Recife reduz para 13% a reincidncia de adolescente criminoso

Recife mostra que possvel recuperar menores infratores

Ana Flvia Oliveira
iG Notcias

Aulas de robtica, capoeira, corte e costura e at mesmo passeios foram os meios encontrados por uma unidade de atendimento socioeducativa de Jaboato dos Guararapes, na regio metropolitana do Recife, em Pernambuco, para diminuir a reincidncia de adolescentes internados para 13%. Para efeito de comparao, de acordo com o Conselho Nacional de Justia (CNJ), a mdia nacional chega a 43,3% e no Nordeste, este ndice de 54% – considerado o maior do Pas.

A frmula encontrada pelo governo para diminuir a reincidncia foi assumir incompletude institucional do sistema, como define Eutcio Borges da Silva Filho, diretor-presidente da Fundao de Atendimento Scio-Educativo (Funase) de Pernambuco, responsvel pelas unidades do Estado.

A ideia foi buscar parcerias com universidade, com outras secretarias do Estado e ONGs. A Funase no pode desenvolver tudo sozinha, explica. Assim, diz ele, os parceiros oferecem cursos profissionalizantes, atividades esportivas e aulas at mesmo fora das unidades.

POR FAIXA ETRIA

Seguindo esta lgica, o Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Jaboato foi inaugurado em 2006 e funciona com base nos fundamentos do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), resoluo do mesmo ano e que se tornou lei em 2012. O Sinase d as diretrizes para o trato com adolescentes em confronto com a lei em todo Pas.

Entre as diretrizes do Sinase, est a de separao por faixa etria dos adolescentes e respeito a capacidade mxima para atendimento mais individualizado. O Case Jaboato tem capacidade para abrigar 72 adolescentes entre 12 e 15 anos e atualmente tem 71, segundo a Funase. Esse quantitativo facilita para que possamos fazer um trabalho individualizado. A gente consegue fechar todas as pontas da rede, explica a assistente social Viviane Sybalde, diretora da unidade.

A rede a que ela se refere inclui a famlia do adolescente e os equipamentos sociais que a comunidade oferece, como escolas e Centro de Referncia Especializado de Assistncia Social (Creas).

A famlia tem um papel importante neste desenvolvimento. Ns temos dois dias de visita na semana. Mas se o familiar no puder vir na quarta-feira ou domingo, podemos negociar outro dia, diz Viviane. Durante as frias, os parentes tambm so escolhidos para passarem um dia com os adolescentes e, alm disso, a unidade programa atividades em que os familiares possam ficar com os adolescentes dentro da unidade, principalmente em datas especiais, como festas de fim de ano e Carnaval. Em que as mes, principalmente, dormem na unidade.

NO H CELAS

Outro diferencial que ajuda a explicar o baixo ndice de reincidncia a ausncia de celas e pavilhes. Os internos frequentam a escola todas as manhs e, no restante do tempo, realizam uma das 15 atividades disponveis. Nas frias, a unidade ainda promove passeios culturais e de lazer, como ir praia e visitar museus.

Todos os dias, tem uma programao diferente com base em eixos culturais, esportivos e de lazer. A participao nestas atividades tem relao com o aproveitamento em sala de aula, com o comportamento e o relacionamento entre os outros internos e os agentes, diz Viviane.

Os avanos com o sistema garantiram unidade o primeiro lugar na categoria Especial do Prmio Innovare, que premia boas prticas na rea da Justia, no ano passado.

INTERNO ESCREVE LIVRO

O projeto est rendendo bons frutos, segundo a diretora. Um dos internos escreveu at um livro, em que conta a prpria histria de vida. A inteno publicar para que minha vida sirva de exemplo para os outros meninos, diz o autor JS, de 15 anos. A obra demorou trs meses para ser escrita. A maior dificuldade foi lembrar das coisas.

JS foi detido aps estuprar um menino de seis anos em um abrigo em que vivia. rfo de pai, ele saiu de casa quando tinha 13 anos porque no quis viver com a me viciada em crack e foi morar sozinho. Na unidade h mais de oito meses, o jovem diz que as aulas lhe abriram os olhos para muitas possibilidades e que ele no sabe o que vai fazer quando ganhar a liberdade.

Eu quero continuar estudando para quando eu sair poder ajudar o meu av. Mas tem tanta coisa aparecendo que eu no sei o que fazer, diz. Ele diz que participa de aulas de bordado, artes, capoeira, robtica, ingls e teatro. Alm das atividades, o jovem faz um supletivo para concluir o ensino fundamental.

Aps sarem da unidade, os jovens podem concluir as atividades que comearam. Alm disso, a ressocializao dos jovens e retomada dos estudos so acompanhadas para que o ex-interno no volte a cometer crimes.

2 thoughts on “Recife reduz para 13% a reincidncia de adolescente criminoso

  1. Minha amiga petista, que hoje mora na Matrix (Noviorque) resolveu ir a Cuba, bem antes do PT chegar ao Poder. Em l aterrissando ficou maravilhada camarada, mas lhe disseram que no fosse aos bairros escuros noite. Teimosa foi sozinha e… acabou sendo assaltada numa das ruas escuras e todos reclamaram quando voltou: “mas ns lhe dissemos para no ir”… pois , a imprensa brasileira sempre falou to mal do racionamento de luz cubano que a Lei do Retorno trouxe ele para o Brasil… parece que vamos ter racionamento. Valei-me San Antonio de Los Baos… agora est faltando gua ! a Lei do Karma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.