Reclusa no palácio, Dilma não conseguiu ouvir o superpanelaço

Carlos Newton

Na noite desta terça-feira, o programa institucional do PT em cadeia nacional de rádio e TV, mesmo sem a participação da presidente Dilma Rousseff, provocou um superpanelaço no Brasil inteiro, mostrando que aumenta cada vez mais a desaprovação ao governo petista.

As pessoas nem ligaram para a declaração formal do presidente do PT, Rui Falcão, que plagiou Roberto Carlos para mostrar que daqui para a frente, tudo será diferente, com o partido se comprometendo a expulsar de suas fileiras qualquer petista que, ao final de um processo judicial, for julgado culpado.

A verdade é que as pessoas cansaram dessa conversa fiada de políticos que prometem uma coisa e fazem exatamente o contrário. A ainda presidente Dilma Vana Rousseff conseguiu terceirizar o comando da economia nacional e a articulação política, mas não tem como passar adiante a crescente rejeição a seu governo.

UMA CENA TRISTE

Para qualquer nação, é muito triste ter um governante (ou, no caso, governanta) que não pode sair às ruas ou aparecer na TV. Agora há pouco, na luxuosa solidão do Palácio da Alvorada, à beira do Lago Paranóa e distante de qualquer prédio residencial, a presidente Dilma assistiu ao programa do PT, mas não tinha como ouvir o maior panelaço da história mundial. Como nenhum assessor tem coragem de dizer a verdade a ela, que só saberá o que realmente houve se assistir aos noticiários de fim de noite na TV, que vão dar destaque ao superpanelaço.

15 thoughts on “Reclusa no palácio, Dilma não conseguiu ouvir o superpanelaço

  1. A verdade é que esse pessoal, esses vagabundos, pois não há nenhum termo mais próprio para esses ladrões é que não estão ligando a mínima para panelaços. Para eles está bom enquanto puderem ROUBAR, na Bahia o Vice governador disse, ao ser interpelado sobre sua participação nas safadezas e que seu nome havia sido mencionado, ele respondeu: “estou cagando e andando…” é isso que esses porcos estão para o Brasil e os brasileiros. o Crime dessa prostituta do poder é o de Lesa-pátria, por isso, além de ser destituída do poder, deveria ser processada juntamente com o Lula, esse por tráfico de poder e mais outras sujeiras, ambos ao final jogados numa cela imunda junto com os ratos seus companheiros.
    Mas aqui é Brasil, onde tudo de ruim é perfeitamente tolerado. O povo brasileiro, à exceção dos esclarecidos que promoveram o panelaço, são umas bestas, se importam com futilidades, merecem tudo de ruim que os seus políticos lhes preparou!

      • Também concordo com o comentário do sr. Antonio.

        Aqui em Jacarepaguá onde moro, pela primeira vez houve panelaço ontem.
        De poucos, é verdade, mas muito barulhentos dentre os quais me incluo.
        Já é alguma coisa.

  2. Dona Dilma tem que sofre impeachment, mas isto depende de todo o Povo Brasileiro. Temos que pressionar o Congresso Nacional e o Senado para que o Impeachment seja feito de fato. Não dá mais para aguentar esta desastrada e incompetente Dilma e sua camarilha que em 12 anos levaram o Brasil a Bancarrota.

  3. Por favor, CN, os últimos governantes do Brasil que circularam pelas ruas foram Getúlio Vargas que passeava pelo bairro nas proximidades do atual Palácio Guanabara, mesmo assim antes do golpe integralista de 1937, e o João Goulart que saia do Laranjeiras para tomar umas e outras com amigos no bar do hotel Novo Mundo, na Praia do Flamengo no ano de 1962 APENAS. Os ditadores militares nunca se aventuraram. Sarney teve seu ônibus apedrejado num evento na Praça XV, RJ, e de lá para cá todos se esconderam do povo. Lula apenas saiu do carro duas ou três vezes nas primeiras semanas após o primeiro mandato para cumprimentar uns e outros e depois que ferrou os aposentados, mesmo com alta aceitação, sumiu das ruas. Nem na Suécia, após aquele atentado que vitimou o Olaf Palmer em 1986, primeiro ministro dá mole em público. O Pepe Mujica foi uma caso raro no mundo contemporâneo, porque até aqueles que o puniram com severidade no passado passaram a gostar dele. Caso apenas comparado ao do Mandela, que muito idoso não tinha mais condições físicas para sair andando pelas ruas da África do Sul quando chegou à presidência.

    • Desculpe, velho amigo que ficou sumido tanto tempo e agora voltou com criativo pseudônimo, mas não me expliquei bem. Quando falei em sair às ruas, não foi passear como Getúlio, mas apenas ser visto ou saberem que o governante (no caso, governanta) está aqui ou ali. Apenas isso.

      Abs. e seja bem-vindo ao Blog.

      CN

  4. Tudo “conspiração” dos americanos através da CIA que acabam de contratar os “Power Rangers” para ajudar na desestabilização do governo petista. SIBÁ MACHADO.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  5. Folha de S. Paulo:

    Seguindo sugestão do ex-presidente Lula, o PT excluiu depoimentos da presidente Dilma Rousseff do programa do partido exibido, em rádio e TV, na noite desta terça (5).

    A orientação de Lula foi de que a propaganda se concentrasse na recuperação da imagem do PT, abalada com escândalo da Operação Lava Jato, em vez de exaltar as ações do governo Dilma.

    Para se poupar de um novo panelaço, Dilma não contestou a decisão. Nos dez minutos do programa, ela teve duas rápidas aparições. Sem fala.

    Mesmo assim, foram registrados protestos com panelas em bairros de São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Curitiba e Brasília durante a exibição do programa.

  6. Folha de S. Paulo:

    Depois do panelaço realizado por manifestantes antipetistas em diversas cidades do país, o governo federal avaliou que foi um erro incluir Lula no programa nacional do PT, exibido em rede nacional de televisão na noite desta terça-feira (5).

    O anúncio foi alvo de protestos em bairros de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Goiânia, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Salvador, Fortaleza e Recife, entre outras cidades.

    A Folha apurou com interlocutores do governo no Planalto que foi um erro o PT expor Lula no programa, já que era previsível o panelaço.

  7. “mas não tinha como ouvir o maior panelaço da história mundial.”
    Carlos Newton surtou de vez! Moro em Belo Horizonte e não vi nada disso. Portanto não posso emitir opinião que diga respeito ao que aconteceu em todo o país. Diferentemente do administrador, não possuo o don da onipressença.

  8. Realmente eu também fiquei comovido com a participação do povão da Vieira Souto, de Ipanema, Leblon, aqueles aptos (na verdade nem todos, pelo menos uns… dez) com aquelas varandas enormes, de frente para o mar, com panelinhas nas mãos, fazendo barulho para criticar o governo. Foi demais.

    Já o pessoal da zona norte, das comunidades, estes são uns sem pátria, não entenderam bem o momento e não se motivaram a ajudar o pessoal da zona sul na manifestação. Pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *