Radicalização domina os comentários da “Tribuna da Internet”, uma chatice

Resultado de imagem para radicalização charges

Ilustração do Duke (Jornal O Tempo)

Carlos Newton

A situação do país está muito difícil. É fácil constatar. Lojas vazias, comerciantes em dificuldades, placas de vende-se ou aluga-se por todo canto, a ponte Rio-Niterói sem engarrafamento nas manhãs de sábado, algo impensável até alguns anos atrás. Nesse clima, o PIB está negativo e a economia depende d resultado do mês de junho. Se não houver reação, ficará tecnicamente caracterizada a estagflação, que ocorre quando há recessão e a inflação continua positiva.

A radicalização político-econômica contamina a “Tribuna da Internet”, um dos espaços na faixa brasileira da internet que não está a serviço de grupos políticos, empresariais ou ideológicos. Há muitos outros, inclusive de participantes da TI, como Wilson Baptista Jr. e Altamir Tojal, cujos excelente blogs retratam a mesma inquietação.

CLIMA TENSO – Ao mesmo tempo, aumenta a temperatura nos blogs e sites atrelados ao governo e à oposição. Uns torcem a favor, os outros contra, como se estivessem numa partida de futebol. Mas há uma faixa, na qual se encaixa a Tribuna, que torce pelo Brasil, independentemente do governo. Assim, se Bolsonaro acerta, é preciso elogiá-lo, mas se erra, pancada nele!

Aqui na TI, acompanhar os comentários está uma chatice. Oposicionistas e governistas em permanente choque, não há quem aguente. Às vezes, passam nos limites e dão trabalho ao editor, que tem de fazer cortes. E eles reclamam da “censura”.

Mas quem já estava na ativa no regime militar sabe que não é censura. Trata-se apenas de educação e critérios civilizados. Não é preciso GRITAR, escrevendo com maiúsculas ou negrito, certamente é melhor exercitar a ironia. O efeito é muito mais devastador.

DEBATER A CRISE – Aqui na TI entendemos que é hora de discutir a crise econômica em profundidade, levando em conta os interesses nacionais. É preciso buscar caminhos, sem antolhos partidários ideológicos.

Sugerimos a quem se interessa a leitura frequente do site “Auditoria Cidadã da Dívida”, criada por Maria Lúcia Fattorelli. A preocupação de seus editores está na falta de transparência dos dados da reforma da Previdência. O custo da “capitalização” (R$ 1 trilhão em dez anos) vazou na semana passada por acaso. Outra preocupação é a quebra da “Regra de Ouro”, para que governantes possam se endividar para pagar salários de servidores e outros gastos correntes.

São essas temas que insistiremos em discutir, sem radicalizações nem xingamentos. Sejamos elegantes e educados; não custa nada, mas vale muito.

BALANÇO DE MAIO – Vamos aproveitar para agradecer aos companheiros que contribuem para manter a Tribuna livre e mostrar nossos recebimentos via contas bancárias. Na Caixa Econômica, os seguintes depósitos foram feitos:

DATA  REGISTRO  OPERAÇÃO           VALOR
06        002915       DP DINH AG            50,00
06        061827       DP DINH LOT         230,00
06        800030       DOC ELET                31,00
13        002915       DP DINH AG             50,00
13        131443       DP DINH LOT            52,00
14        141543       DP DINH LOT            50,00
15        151104       DP DINH LOT            20,00
20        002915       DP DINH AG              50,00
27        002915       DP DINH AG              50,00
30        301600       DP DIN LOT               50,00
31        311510       DP DIN LOT             100,00

Agora, os depósitos no banco na conta do Unibanco/Itaú:

06        TBI 2958.07601 TRIBUNA            60,00
13        TBI 2971.21174-9 C/C                 150,00
15        TED 001.4416 MARIOACRO          250,00
16         CXE TEF 7028.28905.1                200,00
27         TED 033.1593 DAVIDSOUZA        60,00
29         TED O33.3591 ROBERTOSNA      200,00
31         TBI 0406.49194-4 C/C                 100,00

E, finalmente, houve o seguinte depósito na conta do Bradesco:

16          05535723/LUIZ ZANARDI              30,00

25 thoughts on “Radicalização domina os comentários da “Tribuna da Internet”, uma chatice

  1. artigos da esquerda e da extrema esquerda é que não faltam por a qui: mauro santayana, boff, estadão,folha,globo.

    Só resta ao outro lado, que a esquerda pejorativamente chama de direita,neo-liberal, reaça, infiel,etc rebater e, se isso acontece com fundamentação nos fatos, não é radicalismo.

    • Infelizmente, para o senhor, sua opinião é contaminada pelos passos que o mesmo deu neste espaço.
      Expôs de forma clara sua fragilidade intelectual e a forma em que compreende, dentre suas frágeis possibilidades,
      O sr. é burro. Fato.
      Infelizmente é uma qualidade incontornável, já que não mostra ânimo em contorná-lo através do estímulo árduo do estudo e leitura.
      Um cachorro morto.
      Abrevie os termos pejorativos….é burrice mesmo.

      • Vc se acha inteligente e até pode ser mesmo, mas essa é uma inteligência artificial, dessas que são absorvidas em livros de humanas e não a advinda da vida real.
        Igual a vc tem milhões pelo mundo afora e até famosos.
        Prá esse tipo de inteligência eu me orgulho de ser burro.

        • Desenhando pra vc: FHC por exemplo é um desses inteligentes. Um esquerdinha de grande notoriedade, que ainda não desconfiou, como fervoroso crente do socialismo, que essa religião política na prática é pura enganação.

          Ps. Não vamos esquecer que dias atras vc fez um “inteligentíssimo” comentário sobre Cioran no afã de desqualificá-lo por suas preferências quando jovem pelo nazismo. Na década de 30, o mundo todo também admirava, Hitler que foi capa do Times na época. Getulio estava entre seus admiradores.
          Mas as pessoas normais sempre mudam de ideia. A vida real excita nossos sentidos e que ainda os possui , não se conforma.
          Para vc que não sabe, Vinicius de Morais foi integralista, Miguel Reale Junior também, Jorge Amado foi comunista, Raquel de Queiroz e outros.
          Vc com sua inteligência, desprezou a concordância verbal que era do passado e colocou como ‘sendo’ e não como “foi”.

  2. Quanto todos reclamam é porque ninguém tem razão.
    Recomendo a todos de direita e esquerda, atenção para o exemplo que ocorre no México com o Presidente Andrés Sobrador, “um raro exemplo de politico inteligente de esquerda”, que brevemente será o maior líder da America Latina.

  3. Nem li seus comentários….doeu muito??
    Pouco me importa……é uma mosca.
    Se quer impressionar alguém, leia….estude, se esforce no real sentido.
    Não passa de uma piada…….quer enganar….quem?

  4. “Não é que o governo não está dando certo, é que para o mainstream ele definitivamente não pode dar certo ― como o corajoso e excessivamente sincero Paulinho da Força disse recentemente. O sucesso do governo Bolsonaro se trata do evidente fracasso do jornalismo engajado que tentou de todas as formas que ele sequer fosse eleito”.
    Por: Pedro Henrique

  5. Por democracia subentende-se liberdade de expressão, direito à crítica, opção por tendências políticas, sociais, religiosas …

    O texto do Mediador foi coerente, e um alerta quanto aos radicalismos existentes na TI, indiscutivelmente.

    Por exemplo:
    Agora que venceu Bolsonaro, e quem não é eleitor ou pertencente à direita não presta, trata-se de um radicalismo doentio, fanático, exacerbado!

    Mais a mais, defender políticos e esta política deletéria, deplorável, injusta, corrupta, desonesta … seja quem for e a administração exercida, das duas, uma:
    Ou o cara não sabe nada ou estamos diante de um ingênuo, um sacripantas ou ambas as situações!

    Bolsonaro e a sua direita têm problemas, erros, confusões, escolhas incorretas, mas têm também momentos de correção, acertos, boa vontade …

    Lula, ladrão e genocida, junto com a sua quadrilha lesaram e prejudicaram o país e povo de forma incomparável no mundo!
    Mas, o petista, tomou algumas medidas decentes, de alcance social, que não se pode negar, como o reajuste do salário mínimo sempre acima da inflação.

    Por outro lado, volto a repetir, a direita – precisa-se ler um pouco da extraordinária História do Brasil, saliento – levou 500 anos para nos entregar um país eivado de injustiças, caracterizado pelas elites egoístas e golpistas, defesa de ricos e de seus patrimônios.

    Mas, a esquerda, uma vez que ascendeu o poder, em 14 anos só fez besteiras!

    Logo, defensores de Bolsonaro acusarem a esquerda é meio fora de propósito, admitam;
    A esquerda cair de pau em cima de Bolsonaro é piada!

    Falta ao Brasil justamente o que jamais teve desde o seu descobrimento:
    ENTENDIMENTO, e colocar o povo no patamar merecido e necessário.

    Aos radicais, meus lamentos pela visão obtusa, limitada, que ousam denominar quem deles discorda de … radicais.

    Aqueles que se acusam mútua e reciprocamente são mesmo os asnos tão propalados e mencionados, que infestam o país e esta política insana!

    Basta de dedo em riste, pessoal.

    Um notável ditado de parachoque de caminhão, alerta:
    NÃO APONTE MEUS DEFEITOS COM TEU DEDO SUJO!

    Chega de discussões empedernidas no blog, que até mesmo resvala para ofensas pessoais, e para quê?!

    Boa noite.
    Fui!

  6. Errata:

    Onde se le brigado, entenda-se brigado.

    Brigado: que brigou.

    A palavra Obrigado tem um sentido completamente diferente da palavra “brigado”.

    Os valores estão completamente deturpados.

    Um lunático agora pode se fazer de sábio e não ha o que o impeça de continuar se auto-afirmando como conhecedor da verdade.

    A verdade e deturpada, a ponto de Brigado, para tantos, poder significar Obrigado….

    Ta na Bíblia, ta nos ensinamentos de outras vertentes, e esta na verbalização, no intento, no ato de criarmos nossa realidade…

    Realmente, pior que essa dualidade, mais o centro, e saber que só existe uma verdade, ela e criada e vivida a cada segundo desse nosso tempo de viver….

    ——————————

    Taiguara, no show “Treze Outubros”, conta uma anedota, embora divertida, sobre seu contato com umas das censoras nos tristes tempos ds ditadura.

    O incomodo: a presença da palava “Policia” na letra da musica, entres as outras “pó” e “poluição”.
    Citando a necessidade de preservar o recurso poético sendo utilizado, a aliteração, Taiguara sugere cantá-la entao em na lingua Inglesa – e a censora permite que assim a cancão “passe”…

    https://youtu.be/wrWSACrF7hE

  7. “O tempo passa e atravessa as avenidas
    E o fruto cresce, pesa, enverga o velho pé
    E o vento forte quebra as telhas e vidraças
    E o livro sábio deixa em branco o que não é
    Pode não ser essa mulher o que te falta
    Pode não ser esse calor o que faz mal
    Pode não ser essa gravata o que sufoca
    Ou essa falta de dinheiro que é fatal
    Vê como o fogo brando funde um ferro duro
    Vê como o asfalto é teu jardim se você crer
    Que há um sol nascente avermelhando o céu escuro
    Chamando os homens pro seu tempo de viver

    E que as crianças cantem livres sobre os muros
    E ensinem em sonho ao que não pôde amar sem dor
    E que o passado abra os presentes pro futuro
    Que não dormiu e preparou
    O amanhã é seu, o amanhã é seu, o amanhã é seu
    O amanhã é seu, o amanhã é seu, o amanhã é seu
    O amanhã é seu, o amanhã é seu, o amanhã é seu”

    Taiguara

  8. Não são os comentários intolerantes que me desagradam na TI, mas os artigos tipo almanaque antigo. Falam de macumba, publicam fotos de santinhos e suas vidas, artigos sobre Buda, e assim vai. Esses autores deveriam saber que hoje todo mundo é culto se souber usar o Google – já se foi o tempo em que a sapiência era medida pelo Latim que o cara falava. Hoje o importante é conhecimento tecno-científico que dá ao indivíduo a possibilidade de participar do mercado altamente competitivo da tecnologia de ponta. (Inglês também ajuda pelo fato de o conhecimento humano estar armazenado principalmente em língua inglesa).
    O resto é lero-lero

  9. Quáaa!
    A Tribuna da Internet está na minha barra de tarefas e em favoritos e ocasionalmente acesso. Quando a lenha está pegando fogo na política venho aqui para assistir mais uma sessão de escalpelamento do Capitão.
    Consta nos anais (epa) do velho oeste que na verdade quem criou essa prática de escalpelar foram os mexicanos, John Reed em seu México Rebelde não citou o fato, mas deveria ter citado, e foi daí entonces que os mescaleros e outros apaches adotaram esse modo de intimidação e o escalpo mais valoroso era o de um Faca Comprida (cavalaria americana).
    Aqui neste sítio os apaches proferem adjetivos cabeludos durante a operação. Essa gente não aprendeu com o bom samaritano argentocubano Che, o Guevara, se deve endurecer sem perder a ternura, ele gostava de dar um tiro no coco de algum desafeto com sua magnifica pistola, mas o fazia com elevada dose de ternura, hehehe, os elementos morriam enternecidos com tanta bondade.
    Não que eu pretenda estimular essa candura nem sugestionar ninguém para que se comporte como um cabeleireiro gay, havemos que dar facadas menos dolorosas!
    Hehehehhehe
    Tenho um amigo que serviu na fronteira e num esquadrão que usei para seu apelido, Harpia Cinzenta, ele me relatou alguns métodos de tortura das Farcs, a Forca Siciliana e a Gravata Colombiana, se alguém se interessar pelo método é só pedir e o editor deixar.
    Buenos dias a todos, muchachos e muchachas.

  10. Fui censurado muitas vezes. Apesar disso e de não concordar com tudo que o Editor escreve, tento compreender e não deixo de participar. Porém, menos. Evitando quando o coração pulsante está quase saindo pela boca. Mas que está chato está, principalmente esse fã clube da extrema direita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *