Radicalismo político desperta sentimentos realmente descontrolados e irracionais

Jair Bolsonaro, que já recebe visitas, faz o sinal “positivo”

Carlos Newton

Quando surgiu a primeira notícia sobre o esfaqueamento de Jair Bonsonaro, nesta quinta-feira à tarde, postei aqui uma matéria da revista IstoÉ que terminava com informação tranquilizadora de um de seus filhos, o deputado Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), que é candidato ao Senado no Rio. Ele postou nas redes sociais que o pai sofreu o atentado em Juiz de Fora, uma estocada com faca na região do abdômen. “Graças a Deus, foi apenas superficial e ele passa bem. Peço que intensifiquem as orações por nós!”, escreveu.

Em sequência a esta informação positiva sobre o estado de saúde dele, redigi uma Nota da Redação, nos seguintes termos: “O radicalismo político desperta paixões verdadeiramente descontroladas e irracionais. Não se deve pregar a violência, como Bolsonaro fez no Acre, dizendo que ia ‘fuzilar a petralhada’. Estamos entrando uma nova era sinistra, em matéria de política”.

Em nenhum momento defendi ou justifiquei o agressor. Apenas lamentei que o candidato fizesse declarações deste nível em sua campanha, porque “o radicalismo político desperta paixões verdadeiramente descontroladas e irracionais”.

VALE O ESCRITO – O que escrevi nem foi uma opinião, foi uma simples constatação. Bolsonaro lidera com folga a eleição, não deveria continuar fazendo esse tipo de declaração pública. Em 1915, o senador Pinheiro Machado, o “condestável” da Velha República, fazia declarações assim contra os rivais dizendo que eles iriam assassiná-lo. Em entrevista ao jornalista João do Rio, disse ele: “Morro na luta. Matam-me pelas costas, são uns ‘pernas finas’. Pena que não seja no Senado, como César…”

Pois foi exatamente o que aconteceu, em 8 de setembro de 1915, quando foi apunhalado pelas costas por um cidadão chamado Manso de Paiva, que disse ter agido “por vontade própria”.

VIOLÊNCIA POLÍTICA – São abundantes os exemplos de violência causada por radicalismo político, como a morte do governador paraibano João Pessoa em 1930, a tiros; o assassinato do major Rubens Vaz, em 1954, também a tiros; e a morte do senador José Kairala em 1963, atingido por uma bala perdida de Arnon de Mello (pai de Fernando Collor), que atirou em Silvestre Péricles no plenário do Senado, atingiu o parlamentar acreano, que era suplente de José Guiomard e no dia seguinte deixaria o mandato.

Os senadores alagoanos Arnon de Mello e Silvestre Perícles foram presos em flagrante. Mesmo tendo o homicídio ocorrido perante testemunhas, ficaram presos pouco tempo e foram inocentados pelo Tribunal do Júri de Brasília.

Na política estadual e municipal, a violência é ainda mais comum. Em 1993, o então governador paraibano Ronaldo Cunha Lima atirou à queima-roupa no ex-governador Tarcísio Buriti, num restaurante. Os tiros atingiram a boca e o tórax de Buriti, que sobreviveu ao atentado. Cunha Lima foi processado, tinha foro especial e o Supremo jamais o condenou. Isto é Brasil.

BOLSONARO – Quanto ao candidato Bolsonaro, devo confessar que nem de longe o considero o pior candidato. Apoio muitas teses dele, como o maior rigor no combate aos criminosos, sem benefícios de redução de pena. Sou favorável à ordem para o policial alvejar quem estiver portando fuzil. E defendo ardorosamente o direito de cada homem de bem possuir armas, como ocorre na Suíça, que tem a população mais armada do mundo.

E vou além. Dependendo de quem ficar contra ele no segundo turno, posso até votar nele. Com tenho escrito aqui, não há nada tão perto do comunismo democrático do que a carreira militar, que defende a ordem, a meritocracia, a disciplina, a garantia de assistência médica e educação gratuita para todos, a igualdade de oportunidades e a redução das desigualdades sociais. Pensem nisso, pois o comunismo moderno pode ser praticado em ordem unida, pela força do voto.

###
P.S. 1 –
Quanto aos fanáticos que defendem aqui no blog a morte dos comunistas, tenho pena de vocês, não sabem o que estão dizendo.

P.S. 2 – Daqui a pouco escreverei sobre o significado eleitoral do atentado ao candidato do PSL. (C.N.)

35 thoughts on “Radicalismo político desperta sentimentos realmente descontrolados e irracionais

  1. Prezado Carlos Newton, a nota do rodapé está desconectada da crueldade e importância do tema, não se trata do despertar de uma “paixão” e sim de um ato criminoso, injustificável e que mostra a verdadeira face antidemocrática dos partidos que se julgam de esquerda e donos do Brasil.

  2. Sr. Carlos Newton,
    Don’t be a hot head, ou seja, não esquenta a cabeça.
    Muitas pessoas desconhecem ser a ideologia um conjunto de ideias vigentes num determinado período de tempo.
    Somos seres em constante mutação, leia por cima os escritos de alguns.
    Há aqueles que ainda acreditam haver esquerdistas e direitistas.
    Continue o seu aplaudido ofício como Editor do blog, pois poucos conseguiriam fazer de forma brilhante.
    Vislumbro que há pessoas de bem, que desejam o melhor para todos, independente das cores que utilizam, e as outras que não conseguiram enxergar de forma cristalina o papel de cada um de nós no mundo.
    Tenha um belo dia e aproveite o dia da nossa Independência como patriota que o Sr. sempre demonstrou.

  3. Li seus dois textos CN e siceramente compreendi, gosto muito de suas posicoes temos que defender nossas ideias sem porem perder a ternura. Voto no Bolsonaro acho que para o Brasil de hoje eh o melhor candidato. Pelas suas propostas, principalmente acabar com a reelicao e rever a composicao do STF que por mim a PEC da bengala tem que ser revogada.

    OBS: texto escrito em teclado em ingles por isso a falta de assentos.

    • Prezado, texto claro como a água. Já dizia o grande Monteiro Lobato que os acentos sao totalmente desnecessários. Lixos. Infelizmente tiraram o “acento” apenas da linguiça!

  4. Newton, rememoras com precisão acontecimentos importantes de nossa história. Só dois tiveram conseqüencias. A morte de João Pessoa que foi por razões passionais e redundou na revolução de 1930 e o assasinato de Rubens Vaz que redundou no suicídio de Getúlio Vargas em 1954. É uma incógnita o que pode acontecer. Nosso povo é emotivo; pode até alçar Bolsonaro a vítima. A pergunta lógica é: Bolsonaro é vítima de quem? A resposta é cristalina: Dele mesmo. Apareceu no cenário político desafiando, ofendendo, ameaçando, desmoralizando, discriminando todo o povo brasileiro. Desmoralizou até o Exército, ameaçando jogar uma bomba no alojamento por achar que ganhava pouco. (deve ter um parafuso frouxo no cérebro). Como político continuou: Não gosto de negro de índio, de mulher, de gay, de lésbica. Vou tomar a terra dos índios e dos negros, vou acabar com a bolsa família, vou vender a Petrobrás, Eletrobrás e outras empresas, Vou entregar a RENCA da Amazônia para o Canadá, Israel e EEUU. Fala em tiros, metralhadora, canhão tanque. Ameaça ele e outros militares da reserva de intervir militarmente no governo. Deixa o povo em pánico. Isso é uma coisa que nos contraria. Mas nossa cabeça é boa. Porém como fica a cabeça de um fanático e debiloide. Pode naturalmente pensar em matá-lo. Foi o que aconteceu. Não creio que ninguém, principalmente político tenha mandado matá-lo. Agora é esperar para ver. Pode até o general Mourão substituí-lo.

    • Prezado Aquino.

      “Como político continuou: Não gosto de negro de índio, de mulher, de gay, de lésbica. Vou tomar a terra dos índios e dos negros, vou acabar com a bolsa família, vou vender a Petrobrás, Eletrobrás e outras empresas, Vou entregar a RENCA da Amazônia para o Canadá, Israel e EEUU. Fala em tiros, metralhadora, canhão tanque…”

      -Permita que eu discorde: Alem dos exageros do “programa de governo” acima, dizer que ele deixa de ser vítima e passa a ser autor é o mesmo que dizer que uma mulher é a culpada pelo próprio estupro por ser bonita e por andar com roupas sensuais.

      Abraços.

      • Caro leitor e comentarista Francisco Vieira – Brasília DF,
        Permita-me acrescentar ao seu comentário o seguinte: Bolsonaro é o culpado do atentado que sofreu ontem em Juiz de Fora, pois foi quem enfiou a barriga na faca do seu esfaqueador.
        É inaceitável, é inadmissível que fatos como esse ocorram em pleno século XXI, início do terceiro milênio.

        • As penas desvairadas estão sendo traídas pela memoria, esquecem que a escalada de violência e ódio aos governantes eclode nas violentas manifestações de ESQUERDA no ano de 2013, que um dos organizadores era nada mais nada menos que boulos no psol.
          E sabemos muito bem quem tem esticado essa corda.

  5. Bom dia leitores e comentaristas desta Tribuna! Bom dia prezado Carlos Newton!

    Hoje comemoramos a independência do Brasil do império português. Data muito especial para todos nós que amamos este país chamado Brasil. Hoje é o dia da pátria. Pátria amada Brasil. Repito então as palavras de Dom Pedro as margens do Ipiranga: “ INDEPENDÊNCIA OU MORTE”! VIVA O BRASIL!!!!!

  6. O que se sabe até agora, é que o “esfaqueador” do Bolsonaro é militante profissional de esquerda, com passagens e hospedagens pagas por alguém que usufrui dos seus serviços.
    Portanto o acontecido ontem não é uma ato isolado, mas sim um complô de descontentes com a performasse do candidato.
    Agora a PF tem que ir a fundo nesta história e saber quem esta por trás do indivíduo.
    Realmente a esquerda tem o ranço de querer impor suas vontades “na marra” e quando se sente acuada, não faz qualquer restrição em usar métodos violentos e cruéis.
    O vagabundo que esfaqueou o Bolsonaro, tem fotos de suas andanças por todo o pais, sempre em protestos políticos. Pergunta-se então, quem cobre suas despesas e mantem sua “boa vida”?
    A hora é de união contra a vagabundagem organizada.

    • Perfeito comentário sobre quem financia um servente de pedreiro desempregado, apenas com o curso primário, que vive viajando pelo país. Estrategicamente a mídia ativista nem comenta este “detalhe”, apesar de Montes Claros ficar a 700 km de Juiz de Fora (R$ 400,00 ida e volta). É hora da PF ir fundo e desmontar a versão de que ele é “apenas” maluco. Será que o esquerdinha que apoia o lulalivre vai dizer: Fi-lo por que qui-lo?

  7. A esquerda criou um novo paradigma: A CULPA É DA VÍTIMA! Com isso agora podemos dizer, de boca cheia, que a garota que anda de mini saia e batom é a culpada por ser estuprada. O estuprador só a violentou por que ela ficou se expondo. O violento só reagiu à provocação…
    O gramscismo de boteco já encheu o saco, né?

    • O curioso é que aqui na TI todos os antibolsonaro vão de mansinho tentando impor esta tese. Então Marielle foi culpada do seu assassinato? Afinal ela “invadiu” áreas dominadas pela milícia e facções. Segundo o NOVO pensamento da esquerda quando você faz algo que desagrada alguém violento essa pessoa naturalmente pode te agredir ou te matar pois você deu razão. É isso aí mesmo boiada? Êta turminha coerente…

  8. Prezado Aquino. A midia é sabidamente esquerdista mas a que você está lendo é mais fake. Onde Bolsonaro disse ou escreveu o que você afirma sobre ele?
    É sabido que enquanto os políticos de esquerda empregam mais homens do que mulheres em seus gabinetes parlamentares, Bolsonaro emprega mais mulheres do que homens. E então, o que dizer?

  9. Vrancisco Vieira, lamentavelmente você sendo analfabeto político não entendeu nada do que eu disse. Faço a diferença entre uma pessoa normal e um desequilibrado. Você que parece cer um desiquilibrado está achando que eu estou culpando Bolsonaro. Ele é vítima mas criou com seus arroubos clima que atingiu a cabeça de um desequilibrado.

    • Se o Francisco é analfabeto político, tem outros aqui que são simplesmente analfabetos iletrados, pois não sabem escrever o português BÁSICO. Mas acreditando que o “estuprador” da língua portuguesa seja um jovem adolescente, vamos dar um desconto. Quando for mais velho derrepente aprende a escrever. ..

  10. Não comungo com o atentado praticado contra Bolsonaro , mas , deixemos de hipocrisia . Este senhor e seus sectários , há muito tempo vem semeando tempestade , com sua campanha homofóbica e fanfarrona , agora , foi vitima da mesma . Se uma coisa pode dar errado , dará . E mais , dará errado da pior maneira e no pior momento e de modo que cause maior dano possível . Torço sinceramente , pela sua pronta recuperação , possa concorrer e ser derrotado nas urnas

    • Ele não precisa se recuperar para concorrer. Ele é candidato mesmo no hospital. E vai ganhar no primeiro turno. Além disso se conseguirem matá-lo o Mourão assume e aí a cobra vai fumar. Quanto a semear tempestade agora é a vez de quem? Do Boulos, né? Ele junto com o Stédile ameaçam de morte a burguesia e a classe média há anos. Portanto, segundo seu raciocínio, vamos aguardar o novo ato de barbárie justificada.

  11. Alvejar quem esteja portando uma arma só por portar é justificável na guerra mas não em cenas urbanas. Nem a polícia europeia tem essa autorização. Contraria o direito internacional.

    • Mais um lei do abate…

      Dessa vez, ao contrário daquela que prevê a ação contra aeronave que desobedece um comando da autoridade, nem ordem teremos…

      Se for um grupo que esteja retratando um peça ou cena de filme, então… Aliás, a Polícia já prende com base meramente em imagens que sequer são periciadas e questionável reconhecimento, como de um figurante de um filme recentemente.

    • Mais um lei do abate…

      Dessa vez, ao contrário daquela que prevê a ação contra aeronave que desobedece um comando da autoridade, nem ordem teremos…

      Se for um grupo que esteja retratando um peça ou cena de filme, então… Aliás, a Polícia já prende com base meramente em imagens que sequer são periciadas e questionável reconhecimento, como de um figurante de um filme recentemente.

  12. A palavra “BISPO”, no Brasil, parece amaldiçoada.

    Nosso primeiro BISPO, Don Pero Sardinha, foi devorado pelos Caetés. Caetés, hoje, é um local de Pernambuco onde nasceu o chefe da maior caso de corrupção que existiu no planeta.

    O Brasil teve ainda o soldado BISPO que tentou matar o presidente Prudente de Moraes e acabou matando o ministro Carlos Bittencourt.

    Agora temos o BISPO ex-militante do PSOL.

    Mas o Brasil atual ainda tem outros BISPOS milionários e donos de igrejas …

  13. Bolsonaro e seus sectários cegos , beberam do seu próprio veneno , causa e efeito . Um contingente de 62 policiáis , e que adiantou ? Tal atentado provou que , somente armas e policiais , não garante segurança de ninguém , algo a mais deve ser feito . Se deus existe , certamente não está do lado de Bolsonaro ,pois ,se deus existisse e estivesse à seu lado , não teria sofrido este atentado . Por favor sem trocadilhos.

  14. Concordo. Os bandidos do pt, CUT e MST jä ameaçaram o juiz Sérgio Moro por sua atitude corajosa. A OAB nunca emitiu uma nota contra estas ameaças. Se o comunismo fosse bom cuba seria a Sua do Caribe.

  15. Se um candidato diz “vou exterminar o adversário” ele quer dizer que vai vencer politicamente o adversário.
    Pelo menos é o que um candidato normal (que não seja psicopata) pensa.
    Sempre desejei a condenação de Luiz Inácio, não porque goste de ver um velho grosseiro na prisão (prisões são lugares deprimentes), mas porque considero que isso é Justiça. Bandidos e criminosos devem ser condenados, presos e receber o desprezo da sociedade.
    Mas agredir e, pior, tentar matar outro ser humano é algo que vai contra o que nos faz melhores. É decair na barbárie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *