marcha natural da história que de alguma forma pudesse ajudar a resgatar esta imensa região que, historicamente, serviu apenas de bucha de canhão da politicalha bandida da federação feita nas coxas. Mas, o Bolsonaro, infelizmente, parece um caso perdido, um fim em si mesmo, um caso doentio de egoísmo, egocentrismo e segundas intenções inconfessáveis, que não consegue dizer a que veio e nem que apito toca, parecendo até apenas mais um serviçal do capital velhaco cujo sonho político é permanecer sentado gostosamente no colo do dito-cujo, a exemplo da ditadura militar, sarney, fhc, lula, dilma, temer e CIA. Tenho dó, mas se o Pai tb perder a paciência com ele, como está prestes a acontecer, vai sair da presidência direto para o xilindró, ou para o hospício à base de camisa de força, ao que parece, até porque o sistema podre, que põe e tira, já está pronto para fazer o fecha e o pega pra capar nele, até porque tudo o que o dito-cujo quer e sempre quis é apenas um trouxa a mais na cadeira de presidente para continuar servindo a velha e nova bezerrada de ouro cujo ideal político maior é apenas continuar mamando à beça no erário, até morrerem de velhos lá, e legar as tetas aos filhos, netos…

  4. Retratação? Bobagem, Ronaldo. A meu ver, Newton não deveria nem se dar ao trabalho de retrucar tuas sandices. Em 64, reitero mil vezes e onde for preciso, teve excessos de todos os lados. Afixe-se que militar também é povo. Luta, rala, tem boletos para pagar. Tem amor pelo Brasil e luta sim, contra maus brasileiros. Ontem, hoje e sempre. A hipocrisia dos fariseus grávidos não merece, não pode nem vencerá todas as batalhas.

Deixe uma resposta para Jnel Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *