Raquel Dodge fortalece a Lava Jato e vai implodir o plano para reeleger Temer

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn
Resultado de imagem para raquel dodge assume

Raquel parecia ter duas caras, mas era ilusão de ótica

Carlos Newton

O novo ano  começa de forma altamente negativa para a chamada Operação Abafa, criada pelo Planalto e pelas lideranças políticas para inviabilizar a Lava Jato, conforme denúncia feita em setembro de 2016 pelo ministro Medina Osório, ao deixar o cargo de Advogado Geral da União e conceder uma bombástica entrevista à revista “Veja”.

Um ano e quatro meses depois, as últimas movimentações no xadrez dos três Poderes demonstram que a Lava Jato está conseguindo superar as manobras palacianas e vai continuar dando as cartas na política durante o ano eleitoral de 2018, através da atuação vigorosa da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e do apoio da Polícia Federal, agora dirigida por Fernando Segóvia.

SEM NOVIDADE – Para a “Tribuna da Internet”, não há novidade. Desde a nomeação da substituta do procurador Rodrigo Janot, informamos aqui no blog que o presidente Michel Temer estava totalmente enganado ao julgar que Raquel Dodge ajudaria na Operação Abafa. Explicamos que as divergências dela com Janot eram apenas em relação à política interna da Procuradoria, não haveria recuo no combate à corrupção.

Da mesma forma, a posse do delegado Fernando Segóvia na Polícia Federal não teria qualquer resultado negativo para a Lava Jato, que são consideradas ponto de honra pela corporação, não há como boicotar as investigações.

LOGO NO INÍCIO – Raquel Dodge tomou posse em 18 de setembro e duas semanas depois, no dia 2 de outubro, foi logo mostrando serviço, ao pedir autorização do Supremo para ouvir o presidente da República no inquérito que investiga se houve corrupção na edição de um decreto do setor de portos.

O inquérito fora aberto em setembro, a pedido de Janot, e o relator é o ministro Luís Roberto Barroso, que não deixou por menos, ao autorizar o inquérito. “A ninguém deve ser indiferente o ônus pessoal e político de uma autoridade pública, notadamente o Presidente da República, figurar como investigado em procedimento dessa natureza”, afirmou Barroso, ao abrir investigação contra o presidente pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro por conta do decreto que beneficiou a empresa Rodrimar, que atua no porto de Santos.

Este novo inquérito contra Temer está em andamento e deve provocar a terceira denúncia de Temer no Supremo, em pleno ano eleitoral.

TRABALHO ESCRAVO – Duas semanas depois, em 18 de outubro, Raquel Dodge levou o Planalto novamente à loucura, ao recusar apoio à portaria do então ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, classificada por ela como “um retrocesso à garantia constitucional de proteção à dignidade da pessoa humana”.

Os três mosqueteiros Temer, Padilha e Moreira (que eram quatro quando Geddel ainda participava) ficaram possessos, porém não passaram recibo. Foi redigida uma nova portaria, o ministro Ronaldo Nogueira pediu demissão, vida que segue, diria nosso amigo João Saldanha.

Mas no final ano, o Planalto sofreu mais uma pancada desmoralizadora de Raquel Dodge, ao pedir liminar contra o decreto do indulto de libertava mais da metade dos réus da Lava Jato já condenados em segunda instância.

###
P.S. 1
Raquel Dodge já mostrou a que veio. Encurralou Temer nas cordas, é um cruzado atrás do outro. Vai bater até ele cair, não se sabe em que assalto. Em tradução simultânea, pode-se dizer que Raquel Dodge vai destruir o plano para reeleição de Temer, que está inundando a grande mídia com propaganda institucional. Tem anúncio até do Ministério da Defesa, embora se diga que não tem dinheiro nem para o almoço dos recrutas.

P.S. 2Havia quem pensasse que o novo diretor da Polícia Federal, Fernando Segóvia, ia enfraquecer a Lava Jato. Mas a resposta dele foi duplicar a equipe da PF que conduz no Supremo as investigações contra políticos com mandato, e um deles se chama Michel Temer. (C.N.)

10 thoughts on “Raquel Dodge fortalece a Lava Jato e vai implodir o plano para reeleger Temer

  1. Temer está com a razão nesse caso.

    E a CN erra redondamente !

    Raquel Dodge está prevaricando e essa atuação da PGR de Temer é inaceitável !

    Raquel Dodge é a Prevaricadora Geral da República !!!

    Já era pra PGR ter feito a 3ª denúncia contra Temer no caso da MP do porto de Santos faz meses !!!

    Mas Raquel Dodge, a Prevaricadora Geral da República, foi escolhida por Temer justamente pra isso: continuar engavetando essa denúncia !

  2. Sutilmente percebemos que a reforma começa a tomar os noticiários e a Lava Jato está cada dia menos comentada. Na verdade, isso e a vontade de manter os bandidos soltos, parecem ser a premissa do governo Temer. Como não podem mais aumentar preços de bens e serviços como a gasolina e energia elétrica, este governo cria a tarifa branca, com preços “punitivos” a quem consumir energia no horário de pico. Mais uma que vai dar o que falar. O Brasil tem uma demanda reprimida em matéria de boas leis, boa fiscalização e obras de infraestrutura que são o legado de anos e anos de omissão e irresponsabilidade de parlamentares e mandatários, mas Temer resume tudo em uma única frase. “Reforma da Previdência”, ele e seus paus mandatos recrutados a soldo com o dinheiro dos pagadores de impostos. Onde está a terceira denuncia contra Temer? E que ninguém espere que os tais movimentos de rua, completamente desmoralizados por Temer, tomem partido em prol de seu país. Trabalham para um dos piores partidos políticos que isso a que chamam de democracia no Brasil, pode conceber. Ninguém comenta mais sobre a proposta criminosa que todo país teve o desprazer de escutar em toda mídia de Carlos Marun. Qual a diferença entre se usar estatais para se manter eternamente no poder e usar estatais para forçar a aprovação de um projeto de interesse exclusivamente dos parlamentares coligados a Temer? Nítidamente intere$$ado$ em bajular banqueiros e especuladores internacionais. Ainda fazem as coisas como se não existisse vida inteligente no Brasil. Será?

  3. COMO SERÁ O MINISTÉRIO PÚBLICO PÓS-LAVA JATO? A Constituição vigente atribuiu poderes ao Ministério Público, nunca outrora conferidos. Com destaque para o Artigo 127.
    Contudo, os legisladores, talvez temendo criar cobra para comê-los; não tiveram a devida perícia de delimitar o MP é evitar entrelaçamentos com outras instituições. No âmbito estadual: o MP parece gêmeo siamês com: Polícia Civil, Defensoria Pública, Procuradoria Geral e até com o próprio Judiciário. E o Ministério Público Federal, do mesmo modo, interpenetrado aos Órgãos correlatos da União. Isso gera uma confusão do diabo, e um prato feito para advogado de defesa desqualificar uma Ação Ministerial contra o seu cliente.
    Ora, muitas funções do Ministério Público são subjetivas, ou lhe foram “tatuadas” pelas manifestações das ruas.
    Mas que o MP, embora não seja constituído pelo voto popular, tem sido um paladino imprescindível, na defesa dos direitos individuais e coletivos. Todavia, no seu ex-oficio, de controlador externo da atividade policial, Art. 129 Inc.VII, nesse o MP tem sido pífio e até covarde.
    Sua condição de xodó da população brasileira, vem despertando invejas nas Polícias Judiciárias e, sobretudo, na Instância superior da Justiça, desgraçadamente, o Órgãos que detém poderes para castrar e minorar as prerrogativas do Ministério Público

  4. Por que governo Temer até agora nunca criticou Raquel Dodge ?
    Por que ela não fica aparecendo na imprensa, na mídia. É só aparece com documentos.

  5. Tem algo muito ESTRANHO correndo por baixo dos panos.
    Desde quando STF comanda uma nação presidencialista? Independente do GOVERNO que seja, prestem atenção PGR, STF…..entre outros, fazem questão de DITAR AS REGRAS? alguém já se informou como iniciou o atual governo na Venezuela. Com a imprensa agindo em comum acordo para incentivar e conseguir adeptos.
    Visão macro …..pense, se informe ANALISE , COMPARE.
    As ciladas, armações estão presentes e reais no mundo. Fica a dica, não se empolgue e acredite no que lê, corra atras da verdade.
    Feliz 2018 Deus nos proteja.

  6. Muita gente não acreditou em mim,quando escrevi um artigo,na Tribuna da Internet,afirmando que a procuradora Raquel Dodge era um excelente nome para a PGR.

  7. Sei não…

    Desde que empossada, seus passos me lembram aqueles solados que olham e vasculham com cuidado onde pisam. poios sabem que todo o campo é minado…
    Um passo em, falso…

  8. Subestimar temer é um erro extremo

    Com a maior cara de pau, vem enfraquecendo significativamente os trabalhos da justiça na apuração dos atos ilícitos, praticados pelos parlamentares brasileiros.
    Não foi ato impensado sua substituição a cúmplice amadora, burra e incompetente na chefia da quadrilha.
    Nenhum criminoso colocaria em posições estratégicas do poder que investiga processa e julga um estranho no ninho.
    Quanto a alguém se arrepender e trair a quadrilha é assinar sua sentença que pode ser, ostracismo ou morte…
    Entretanto, se lhes agrada continuem a olhar a miragem, caminhem para a ilusão e morram de sede…
    Burrice e teimosia, terrível.

    sanconiaton

    • Ele como meliante e ela como advogada de defesa

      Diariamente o Lucas Silva questiona a cumplicidade de temer e dodge nas maracutaias portuárias…

      Falta-lhe coragem para fazer o correto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *