Questionado sobre rachadinha, Bolsonaro se altera e abandona uma entrevista na TV

Bolsonaro abandona entrevista após discutir com humorista na Jovem Pan;  veja vídeo - ISTOÉ Independente

Humorista Paulo Marinho tentou ridicularizar Bolsonaro

Ingrid Soares
Correio Braziliense

O presidente Jair Bolsonaro se irritou nesta quarta-feira (27/10) com uma pergunta do humorista André Marinho, do programa Pânico, da TV Jovem Pan News, sobre ‘rachadinha’. Em indireta a um dos filhos do presidente, o senador Flavio Bolsonaro (Patriota- RJ), o humorista questionou ao chefe do Executivo se “rachador teria que ir para cadeia”.

André Marinho ficou conhecido nacionalmente por imitar o presidente Bolsonaro durante um jantar em São Paulo, ao qual estava presente o ex-presidente Michel Temer.

DISSE O HUMORISTA – “Você é, muito além de nosso presidente, um verdadeiro mito. Mas realmente, está todo muito preocupado com o retorno do PT ao poder, que vendeu o governo para o Centrão, comprou base parlamentar com emenda, tinha milícia digital para atacar opositor e fez indicação de cunho político para o STF (Supremo Tribunal Federal). Ninguém quer ver esse horror voltar à tona aqui. Mas tenho uma denúncia muito mais importante de uma prática que está acontecendo direto no meu RJ, onde nasci, que são vários deputados em seus gabinetes, PSB, PSol, PT, que estão ali roubando a torto e a direito o salário de assessor e botando no próprio bolso, desviando dinheiro público. E o PT, inclusive, é o campeão nesse ranking de peculato. Então, presidente, eu pergunto, rachador tem que ir para a cadeia ou não?”, questionou ironicamente o entrevistador.

Irritado, Bolsonaro disse que não aceitaria provocações e afirmou que o pai do humorista é o maior interessado na cadeira de Flávio no Rio de Janeiro, porque André é filho do empresário e atual presidente estadual do PSDB no Rio de Janeiro, Paulo Marinho, um dos principais colaboradores da campanha de Jair Bolsonaro em 2018. No ano seguinte, eles romperam relações e Marinho é primeiro suplente de Flavio Bolsonaro no Senado.

PROVOCAÇÃO – “Marinho, você sabe que eu sou presidente da República, respondo sobre meus atos e não vou aceitar provocação tua. Você, recolha-se ao seu jornalismo. Não vou aceitar. Teu pai é o maior interessado na cadeira do Flávio Bolsonaro. O teu pai quer a cadeira do Flávio Bolsonaro. Não tem mais conversa contigo”, emendou.

O humorista rebateu e, em tom de provocação, disse que o presidente era “tigrão com humorista e tchutchuca com o STF”. Para serenar os ânimos, o apresentador Emílio Zurita passou a palavra para outro integrante do programa, Adrilles Jorge, que vinha fazendo perguntas em tom favorável ao governo.

Mas outra discussão surgiu quando Marinho insistiu: “Por favor, responda à pergunta que eu te fiz, só quer pergunta de bajulador?”

DISCUSSÃO NO AR – Adrilles, então, rebateu no lugar de Bolsonaro: “Bajulador é teu pai que bajulava o presidente e não recebeu ministério. Você se transformou em oposição porque seu pai não recebeu ministério. Ah, ‘bajulador’… Me respeita, ô cara de pau”, pediu Adrilles. Enquanto os dois discutiam, Bolsonaro ameaçou novamente abandonar a entrevista:

“Se o Marinho entrar novamente eu vou embora. Se entrar na tela mais uma vez, eu vou embora. Acabou”, ameaçou o chefe do Executivo. Segundos depois, o humorista rebateu: “O meu pai não chora no banheiro”, em alusão a uma declaração recente do presidente.

Bolsonaro então se levantou e pôs fim à entrevista, feita por computador.

8 thoughts on “Questionado sobre rachadinha, Bolsonaro se altera e abandona uma entrevista na TV

    • Deve ter saído, assim apressado, para chamar o bombeiro mais próximo que pudesse achar, necessário era apagar aquele fogo que não parava de consumir o que pela frente estivesse.
      Já que do seu próprio histórico, apesar de grande parte atleta, sabia ele de antemão que sozinho não conseguiria aplacar.

    • Kkkkkkk!!!!

      Sr. Armando, o bolso rachado não que ver na frente dele nem um contra cheque bem depiladinho…
      Pra bom entendedor um pingo é uma letra.

      Kkkkkk!!!

      Um forte abraço,
      José Luis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *