Recessão prolongada mostra que é hora de lembrarmos de John Maynard Keynes

Resultado de imagem para keynes frasesJosé Carlos Werneck

Num país de tantos desempregados e com milhões de brasileiros vivendo em situação de extrema pobreza e com uma distribuição de renda perversa, seria interessante que nossos governantes relessem, se algum dia já leram, o que pregava o matemático e economista John Maynard Keynes, para que o Estado conseguisse reverter crises econômicas, como a Grande Depressão de 1929, que atingiu os Estados Unidos e outros importantes países, como Alemanha, , Austrália, França, Itália, Holanda, Béllgica e Reino Unido, especialmente o Canadá.

Muitíssimo influente na elaboração de planos para que os governos pudessem, com grande êxito, superar crises econômicas, seus conceitos serviram de base sólida para elaboração de políticas adotadas em vários países do Ocidente antes da Segunda Grande Guerra.

TEORIA E PRÁTICA – A economia keynesiana, como ficaram conhecidas suas ideias, é uma das mais importantes obras para enfrentar longos períodos de recessão. Sua teoria foi utilizada na prática por governos que enfrentaram gravíssimos problemas econômicos.

A mais significativa, a “Teoria Geral do Emprego, do Juro e da Moeda”, serve como luva para os problemas atualmente enfrentados por milhões de brasileiros.

Os conceitos ali expostos serviram de base para que muitos governantes, realmente preocupados com o bem estar de seus governados, entendessem a grande importância de ter equilíbrio nos momentos de crises financeiras, notadamente quanto à questão do desemprego, e Keynes defendia que os efeitos devastadores que causa no consumo privado só podem ser remediados quando se incrementam os gastos públicos em períodos de recessão.

ROOSEVELT E OBAMA – Abandonando a ideia de arrochos monetários em questionamento, Keynes posiciona-se ao lado de outros nomes importantes da história da economia.

Suas ideias desenvolvimentistas foram postas em prática, por governantes norte-americanos como Franklin Delano Roosevelt e Barack Obama e seu entendimento sobre crise financeira contribuiu significativamente para reestruturação econômica de nações desenvolvidas. Os conhecimentos de Keynes sobre Economia são considerados como dos mais relevantes do Século XX e seus livros e artigos sobre a saúde financeira de um país e seu sistema monetário provocaram grande impacto positivo quando foram implementados naquela época.

É estranhíssimo e intrigante que os governos brasileiros desprezem tanto as teorias de Keynes, que, embora comprovadas na práticas, são abominadas na Universidade de Chicago, que é o maior polo defensor do monetarismo, justamente onde Paulo Guedes fez doutorado.

9 thoughts on “Recessão prolongada mostra que é hora de lembrarmos de John Maynard Keynes

  1. Bem, o que se sabe desse elemento é que , quando ocupou a primeira vez o cargo de ministro, ele se deu bem, mas isto porque havia oferta gigantesca de dinheiro no mundo e os juros eram baixíssimos. Com isso o país foi às nuvens.
    Já num outro governo militar, muito depois, quando a economia do país descia a ladeira, ele foi chamado para resolver e não conseguiu obter o mesmo sucesso de antes.

    Com o dinheiro fácil que entrava no país nos primeiros governos militares, até eu, que não sei fazer conta direito, seria um gênio.
    Enfim, esse delfin é mais um picareta desta coisa chamada Brasil.

    • Além da oferta gigantesca de dólar no mundo a juros quase zero, na época desse gordo safado,quando ministro pela primeira vez, o barril de petróleo não chegava a 2 dólares.

  2. Pois do alto da minha ignorância sobre Economia – o que sei ou é gastar ou poupar -, afirmo textualmente QUE NÃO EXISTE UMA FÓRMULA QUE DÊ CERTO QUANTO À ECONOMIA DE UM PAÍS!!!

    Não existe no mundo, na história moderna, quem mais tenha sofrido nas mãos de economistas que o Brasil!

    Alguém lembra, de cabeça, sem pesquisar, quantos planos econômicos tivemos nos últimos 34 anos, período denominado de redemocratização?!

    Se me disserem que Lula e Dilma governaram sem esses expedientes, acho que não conterei sonoras gargalhadas!

    Lula elaborou vários planos econômicos para enriquecer o PT e a ele próprio;
    Dilma consentiu, apoiou e impulsionou, vários outros planos econômicos para roubar a Petrobrás, liberação de preços superfaturados, associar-se a criminosos que lesaram o povo e país …

    Quantas desvalorizações da moeda sofremos desde 1.945?

    Qual foi a perda do poder aquisitivo do povo desde esta data, 45?

    Na razão inversamente proporcional à miséria e pobreza, um dado chama à atenção:
    NOSSOS ALGOZES, DOUTORES EM ECONOMIA ,ENCONTRAM-SE PODRES DE RICOS, enquanto suas vítimas … Deus meu!

    Acho que a solução mesmo, em termos econômicos, é voltarmos ao velho e bom escambo!
    Como o rico não pode fazer do dinheiro alimento, terá de trocar o seu carro por um pé de alface!
    A sua casa por um cacho de uva!

    Vou falar com o Guedes.

    • Pois é, Sr. Francisco, eu também! Até mesmo pelo achismo que vou apresentar, qualquer camelô perceberá que a única economia, da qual entendo, é aquela que me força a gastar o mínimo possível, a fim de que o oficial de justiça, mandado pelos pensionistas, não bata a minha porta.
      Doutro modo, se a palavra Economia significa, regra da casa, quem costuma fazer despesas domésticas, sente-se credenciado a dar seus pitacos:
      Penso que a melhor válvula de compensação, para manter a macroeconomia de um país, com superavit, inclusive, para ostentar e esnobar seja:
      -Doutrora: a pilhagem colonialista, cujos veículos do despojo, do explorado, até o explorador, eram os navios mercantes, ou mesmo os navios piratas. Hoje esse espólio já pode transitar por cabos de fibra ótica e sinais de satélite para matriz.
      Modernamente: são as multinacionais, que nas nações onde se instalam, sugam matéria-prima, recebem subsídios e sonegam impostos, exploram a mão-de-obra local com os subempregos, degradam e envenenam o meio ambiente.
      E mais modernas ainda, contemporâneas, são as sobretaxas nas importações pelo país “A”, e a imposição do país “B”, para que os seus produtos exportados ao “A”, sejam livres de barreira tarifária; sem reciprocidade. Se a nação impositora for detentora de um arsenal nuclear, huuuum! Isso funciona como um handicap de terminante, indefensável. Agora mesmo, Turquia está recebendo pressões violentas dos EUA; para que ela, a Turquia, não adquira o sistema de defesa, antimíssil (S-400) da Rússia.
      Talvez ai, pras banda do Sul, essa tática de “encabrestamento”, nunca tenha existido. Mas, no Norte e Nordeste, o Coronelismo, versão brasileira do feudalismo europeu, faz poucos anos que aqui foi abolido.
      A Zona Rural era rateadas entre os latifundiários. Os colonos daquela circunscrição só podiam comprar e vender ao proprietário, que também era o único quintandeiro e agropecuarista daquela gleba. Chegado o período eleitoral, infeliz do morador que deixasse transparecer, que o seu voto não fosse para o grupo do Zé Sarnê. Os jagunços e bajuladores punham armas na cabeça do adscritício rebelde e expulsavam-no da prorpriedade. Se o pobre tivesse esposa e filhas bonitinhas, tornarvam-se objetos de consumo, adivinhe de quem?

      • Paulo III,

        Tocaste em um aspecto crucial à dificuldade que o Brasil tem para se desenvolver:
        o domínio até pouco tempo atrás, com o povo sendo submetido aos caprichos, ordens, interesses e conveniências, fossem de quem fosse.

        E, nada mudou, a não ser que tais forças de antes se sofisticaram, se tornaram mais aperfeiçoadas, a ponto que nossos opressores hoje não são mais através de pessoas, porém sistemas, movimentos, políticas, programas, administrações …. , enfim, meios que se criaram para continuarmos sendo roubados e explorados!

        O problema é que entra e sai governo e nada muda, pelo contrário, agrava-se.

        Os índices de pobreza e miséria aumentam a cada ano;
        o analfabetismo absoluto estagnou em 13%, colocando-nos entre as piores nações da América Latina e do mundo neste particular;
        o analfabetismo funcional aumentou a tal ponto, que ultrapassa 40 milhões de brasileiros que somente sabem assinar o nome.

        Evidente que esta posição nossa de humilhados, direitos negados, uma Justiça tendenciosa, parcial e comprometida politicamente, de sermos permanentemente desprezados pelos governos que elegemos, a causa dessas intenções que se voltam contra o povo, indiscutivelmente advém da educação!

        Quanto mais a população é formada por ignorantes, incultos e incautos, muito mais fácil se torna manipular, enganar, mentir, iludir, exatamente o que vem acontecendo conosco há décadas.

        A tua última frase representa exatamente esta situação e, a resume, lamentavelmente, em uma realidade cruel, sádica, monstruosa e criminosa contra esse povo pobre e miserável:
        os abusos contra as mulheres.

        Gravidez precoce;
        violência de toda a ordem;
        exploração de seus corpos;
        mães, cujas idades ainda brincam com bonecas;
        sujeitas a serem violentadas em qualquer local, podendo ser pela manhã, tarde ou noite;
        meninas sem futuro;
        mulheres tristes e resignadas;
        filhos que serão a continuidade dessa via sacra interminável.

        Então, quando me defronto com declarações contra o salário mínimo;
        que este precisa ser contido em seus reajustes anuais(!?);
        que é o culpado pela falência da Previdência;
        a deterioração da saúde pública;
        da exacerbação da violência;
        da ausência total de planos efetivos para melhorar a educação;
        de nenhuma medida para amenizar o desemprego;
        nenhuma providência em benefício dessas meninas violentadas não só física como psicologicamente pela falta de perspectivas, incluindo os meninos que, invariavelmente, o tráfico os absorve,
        irremediavelmente nosso país recua, regride, e vem sendo implodido de forma inexorável!

        Abraço.
        Feliz Páscoa.

  3. O Brasil sofre porque os Esquerdopatas querem assumir de vez o país e o tornarem donos do povo e do dinheiro público, isso é a estória de que os fins justificam os meios, roubando livremente e com os Poderes, todos, a seu serviço, vide o Lulopetralhismo com todos os esquerdopatas unidos. Os Economistas tentam encontrar fórmulas, mas, uma Nação que tem em seus Poderes os Toffollis, Lewandovski, Moraes, Lindeberghs, Renans, Sarneys, Zé Dirceu e Filho unidos, Maria do Rosário, Gleise, Kokay, Tiririca, Humberto Costa, Telmario, Jean Cusparada Assombrosa, ladeira abaixo, e por aí vai ,nunca pode dar certo e viveremos sempre nesse embate. Qual moral tem qualquer Político do PT e Partidos Cúmplices Unidos para virem impedir Reformas no Brasil nesse instante , depois de terem arrombado os Cofres Públicos do Brasil inteiro em 16 anos de desmandos e destruição total da Economia Brasileira ?? Os Economistas tentam encontrar soluções para o caos e os Equerdopatas tentam encontrar o caminho de continuarem assaltando os Cofres Públicos Impunemente e tomarem sua Bebida Importada Cara nas Ruas de Paris, Londres, claro, e de Portugal que virou a “Suiça Brasileira” , para onde todos os Petralhas estão fugindo para gastarem as fortunas roubadas de nossos Cofres e que fizeram a festa dessa canalha corrupta/cleptômana nesses últimos anos. As “Dachas Petralhas Protuguesas” estão cheias dessa gente imoral , é o final de semana de todos eles, inclusive lá reside também o “novo berço jurídico petralha de habeas corpus para bandidos petralhas” !!!!

  4. Sem sombra de dúvidas, Keynes foi um nome de respeito na história mundial.
    Não podemos esquecer é o que vem por de trás de sua teoria (acredito até que o usaram pois me parecia um homem sério, estoico e digno) que seria o “puro e singelo” socialismo Fabiano.
    Agora exaltar essa fraude economica chamado Delfim Neto é “feio”. O intelectual serviu a militares, serviu de Guru a governos (??) Petistas Fracassados (o lìder está preso) e que esteve com sua reputação e nome envolvido com empreiteitas (R$ 5.000.000,00).
    Em tempo: em recente entrevista disse que o autor economico dele seria Adam Smith.
    É a eterna contradição humana.

  5. Alguém já viu um puteiro em forma de Sociedade Anônima? Ou um puteiro registrado em Junta Comercial? Tem curso superior para gogolô ou cafetina?

    Este é o mercado brasileiroro, onde só ganham fortunas os gigolôs chamados bancos. Leões de chácara deste puteiro, sao chamados de ministro da fazenda e presidente do banco central.

    Se não se organizar o Brasil nunca passará de uma Vila Mimosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *