Quintana fez um poema sobre o riso de sua amada, mas as palavras se perderam na chuva

Resultado de imagem para mário quintana frasesPaulo Peres
Poemas & Canções
O tradutor, jornalista e poeta gaúcho Mário de Miranda Quintana (1906-1994) fez um poema à procura do riso de sua amada.
EU FIZ UM POEMA
Mário Quintana
Eu fiz um poema belo
e alto
como um girassol de Van Gogh
como um copo de chope sobre o mármore
de um bar
que um raio de sol atravessa
eu fiz um poema belo como um vitral
claro como um adro…
Agora
não sei que chuva o escorreu
suas palavras estão apagadas
alheias uma à outra como as palavra de um dicionário.
Eu sou como um arqueólogo decifrando as cinzas de uma cidade morta.
O vulto de um velho arqueólogo curvado sobre a terra…
Em que estrela, amor, o teu riso estará cantando?

3 thoughts on “Quintana fez um poema sobre o riso de sua amada, mas as palavras se perderam na chuva

  1. Just to go with the flow:

    Para cada estrela na via Láctea
    Há uma galáxia.
    Para cada grão de areia na terra
    Mil estrelas há no céu.
    No universo existem bilhões de sóis
    Mas toda essa grandeza se apequena
    Quando fazemos amor sob os lençóis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *